O Planeta TV

Herdeiros de família real repudiam novela das seis da TV Globo

A história de Dom Pedro não está em contada.

por Erivelton Moraes, em 27/10/2021
Publicidade

Selton Mello. Foto: TV Globo/Divulgação

A família real brasileira divulgou nota na tarde desta quarta-feira (27/10) criticando a abordagem da novela "Nos Tempos do Imperador", que aborda o reinado de Dom Pedro II (1840-1889).

O pronunciamento atende pedidos de descendentes do imperador e de fãs da monarquia reclamando a forma que a trama aborda.

Em nota, a casa de Orleans e Bragança afirma que Dom Pedro foi o melhor estadista brasileiro de todos os tempos e que até hoje a República não conseguiu destruir a fama do governante, e que ele era um pai de família .

Um dos pontos criticados no folhetim é a abordagem do relacionamento de Dom Pedro com a condessa de Barral.

A dinastia comemorou também a baixa audiência do folhetim, com 18 pontos arredondados. 

Pronunciamento da Família Real

Atendendo ao apelo de pessoas amigas e daqueles que hoje constituem uma forte corrente monárquica, manifestamos, com justa indignação, não apenas como seus descendentes e herdeiros dinásticos, mas também como brasileiros que verdadeiramente amam sua Pátria e valorizam sua História, nosso repúdio aos ataques da TV Globo, através de sua novela “Nos tempos do Imperador”, contra a honra do Imperador Dom Pedro II.



Dom Pedro II foi o nosso melhor Chefe de Estado, cuja boa obra na condução dos destinos públicos do Brasil, ao longo de quase meio século de reinado pessoal, faz-se sentir até os dias de hoje. Senhor de costumes privados sabidamente ilibados, o Imperador foi também um pai de família modelar, coluna do lar, protetor suave e varonil dos seus.

A Globo vem promovendo sistematicamente, nas últimas décadas, uma verdadeira revolução cultural, caracterizada pela desconstrução dos padrões tradicionais, a promoção da extravagância, da amoralidade e da cultura do caos, e denegrindo sistematicamente a nossa Nação.

No entanto, o maior biógrafo de Dom Pedro II é, sem dúvida alguma, o povo brasileiro, que, passados quase 130 anos de sua morte no injusto e penoso Exílio, não se esqueceu da grande respeitabilidade, da paternalidade e, sobretudo, da brasilidade de sua figura, e por isso mesmo rejeita as investidas mentirosas contra a sua memória. Não surpreende, pois, a novela estar registrando índices de audiência fraquíssimos, para a grande consternação da emissora, conforme tem sido noticiado na imprensa.

São Paulo, 27 de outubro de 2021

Dom Luiz de Orleans e Bragança
Chefe da Casa Imperial do Brasil

Dom Bertrand de Orleans e Bragança
Príncipe Imperial do Brasil

Dom Antonio de Orleans e Bragança

Dona Christine de Orleans e Bragança

Dom Rafael de Orleans e Bragança

Dona Maria Gabriela de Orleans e Bragança


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (2) Postar Comentário

Susana comentou:

Acompanho a novela e de verdade não vejo nada que possa achincalhar a memoria e a conduta de D.Pedro ll. Muito pelo contrário, mostra um ser humano preocupado com a pátria e com a família. Acho desnecessária essa matéria.

Leonardo comentou:

Família falou, falou, falou, mas não justificou o relacionamento de Pedro. Que foi um grande estadista, não há dúvida. Mas já vi estadista com amante.


Publicidade

Veja também

Publicidade