O Planeta TV

Agatha Moreira fala sobre seu trabalho em "Haja Coração"

por Redação, em 10/12/2020

Foto: Globo/João Miguel Júnior

Ainda confusa por causa da amnésia, Camila (Agatha Moreira) está disposta a revisitar o passado. Sua principal angústia é querer saber o que de fato aconteceu no dia da explosão do Grand Bazzar. Ainda mais depois de escapar de um atentado dentro da própria casa. Ao receber uma encomenda sem remetente, Camila e Lucrécia (Claudia Jimenez) levam um susto ao se depararem com uma bomba relógio. A fotógrafa até tenta se livrar do objeto, mas não percebe que a janela de vidro da sala está fechada. Conclusão: a bomba explode e faz um estrago no apartamento.

A polícia é acionada para descobrir o autor do atentado e Enéas (Johnnas Oliva) logo levanta suspeitas contra Giovanni (Jayme Matarazzo), deixando Camila ainda mais confusa. O filho de Francesca (Marisa Orth) é detido pouco tempo depois e Camila pede que Agilson (Marcelo Medici) interrompa a investigação, mesmo tendo dúvidas sobre a inocência do namorado. Depois do episódio, a fotógrafa decide recorrer ao seu diário, que permanece guardado no cofre, para descobrir toda a verdade sobre as atitudes da ‘antiga’ Camila.

‘Haja Coração’ é escrita por Daniel Ortiz, com a colaboração de Flávia Bessone, Isabel Muniz, Patricia Moretzsohn e Nilton Braga, direção artística de Fred Mayrink e direção de Bia Coelho, Luciano Sabino, Alexandre Klemperer, Teresa Lampreia e Allan Fiterman.

Entrevista com Agatha Moreira

Qual foi a sua reação ao saber do retorno de ‘Haja Coração’?

Foi uma novela muito gostosa de fazer, com uma equipe muito unida e afinada. E contávamos uma história leve, que mesmo no drama tinha o toque de comédia. Sou muito grata ao Fred (Mayrink, diretor) e ao Daniel (Ortiz, autor) por terem me dado a Camila. Se não fosse a pandemia, teria ficado 100% feliz. O motivo da reprise me entristece porque estamos vivendo um momento delicado no nosso país, com tantas perdas. Ao mesmo tempo, o público merece ver uma história como essa e respirar um pouco diante de tantas notícias pesadas e tristes.

O que a Camila significa dentro da sua trajetória profissional?

Foi uma personagem muito instigante e que gostei bastante de fazer. Ela tinha a questão da perda da memória, então tive que trabalhar duas personagens. A Camila com memória e a sem memória. E elas eram bem diferentes. Foi muito legal ver a redenção, a descoberta dela, a mudança diante da vida. Foi um trabalho especial.

Foi sua primeira novela após a estreia em “Verdades Secretas”. Como foi o seu trabalho de composição?

Gosto muito de ler o texto do autor, de entender o que ele quer dizer com os diálogos, com a forma que ele descreve o papel. Isso é o meu guia. E depois fui buscando inspirações. Queria diferenciar bem essas duas Camilas. Pesquisei os gestos, o corpo, a maneira de falar. Cada trabalho exige um caminho de composição. E ela foi a minha primeira personagem mais madura, mais adulta. Até então, minhas personagens tinham um pé na adolescência. Foi interessante também trazer isso para cena.

Você era criança na época da exibição de ‘Sassaricando’. Chegou a ver cenas da novela?

Vi apenas algumas cenas. Nossa trama tem a inspiração em ‘Sassaricando’, mas não é um remake. Daniel construiu outra história. Ele é muito habilidoso e eu adorei trabalhar com ele.

Que lembranças você tem da época das gravações? Alguma história de bastidor marcante, engraçada?

Minha lembrança é que era uma equipe unida. Havia uma química dentro e fora de cena. Foi um trabalho gostoso de fazer. Em ‘Haja Coração’, fiz as minhas primeiras cenas de ação. Foi a sequência do sequestro da Camila. Adrenalina foi lá em cima, coração a mil. Mas foi muito legal essa entrega, estar envolvida nesse processo.

Que aprendizados e descobertas você acumulou neste período de quarentena?

É um período difícil. Fiquei mais introspectiva e colada nos meus, isolada na serra. Voltei a praticar ioga. Fiquei mais consciente do presente, porque sempre estamos projetando e pensando no futuro. Mas sou muito privilegiada, porque pude ficar em casa. Infelizmente não é a realidade da maioria das pessoas.

Quais são seus planos profissionais para o futuro?

Tenho já algumas novidades, mas ainda não posso falar. Ainda tenho um tempinho de férias, mas estou bem animada. Eu amo trabalhar e sou muito sortuda por poder viver daquilo que eu sou apaixonada.

Comunicação Globo


Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!
Publicidade

Veja também

Publicidade