O Planeta TV

Direção da Globo diz que autor de "O Sétimo Guardião" ignorou pesquisas internas

Alto comando da emissora notaram insatisfações de alguns atores.

por Redação, em 14/03/2019

Foto: Reprodução/Instagram/@lilia_cabral

Segundo informações do jornalista Ricardo Feltrin, do UOL, a TV Globo realizou uma reunião com parte do elenco de O Sétimo Guardião. O evento reuniu estrelas como Tony Ramos, Lilia Cabral, Marina Ruy Barbosa, José Loreto, Carolina Dieckmann, Flavia Alessandra e Milhem Cortaz, entre outros artistas.

Silvio de Abreu, Monica Albuquerque e Rogério Gomes, o Papinha, comandaram a reunião.

Eles agradeceram os artistas pelas dedicações e notaram que muito ali estavam frustrados com os rumos de seus personagens na trama; que quase todos passaram quase um ano "presos" à produção da novela e que - diante de um trabalho com tantos "percalços" - era "perfeitamente compreensível" que houvesse insatisfação.

Sobraram críticas para o autor, Aguinaldo Silva, que não estava presente. Tudo indica que o dramaturgo não seguiu as orientações de realizar os ajustes de acordo com os resultados de pesquisas internas, dando ênfase aos personagens mais bem avaliados.

Em termos de audiência, os diretores disseram que a novela – de 28,2 pontos até o momento - atendeu às metas previstas para os tempos atuais.



Publicidade

Comentários (10) Postar Comentário

Televisivo comentou:

Um mico colossal! Aguinaldo Silva merece ser afastado definitivamente da dramaturgia. Só escreveu LIXO nos últimos anos, mas se superou com essa porcaria.


vlad respondeu:

Isso mesmo, fora com essa Véia Aguinalda!!!!!!!!!!!!!!


ALTAMIRO RÔLERRETÉ comentou:

Eu acho que esta será a última novela do Aguinaldo. Mas ele diz que quer escrever séries, quem sabe a Netflix não fecha um contrato milionário pra ele desenvolver suas séries geniais, que serão fenômenos mundiais. Vai vendo...


ALTAMIRO RÔLERRETÉ respondeu:

Galera, é ironia, ok?


Nando Lopes comentou:

Bons atores com personagens ruins e uma trama frágil. Adoro a Lília Cabral, mas ela é uma atriz que se destaca com bons textos. O mesmo ocorre com Tony Ramos, ambos se destacam nas novelas do Manoel Carlos. Bruno Gagliasso também se destaca com personagens complexos, seus melhores personagens foram escritos pela Glória. A trama é frágil e o texto clama por milagres. Resta investir nos atores que criam bons personagens mesmo quando o texto e a trama não ajudam: Letícia Spiller, Elizabeth Savalla, Dú Moscovis, Flávia Alessandra. Só eles para ajudar a trama a chegar ao menos aos 30.

Manuela Ricardo comentou:

Acabou aquele Aguinaldo de A Indomada, Porto dos Milagres e Tieta. Realismo fantástico desse O Sétimo Guardião não funcionou nadinha.

Sra. Mercedes comentou:

Será que a Globo vai rescindir o contrato com o Aguinaldo Silva? A quele diretor aclamado, Luiz Fernando Carvalho, não acatou as mudanças impostas pela Globo em Velho Chico, e, assim que acabou a novela, ele foi dispensado.


Pedro respondeu:

Olha, acredito que não. Apesar de ser teimoso, o Aguinaldo tem prestígio e já elevou a audiência do horário diversas vezes. Mas ultimamente ele anda com o ego elevado demais, pelo visto. Ele precisa parar um pouco e rever suas histórias. Ainda acho que ele tem potencial e capacidade pra trazer uma novela boa como as de antes. Glória Perez também teve seu momento ruim e soube se reinventar com A Força do Querer. Espero que depois dessa, Aguinaldo perceba que o público não compra qualquer coisa. Foi uma novela muito esperada, até pela polêmica em torno, pra ser tão rasa como é.



Televisivo respondeu:

Glória Perez teve fracassos também, porém, o seu texto é infinitamente superior ao do Aguinaldo. Seus personagens possuem camadas. Aguinaldo Silva em tempos de internet, só tem escrito baboseiras para virarem "memes". Isso vem desde "Fina Estampa" e revendo "Senhora do Destino", que eu amava em 2004, vejo inúmeras características de hoje. Texto forçado, situações nada a ver e uma breguice sem fim, desde a direção, a cenografia e figurinos.



Pedro respondeu:

Sim, Televisivo, o texto da Glória é melhor mesmo, mas novela de sucesso não se faz só com isso. Glória já errou muito, e depois de O Clone pegou fixação em representar culturas diferentes, sempre com uma dança no meio das cenas. Isso até virou "chacota" em alguns sites de comédia. Isso faz dela uma escritora ruim? Não, ainda mais que ela soube se reinventar com AFDQ. Ta faltando isso pro Aguinaldo, se reinventar, perceber que as coisas que faziam sucesso antes nem sempre fazem agora. Ele se reinventou em Senhora do Destino, depois de inúmeras novelas de realismo fantástico. Foi uma novela que, apesar de alguns erros e vícios, foi muito boa. A audiência na exibição original e nas reprises mostram isso. Repito, ele não é um mau autor, só precisa se reinventar mais uma vez e deixar de lado "espíritos" de novelas e personagens passados.


Mario comentou:

Flávia Alessandra está fazendo figuração de luxo. A novela está quase no fim e ninguém entende por que existe aquele mendigo. Qual é a dele e o que faz para ser guardião? Fora aquela cor amarelada que parece novela do SBT nos anos 90. Não tem trilha sonora, não tem música de persoangem, etc. Fora o texto horrível e a falta de função dos personagens ou sentido do enredo. Acho que ou ele surtou ou ele está debochando da cara da gente. Basta ver Porto dos Milagres, para ver que ele sabe escrever muito bem.

Galliano comentou:

Não acho que será a última novela do Aguinaldo na Globo até porque, bem ou mal, ele tem prestígio dentro da emissora. O que me desagrada nele é o “ego inflado, do tamanho do mundo” por ser “o único autor que só escreveu novelas para um horário (antes das 20:00, agora as 21:00); talvez testá-lo num horário diferente (quem sabe as 18:00, no lugar do Walter Negrão, que está deixando a Globo) com uma história diferente poderia ser uma solução melhor para a Globo e para ele mesmo.

Natália do Valle (a melhor) comentou:

A zica foi feia o Cerceau deve ter ido no terreiro do Walcyr porque o trabalho foi forte, fez até a tia Aguinalda perder a mão e escrever a sua pior novela, tia Aguinalda precisa se benzer, mas acho é bem feito pra esse autor que se acha a última coca cola do deserto

Júlio comentou:

O Aguinaldo nunca me enganou. Ele é o tipo de autor que sobrevive às custas das farsas que surgiram em torno da carreira dele. As novelas antigas sempre eram totalmente estruturadas em obras de terceiros, como Dias Gomes. Quanto às outras, sempre foram carregadas nas costas por colaboradores. Ele só leva a fama. Mas para não dizer que não há características dele em seu roteiro, eu admito que há algumas. E são todas ruins. Sempre novelas bregas, cafonas, com textos rasos e diálogos deploráveis. Isso para não falar nas situações esdrúxulas que ele inventa e na total falta de profundidade psicológica dos personagens e falta de consistência nos temas. Ele até conseguiu disfarçar sua incompetência algumas vezes, mas essa novela atual revela incontestavelmente a incompetência desse sujeito e o quanto a fama dele foi alimentada por mentiras.

BRUNO comentou:

Novela ruim. Simples assim.

Veja também

Publicidade