O Planeta TV

Ary Fontoura fala sobre sua experiência no "Lady Night"

“Aceitei o convite para testar o meu intelecto com essa menina", diz o ator sobre Tatá Werneck.

por Redação, em 15/03/2022
Publicidade

Foto: Juliana Coutinho/Divulgação

De personalidade irreverente e acostumado a participar com frequência de programas de TV,  Ary Fontoura tirou de letra o desafio de estar frente a frente com Tatá Werneck no "Lady Night". Convidado do programa que vai ao ar na TV Globo nesta quinta, dia 17, ele revela que adorou a experiência. "Eu me entreguei totalmente ao que a Tatá me perguntava, entendi perfeitamente os propósitos, brinquei demais, me diverti à beça, e o resultado foi, depois que eu tive a oportunidade de ver, amplamente satisfatório", conta o ator.   

Confira, abaixo, uma entrevista com Ary Fontoura sobre sua participação no 'Lady Night'.

‘Lady Night’ vai ao ar após o ‘BBB 22’ e tem apresentação de Tatá Werneck, roteiro de Caíto Mainier e João Marcos Rodrigues, redação final de Tatá Werneck e direção geral de Lilian Amarante.

Entrevista com Ary Fontoura

Como foi sua experiência ao participar do Lady Night?

Participar do ‘Lady Night’ foi uma experiência muito agradável. Eu já conhecia a Tatá, conhecia a velocidade com que ela entrevista os seus participantes. Não estava com medo, não, eu sabia que era uma brincadeira. É o tipo de programa que, ou você entra no jogo da entrevistadora, ou você não consegue realizar um bom trabalho. Eu me entreguei totalmente ao que ela me perguntava, entendi perfeitamente os propósitos, brinquei demais, me diverti à beça, e o resultado foi, depois que eu tive a oportunidade de ver, amplamente satisfatório.     

Uma das características da apresentação da Tatá é deixar seus convidados muito à vontade para entrar no clima da brincadeira. O que você achou da dinâmica do programa?

Ela é muito inteligente. O programa não funcionaria se não fosse assim. Se todos os assuntos viessem à baila antes, um "ai, meu Deus, será que eu respondo?", não daria certo – o negócio é se entregar. Quem se entrega, realiza uma boa entrevista. A impressão que dá em todos os programas e entrevistas que eu tenho visto é que as pessoas têm as mesmas oportunidades para brilhar. Eu tenho uma série de experiências, já fui a muitos programas, já fui entrevistado por muitas pessoas, então, para mim, não constituiu nenhum problema. Eu brinquei muito com ela, eu me diverti, e isso foi a tônica que eu encontrei para realizar uma boa entrevista.



O que mais te marcou durante sua participação no programa?

O que mais me marcou foi a organização do programa. Tudo aconteceu na hora devida, eu esperei o suficiente no camarim para me preparar, fizemos o programa e, quando terminou, fiquei com aquela sensação de: "Ah, que pena que acabou".

O que te motivou a aceitar o convite?

O que me motivou a aceitar o convite foi saber que tudo na vida é um desafio. Seja uma entrevista, ou outra coisa qualquer que você resolva fazer. Eu achei que seria uma oportunidade para eu avaliar como estava o meu intelecto, a minha cabeça, se estava funcionando a mil, para poder realizar uma entrevista com essa menina que não para quieta um instante e é excepcionalmente rápida. Foi ótimo para mim, foi prazeroso, e eu cheguei à conclusão de que eu posso sim, que a minha cabeça está boa e que, apesar da pandemia, esse tempo todo em que fiquei praticamente preso dentro de casa, o 
 
Com informações da Comunicação Globo 


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Publicidade

Veja também

Publicidade