O Planeta TV

A Lei do Amor vai abordar corrupção só após 2º turno das eleições

"Temos uma história para contar e vamos contá-la como imaginamos", disse Maria Adelaide Amaral.

por Sergio Gustavo, em 27/09/2016

Foto: Reprodução

Em ano eleitoral, A Lei do Amor não vai abrir mão de abordar a corrupção, mas ela só vai entrar com força na história após o segundo turno.

Os autores da novela falaram sobre o assunto em entrevista ao colunista do UOL, Nilson Xavier. "Não vamos ficar a reboque dos acontecimentos. Temos uma história para contar e vamos contá-la como imaginamos", afirmou Maria Adelaide Amaral - "Eleição não entra com força no primeiro mês. Finalizado o segundo turno, entramos com a história das eleições municipais em São Dimas (cidade fictícia da trama). Ficamos tranquilos e podemos falar sobre isso até o fim", completou Vincent Villari.

A dupla esclareceu, ainda, que A Lei do Amor não vai reproduzir a realidade política brasileira atual. "Nada foi inspirado diretamente na realidade, porque nossa sinopse foi entregue em março de 2014, muito antes desses acontecimentos malucos, absurdos, que nós assistimos aos telejornais e ficamos chocados, como a realidade consegue nos surpreender muito mais do que qualquer obra de ficção. Não queremos ser uma continuação do Jornal Nacional”, disse Vincent.

A Lei do Amor estreia na próxima segunda-feira (03).



Publicidade

Comentários (1) Postar Comentário

Robson comentou:

Parece que sera uma novela interessante, esta causando uma expectativa favoravel.

Veja também

Publicidade