O Planeta TV

Gilberto Braga desenvolve sinopse de novela de época

O dramaturgo convida Denise Bandeira para ser coautora da adaptação.

por Redação, em 05/06/2019

Gilberto Braga. Foto: George Maragaia/TV Globo

A sinopse de uma novela que Gilberto Braga está desenvolvendo será fiel a “Vanity Fair”, romance do século XIX. O autor se diz fã do romance de William Makepeace Thackeray e não quer se afastar muito da história original.

A ideia é que a novela, ainda sem título provisório, tenha no máximo 104 capítulos. Um formato curto, que a Globo passará a adotar, principalmente, no horário das seis.

Para este trabalho, Gilberto convidou Denise Bandeira para ser coautora.

Com informações da jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.



Publicidade

Comentários (11) Postar Comentário

Bruno Lopes comentou:

Gilberto é maravilhoso como autor, mas preguiçoso pelo que vejo em entrevistas antigas, o pior que tem autores cheios de energia mas sem um pingo do talento que ele tem. Uma lastima, mas com um texto bom e um numero menor de capítulos espero que ele faça muito sucesso. Vem GB.

André Cutrim comentou:

Só de não ser com Ricardo Linhares, já fico mais animado. Gilberto Braga é um autor que dispensa comentários, mas suas últimas tramas foram entregues aos co autores, perdendo a essência e qualidade que ele possui. Fico feliz pelo seu retorno, com obra menor. Espero ver Maneco as 18h, com uma novela tipo Histórias de Amor, um clássico.


Mario respondeu:

Imagina uma novela como História de amor às seis. Já tem 24 anos Já pode ate virar remake.


Idalina comentou:

Que bom! Vários elementos favoráveis: menos capítulos, uma só co-autora, novela de época inspirada em romance da literatura... Um prato cheio para o Mestre Gilberto se sentir confortável e voltar a escrever, de fato, sem simplesmente dar ideias para uma horda de colaboradores escreverem os diálogos. Que venha forte, com estilo marcante e seja um sucesso!

paulo comentou:

Amo o Gilberto Braga,espero que ele faça novelas para o horário das 23h,tem mais a ver com o estilo dele,creio que ele poderia ter mais liberdade em colocar temas polêmicos,espero que consiga fazer uma boa novela das 18h,esse horário ultimamente ta uma pedreira,se o folhetim não tiver chiqueiro,torta na cara,lenga lenga de mocinhos,não dá boa audiência,vide "Orgulho e Paixão".


Mario respondeu:

Acho que é sempre o horario mais caprichado das novelas, não concordo.


Vitor Silva comentou:

Muito legal, o Gilberto é bom em adaptação

marcelinho comentou:

Excelente!! Gilberto ainda voltará ao horario nobre!!

Mario comentou:

As novelas das 6 tem sido mais curtas, uns 5 meses. Acho que
uma novela pode ser entre 120 e 130 capitulos, um bom tamanho,
mas tambem depende da historia a contar. Tem novelas que tem
varias fases que podem ter 180 capitulos ou mais. Acho que
depende da história a ser contada.

Júlio comentou:

O Gilberto tem um texto excelente, mas é preguiçoso e delega muito aos colaboradores. Deviam colocá-lo para escrever sozinho e tirar a prova dos 9: ou ele escreve algo que presta e mostra o talento que tem ou então é olho da rua.

ALTAMIRO RÔLERRETÉ comentou:

Torço pelo sucesso do Gilberto Braga às 18 horas. Ele merece esta oportunidade, para tirar a má impressão que "Babilônia" deixou. Manoel Carlos também poderia escrever para às 18 horas.

Vicente comentou:

Gilberto Braga, ao contrário do que estão dizendo, não é preguiçoso. Na verdade ele é um perfeccionista e muito cuidadoso com o texto de suas novelas, o que acaba atrasando muito o desenvolvimento dos capítulos e a escrita dos mesmos. O próprio Gilberto já revelou que chega ao ponto de reescrever várias vezes as cenas buscando a perfeição. Pra fugir dessa sua obsessão ele prefere trabalhar com co-autores e colaboradores que escrevem a partir da escaleta desenvolvida por ele...


Pastor Etevaldo, o representante de Deus respondeu:

Seu nariz!



Miss Olga respondeu:

Tá mal informado, Vicente. Gilberto não escreve nem a escaleta, ele apenas dá ideias soltas para um dos colaborares transformar em escaleta e redigir o capítulo com os outros. Nem a sinopse ele escreve mais. Deixou de ser insegurança e perfeccionismo e virou preguiça, mesmo. E da-lhe Dalmadorm.


Veja também

Publicidade