O Planeta TV

Entrevista com Agatha Moreira sobre participação em Novo Mundo

A atriz comenta parceria com Letícia Colin e Caio Castro.

por Redação, em 15/07/2020

Foto: Raquel Cunha/Globo

Nos próximos capítulos da trama, depois de tanto desrespeitar Leopoldina (Letícia Colin), Dom Pedro (Caio Castro) é expulso do Palácio pela princesa e vai para o Solar viver ao lado de sua amante Domitila (Agatha Moreira). Como não precisa mais evitar sair com a jovem em público, o príncipe a convida para irem juntos a uma ópera, mas precisa cancelar o compromisso e Domitila vai acompanhada de Francisco (Alex Morenno).

Enquanto Domitila comemora a recente união com Dom Pedro, Chalaça (Romulo Estrela) reaparece para se vingar, aliado a Felício (Bruce Gomlevsky), e fica sabendo que ela irá comparecer ao teatro. Com raiva pela traição da jovem no passado, ele prepara uma surpresa no estilo tragédia e garante que Domitila terá o papel principal.

Enquanto isso, Domitila aparece no local despertando a atenção dos convidados, mas quando está prestes a entrar ao lado do irmão são impedidos por Viriato (Daniel Satti), dono do teatro. Ela tenta argumentar diante da atitude dele e acaba humilhada em público. Chalaça, escondido, vibra com a expulsão de Domitila e a vaia dos convidados.

‘Novo Mundo’ é escrita por Thereza Falcão e Alessandro Marson, com Duba Elia, João Brandão e Renê Belmonte e tem direção artística de Vinícius Coimbra e direção de André Câmara, João Paulo Jabur, Bruno Safadi, Guto de Arruda Botelho e Pedro Brenelli.

ENTREVISTA COM AGATHA MOREIRA

Você tem acompanhado a repercussão sobre a personagem?

Sim. Na época em que a novela foi ao ar pela primeira vez, eu não era tão conectada nas redes. De uns tempos para cá estou descobrindo o prazer dessa troca na internet, de poder brincar e criar conteúdos. E tem sido muito legal ver a repercussão, ver o que as pessoas falam. Gosto de ler, me envolvo (risos). Vejo que tem aqueles que ainda consideram Domitila uma vilã e os que a defendem. Acho muito legal quando um trabalho alcança o público e cria essa mobilização.

Acha que a trama dialoga com os dias de hoje?

Nossa! Demais! Somos um país que não valoriza o seu passado e, principalmente, os erros do seu passado. Muito do que vivemos hoje em dia é reflexo de séculos e séculos atrás, infelizmente. ‘Novo Mundo’ é uma novela que mostra um Brasil ainda dando seus primeiros passos, antes de ser uma República, antes de existir algo tão fundamental como a democracia. Além disso, vemos como ser mulher era difícil lá atrás e continua sendo. É uma luta de muitos e muitos anos para termos respeito e igualdade na sociedade. É uma trama de época com questões muito atuais.

Quais características você valoriza na Domitila?

Ela tem atitudes muito duvidosas. No entanto, existe uma força, uma coragem, que eu admiro nela. Estamos falando de uma mulher que vivia em 1817. E ela utilizava as armas que tinha para sobreviver naquela sociedade.

Como era a caracterização da sua personagem?

A caracterização em si não era tão demorada porque coloquei o megahair. Isso, para mim, era o mais complicado. Conviver com ele (risos). Mas tinha as roupas, que eram cheias de detalhes e, para colocar, e trocar de uma cena para outra, dava trabalho. Mas, geralmente, demorava uma hora para ficar pronta, porque precisava arrumar o cabelo, fazer a maquiagem, que era uma espécie de “sujeira” no rosto e nas mãos (de acordo com a época), e vestir todas as sobreposições.

Fale uma pouco sobre a relação com a Letícia Colin.

Muito tranquila! Letícia é muito querida. É um tipo de atriz que troca em cena. E isso é muito legal quando acontece. Adorávamos nossos embates em cena, porque eram calorosos e tínhamos essa entrega e parceria. Foi muito bom esse encontro com ela.

Como era contracenar com Caio Castro?

Mesma coisa! Tivemos um entrosamento muito legal. Acho que é até por isso que muitas pessoas defendiam a Domitila, porque compraram o sentimento dela pelo Dom Pedro. E isso só foi possível pela sintonia que criamos em cena. Também foi um grande parceiro. Fiz muitos amigos nessa novela. Pessoas que seguem na minha vida.

Foto: Globo/Mauricio Fidalgo

O que achou do final da sua personagem na trama?

Ah, não vou dar spoiler (risos). Imagina estragar essa surpresa para quem está vendo a novela pela primeira vez (risos). Mas acho que o final foi bem coerente com a história que contamos e com o desenvolvimento das personagens. Foi um fim ficcional, no entanto, assim como na vida real, Domitila teve um caminho similar. Mas não vou falar mais! Vamos assistir à edição especial.

Como tem sido sua rotina de isolamento?

Tenho passado com o Rodrigo. Temos a minha casa e a dele, o que é muito bom, porque temos a possibilidade de mudar de cenário. Também tivemos a oportunidade de passar um mês com a família dele na serra, claro, respeitando todas as orientações médicas. Então, foi ótimo ter esse contato com as crianças e com a natureza. Mas é muito ruim saber que a realidade da maioria das pessoas não é essa. Que temos muitas vidas indo embora e muitas pessoas passando por tanta adversidade. Diante disso, eu não posso reclamar de isolamento, de nada. Só mesmo agradecer e torcer para que esse cenário mude logo. E tentar ajudar de alguma maneira quem precisa nesse momento

Com informações da Comunicação Globo.



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade