O Planeta TV

"A sugestão de matar os guardiões foi do mestre Silvio de Abreu", diz Aguinaldo

O autor de "O Sétimo Guardião" diz que já começou a trabalhar em uma nova trama.

por Redação, em 17/05/2019

Aguinaldo Silva. Foto: Divulgação/TV Globo

Depois de muito mistério, amores impossíveis, mortes e reconciliações... “O Sétimo Guardião” chega ao fim. No penúltimo capítulo, o telespectador foi surpreendido com a revelação de que Judith (Isabela Garcia) era a assassina que matou cinco guardiães. Mesmo após a morte da governanta, ainda tem muita água para rolar na fictícia Serro Azul.

Para o último capítulo, Aguinaldo Silva, o autor da novela, promete a volta do Gato Léon e uma reviravolta envolvendo Sampaio (Marcello Novaes) e Valentina (Lília Cabral). Em entrevista ao Gshow, Portal de Entretenimento da Globo, o dramaturgo confessou que alterou o final de Luz (Marina Ruy Barbosa), que não ficará com Junior (José Loreto). “Até escrever os dois últimos capítulos eu estava decidido a fazer Luz terminar com Júnior. Dá para perceber que, até aí, a trama estava sendo encaminhada para isso.”, admitiu.

Aguinaldo também revelou que a ideia de matar os guardiões foi de Silvio de Abreu, o diretor de dramaturgia da Globo: A sugestão de matar os guardiães e criar uma situação de mistério e suspense em torno dos crimes foi do mestre Silvio de Abreu, durante uma reunião que tivemos para falar sobre os rumos da novela. Ele sugeriu e eu embarquei na hora. A decisão de ‘escalar’ Judith para assassina foi minha... E eu a comuniquei apenas aos meus quatro co-autores (Joana Jorge, Maurício Gyboski, Zé Dassilva e Virgílio Silva, aos quais aproveito para agradecer agora pelo empenho total durante a novela). A ideia era que Judith matasse os guardiães em nome da fonte, já que eles falharam em protegê-la.”.

Foto: Reprodução/Instagram

Por fim, Aguinaldo elogiou o empenho do elenco e destacou Marina Ruy Barbosa, que teve apenas dez dias de férias entre uma novela e outra. E avisou que já começou a trabalhar em uma nova trama.

O último capítulo de “O Sétimo Guardião” vai ao ar hoje, à noite, a partir das 21h, na Globo!.

Audiência: Em São Paulo, “O Sétimo Guardião” alcançou 28,8 pontos de média geral. Cada ponto equivale a 73 mil domicílios sintonizados.



Publicidade

Comentários (12) Postar Comentário

Cléber comentou:

Manda quem pode e obedece que tem juízo até parece que a ideia do serial killer surgiu do diretor de dramaturgia Silvio de Abreu ele também fez as mesmas interferência em Babilônia e A Lei do Amor .

Daniki comentou:

Tava na cara que era ideia do Silvio, que aliás, sempre recorre a um assassino misterioso e ao famigerado "quem matou" para salvar a sua novela e a dos outros do fiasco. #fail

Pastor Etevaldo comentou:

A melhor resposta que o público poderia (e deveria) ter dado a essa porcaria de novela seria trocar de canal para fazer a audiência desse lixo despencar. Esse autor deveria ter um pouco de vergonha nessa cara de pau velha dele em dizer que já está preparando uma nova trama. Isso chega até a soar como um insulto ao telespectador que quer ver alguma coisa que tenha qualidade na TV. Tomara que seja um blefe dele e que a rescisão do contrato com a Globo esteja a caminho.

Mario comentou:

A globo tinha que repensar sua estrutura atual de novelas.
Novelas escuras, sem trilha sonora, com elencos fracos e repetitivos
e sinopses fracas sendo aprovadas em detrimento de outras.
Setimo Guardiao e Sol nascente são exemplos disso - novelas
fracas que foram aprovadas em detrimento de tantas outras
que vão sendo reprovadas. Há algo de errado e acho que
tem a ver com o poder do Silvio de Abreu.

ALTAMIRO RÔLERRETÉ comentou:

Ah, sim, agora tudo ficou claro. Foi o Sílvio de Abreu que propôs os assassinatos, e foi uma péssima ideia. Mas, isso revela também que o Aguinaldo não tinha história pra contar e teve que acatar a infeliz ideia. Bom, o Aguinaldo tem muita saúde e é determinado. Seu contrato com a Globo será renovado e mais uma novela ele a de escrever. Não será como o Gilberto e o Maneco. Enfim, o fim. Boa sorte na próxima trama, Aguinaldo Silva.

Maria Paula comentou:

Silvio de Abreu sempre interfere de maneira negativa em tramas que estão dando errado. Babilônia, por exemplo, era razoável, mas foi ficando cada vez pior depois das intervenções de Silvio. E o pior de tudo é que ele aprova sinopses pavorosas, porém engaveta ideias ótimas de autores que não estão em sua panelinha.

Felipe Ricardo comentou:

Ele já estava escrevendo "Enquanto o Lobo não Vem" e o Silvio de Abreu insistiu para retornar a escrever O Sétimo Guardião. Espero que sua próxima novela seja muito mais melhor do que O Sétimo Guardião, que seja do nível de Império e Senhora do Destino. Quando eu ouvia "Entre a Serpente e a Estrela" nas chamadas da novela antes de começar eu pensava que ela seria um grande sucesso, gostei do primeiro capítulo, mas depois desandou e o Aguinaldo pesou a mão nas bizarrices e o texto debochado, autoritário, desrespeitoso e pesado. Marcos Paulo, Marilda, Mirtes e a Marlene/Valentina foram as melhores personagens dessa novela.

Ryver comentou:

Se a Luz não terminar com o Júnior vai ser uma ***** sacanagem!!

Julio comentou:

A novela é péssima, mas terminou com 29 pontos, 1 ponto só abaixo da meta. kkkk

vlad comentou:

E essa essa véia escrota ainda não tem vergonha na cara....vai preparar outra trama....só se for de sua própria morte como escritor.....uma autobiografia....

Veja também

Publicidade