O Planeta TV

A audiência do último capítulo de "Amor se Igual", estrelada por Day Mesquita

Foi a primeira novela a ser gravada no período da Covid-19.

por Redação, em 19/01/2021
Publicidade

Foto: Reprodução/Record TV

Após a pausa de quase seis meses, a novela "Amor Sem Igual" foi a primeira novela a voltar com episódios inéditos no ar. No total teve 148 capítulos. A primeira parte registrou 7,5 pontos e a segunda 8 pontos. E a média do último capítulo foi de 10,3 pontos, índice que pode ser alterado para ou para menos no consolidado.

O diretor-geral Rudi Lagemann, mais conhecido como Foguinho, comentou sobre o desafio em continuar a história com o ritmo que estava e manter a relação entre os atores, sem o contexto do novo coronavírus e dentro do protocolo rígido de segurança

"Nesse mercado trabalhamos com contato e muita gente. O desafio foi manter isso sem a pandemia inserida, porque é muito fácil você colocar o vírus na trama. Acho muito mais desafiador é continuar a história como se não houvesse a pandemia, mas, ao mesmo tempo, tomando todos os cuidados atrás das câmeras e no set".

Foguinho ressaltou que não parou de trabalhar durante os meses sem gravações. Ele fez uma pesquisa no texto da novela sobre o que poderia estar relacionado à pandemia e, em seguida, apontou à direção da emissora.

"A Cris [Fridman, autora] é super criativa. Ela olhou e disse que não adiantava forçar uma barra do que não poderia ter. Um exemplo é de multidão, não tem como ter. Então, para evitar isso, ela alterou algumas sequências, e usei outras alternativas na direção", comentou.

Após interpretar sua primeira protagonista na Record TV, Day Mesquita não escondeu a felicidade ao falar da ex-garota de programa Poderosa/Angélica. Com uma trajetória marcada por muito sofrimento, a personagem aprendeu lições e se entregou ao amor de Miguel (Rafael Sardão). 

No entanto, a atriz relembra que não foi um trabalho fácil construir a personagem.

"No começo foi muito complexo por ela ter essa vida sofrida. Não conseguia enxergar a leveza que ela precisava ter na trama. Então, foi quando entendi que a Poderosa não se vitimizava e não levava as coisas tão a sério", disse.

Já os momentos mais marcantes para a atriz foram as cenas finais de Amor sem Igual. Day ressaltou a emoção de ver a personagem perdoar a si mesma.

"Essa trajetória mostrou que todo mundo já tinha perdoado a Poderosa. Às vezes, somos muito autocríticos e foi emocionante ver a personagem se perdoar", contou ao Portal R7.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Publicidade

Veja também

Publicidade