O Planeta TV

A trágico destino do primogênito de Lola em "Éramos Seis"

Danilo Mesquita defende o personagem da novela das seis.

por Redação, em 14/01/2020

<strong>Carlos </strong>(Danilo Mesquita). Foto: TV Globo/Divulgação

A autora Ângela Chaves, sob supervisão de texto de Silvio de Abreu, decidiu manter o destino de Carlos (Danilo Mesquita), primogênito, de Lola (Gloria Pires).

Assim como aconteceu em outras adaptações para a TV, o rapaz morrerá. Segundo informações do jornal O Globo, tudo acontecerá quando Carlos estiver indo ao encontro de Felício (Paulo Rocha) para conversar com ele sobre seu romance com Isabel (Giulia Buscacio). No caminho, Carlos irá se deparar com uma grande manifestação contra o governo do presidente Getúlio Vargas e desistirá de ir.

Mas, antes que ele consiga se afastar da confusão, homens começarão a atirar do alto de um prédio contra os manifestantes. Ao ver uma pessoa ferida, o namorado de Inês (Carol Macedo) correrá pra ajudar, mas acabará sendo baleado. 

Carlos chegará a ser levado para um hospital, mas não resistirá e acabará morrendo. 

A assessoria da TV Globo ainda não informou quando as sequências serão exibidas, mas, provavelmente, irá ao ar nos últimos capítulos previsto para o mês de março.

Com informações da jornalista Patrícia Kogut (O Globo).



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade