O Planeta TV

Globo apresenta a minissérie "Elis: Viver é Melhor que Sonhar"

Uma coprodução da Globo Filmes com Bravura Cinematográfica e Academia de Filmes.

por Redação, em 06/12/2018

Foto: Globo/João Cotta

A musicalidade e a história fascinante da vida e da carreira de Elis Regina contagiou o espaço. O diretor Hugo Prata e o roteirista George Moura apresentaram as primeiras imagens de ‘Elis – Viver é Melhor que Sonhar’, que mistura cenas da cinebiografia “Elis”, uma coprodução da Globo Filmes com Bravura Cinematográfica e Academia de Filmes, com material documental e cenas inéditas de ficção, gravadas especialmente para a minissérie. “Foi uma oportunidade incrível fazer a minissérie com tantas novidades, que incrementam não só o conteúdo, mas também o formato”, explica o diretor Hugo Prata. George Moura também destacou a importância de Elis Regina: “Foi um prazer fazer parte deste projeto e ampliar a visibilidade dessa mulher absolutamente extraordinária que foi a Elis. Além de trazer cenas ficcionais, que costuram a trama na TV, vamos exibir um farto material documental, que legitima ainda mais a sua grandeza e contextualiza o momento histórico do Brasil da época”. 

Andreia Horta, que gravou cenas novas como Elis Regina, e Mel Lisboa, que encarna Rita Lee em cenas exclusivas da minissérie, também estiveram presentes no evento, ao lado de Lúcio Mauro Filho, que interpreta o produtor musical Luís Carlos Miele. “É sempre um crescimento artístico e pessoal interpretar Elisa Regina. Contar sua história para tanta gente me deixou muito feliz”, disse Andrea. Mel Lisboa conta como foi viver Rita Lee na televisão após ter feito, no teatro, um musical sobre a roqueira. “Foi uma experiência nova, apesar de já ter vivido a personagem antes. Eu e Andreia somos amigas e termos interpretado essas mulheres que admiramos é emocionante e especial demais”. Lúcio Mauro Filho falou sobre a emoção de interpretar Miele, de quem era amigo pessoal. “Este é um projeto cheio de afeto. Fico muito honrado de fazer parte disso. É um trabalho sobre Elis, de quem sou fã, e interpreto Miele, com quem tive uma amizade”, destacou.

Aa minissérie ‘Elis- Viver é melhor que sonhar’, que tem roteiro de George Moura, Hugo Prata, Luiz Bolognesi e Vera Egito, e direção de Hugo Prata, será exibidas em quatro capítulos a partir do dia 8 de janeiro de 2019.



Comentários (1) Postar Comentário

Lemos comentou:

Santa Netflix que fez a Globo acordar pras minisséries e telefilmes. Demorou pra dramaturgia brasileira acordar pra esse formato. Enquanto o primeiro mundo produz series pra tv desde os anos 40 e que passam na nossa tv até hoje o Brasil perdeu muito tempo investindo em novela que só o Brasil consome. Globo tem cacife suficiente pra ganhar o mundo com esse formato.


Galliano respondeu:

A Globo já fazia minisséries desde os anos 1980, mas abandonou o formato por causa do BBB e das novelas das 23:00/superseries. Já os telefilmes realmente são novidades. Quanto às novelas, diversos outros países - não só o Brasil, como você diz - as consomem: México, Colômbia, Argentina, Portugal, Turquia, até mesmo os EUA (lá são histórias ao estilo Malhação, chamadas de soap óperas, que nada mais são do que novelas).


Veja também