O Planeta TV

"Três Irmãs": essa onda vai pegar!

Por: Com \"Armação ilimitada\" e \"Top model\" na bagagem, o autor Antonio Calmon prepara mais um mergulho no universo do surfe, \"Três irmãs\", que estréia nesta segunda-feira (15), na faixa das 19h, na TV Globo. \"Posso até ser o pior dramaturgo do mundo

"Três Irmãs": essa onda vai pegar!

Novela de: Antonio Calmon
Escrita por: Antonio Calmon, Ângela Carneiro, Flávia Lins e Silva, Duba Elia, Guilherme Vasconcelos, Adriana Chevalier e Leandra Pires
Direção de: Amora Mautner, José Luiz Villamarim
Direção de núcleo: Dennis Carvalho

O AUTOR

Com "Armação ilimitada" e "Top model" na bagagem, o autor Antonio Calmon prepara mais um mergulho no universo do surfe, "Três irmãs", que estréia nesta segunda-feira (15), na faixa das 19h, na TV Globo.

"Posso até ser o pior dramaturgo do mundo, mas com certeza sou um dos que mais explorou o surfe como tema", diz Calmon sobre sua volta a esse universo, 19 anos depois do mega-sucesso "Top Model", de 1989.

Na época, a história do surfista veterano Gaspar Kundera (Nuno Leal Maia) virou mania entre o público jovem e bateu recordes sucessivos de audiência no horário das 19h. O sucesso foi tanto que apenas oito meses após seu término, "Top model" voltou ao ar no "Vale a pena ver de novo" e atingiu a maior audiência no ranking das reprises até hoje.

Agora, Calmon pretende repetir o sucesso com "Três irmãs". "O surf é uma forma de atrair o público jovem. Além disso, no último ano o surfe voltou a ser assunto na mídia, principalmente com o crescimento do surf feminino", afirma o autor, que colocou Carolina Dieckmann no papel de uma surfista. "É uma garota correta, que tem ética e tem sua beleza natural, sem precisar de produção. Ela tem uma magia, um carisma enorme", diz o escritor sobre a personagem Suzana.

Clique aqui para ler a entrevista com o autor

SINOPSE

A nova novela das 19h já tem nome: TRÊS IRMÃS. A trama acontece na cidade e vila de Caramirim onde o mar é super azul e perfeito para a prática de surf. As Três Irmãs, Dora, Alma e Suzana têm uma grande surpresa em suas vidas quando conhecem três surfistas: Bento, Gregg e Eros. E como toda boa novela, estes personagens formam casais românticos e lutam com todas as forças para ficarem juntos para sempre.

A parte humorística da novela está no núcleo onde Virgínia, que é a mãe das Três Irmãs, é assombrada com Augusto, seu ex-marido que a abandonou quando as filhas ainda eram pequenas. Podemos aguardar muita confusão, assombração e diversão.

Personagens principais e suas vidas

Virgínia - Regina Duarte: É a mãe de Suzana, Dora e Alma. Foi abandona pelo marido Augusto no passado. Atualmente administra uma farmácia.

Dora - Cláudia Abreu: Viúva, mãe do Marquinhos e vive com a sogra Violeta.

Alma - Giovanna Antonelli: Ginecologista que volta a Caramirim depois de descobrir que sua mãe está doente.

Suzana - Carolina Dieckmann: Filha caçula, adotiva, professora e surfista.

Augusto - José Wilker: Após abandonar Virgínia, ele morre em um incêndio e volta para assombrar a ex-mulher.

Bento - Marcos Palmeira: Ortopedista, pai de Gregg e Eros. Têm Sandro como seu grande companheiro de surf.

Sandro - Marcelo Novaes: Surfista boa praça.

Eros - Paulinho Vilhena: Filho de Walquíria e Sandro. É surfista.

Xande - Dudu Azevedo: Par romântico de Suzana.

Gregg - Rodrigo Hilbert: Filho de Bento. Luta pelo amor de Alma, sua grande paixão.

Walquíria - Maitê Proença: É mãe de Eros.

Violeta - Vera Holtz: Sogra de Dora.

Marquinhos - Vitor Novello: Filho de Dora e neto de Violeta.

Duda - Daniela Récco: Moça rica que finge ser homem. Apaixona-se por Eros e Paulinho ao mesmo tempo.

Paulinho - Kayky Brito: Apaixonado por Dora e filho de Violeta.

ELENCO

Cláudia Abreu - Dora Jequitibá
Giovanna Antonelli - Alma Jequitibá
Carolina Dieckmann - Suzana Jequitibá
Ana Rosa - Virgínia Jequitibá
Regina Duarte - Waldete Maria do Nascimento Bezerra (Waldete com dábliu)
Marcos Palmeira - Bento
Vera Holtz - Violeta Áquila
Rodrigo Hilbert - Gregg (Gregório)
José Wilker - Augusto Pinheiro
Paulo Vilhena - Eros Picoli
Maitê Proença - Walkíria Picoli
Marcello Novaes - Sandro
Bruno Garcia - Galvão (Hércules Galvão)
Marcos Caruso - Dr. Alcides Áquila
Luís Gustavo - Vidigal (Nereu Vidigal Castro)
Graziella Moretto - Valéria
Dudu Azevedo - Xande Galvão
Otávio Augusto - Chuchu / Ramón y Ramón Pallares
Beth Goulart - Leonora Malatesta
Tato Gabus Mendes - Orlando Malatesta
Malu Valle - Neuzinha (Neuza Santana)
Aloísio de Abreu - Prefeito Nelson Santana
Kayky Brito - Paulinho (Paulo Áquila)
Cecília Dassi - Natália Malatesta
Daniela Récco - Duda Vidigal Castro / Carlinhos / Laila Vidigal Castro
Malu Galli - Liginha (Lígia)
Solange Couto - Janaína
Aílton Graça - Jacaré
Roberto Bonfim - Pacífico
Débora Duarte - Florinda
Guilherme Piva - Glauco
Juliana Schalch - Juliana Galvão
Ivan Mendes - Pedro Henrique Santana
Leonardo Carvalho - Alfredão (Alfredo Malatesta)
Roberta Rodrigues - Neidinha
Maria Eduarda - Carminha
Antônia Frering - Sylvie L'Éclair
Créo Kellab - Anacleto
Sidy Correa - Sávio
Caio Vaz - Thor
Estrela Blanco - Mel

As crianças
Vitor Novello - Marquinho (Marco Aurélio Jequitibá Áquila)
Brenno Leone - Zig
Thávyne Ferrari - Rafinha
Rafael Ciani - Toninho
Raquel de Queiroz - Zara
Matheus Costa - Lucas
Caio Vydal - Gibo
Malu Rodrigues - Marina
Pedro Rossa - Luis Roberto Santanna

Participações especiais
Alexandre Borges - Arthur Áquila
Othon Bastos - Dr. Polidoro
Nívea Stelmann - Karen
Hugo Carvana - Andrade
Eriberto Leão - Robinho
Omar Docena - Jerry
Aline Jones - amante de Robinho

O INVESTIMENTO

A Rede Globo criou uma unidade de gravação para cenas aquáticas, utilizada para a novela Três Irmãs.

É a primeira vez que uma novela brasileira tem uma equipe especializada para cenas aquáticas, e segundo a coluna Outro Canal da Folha Online, o diretor-geral José Luiz Villamarim justifica o investimento dizendo que o surfe é central na trama que tem nove surfistas, como Carolina Dieckmann, Marcos Palmeira, Paulo Vilhena e Rodrigo Hilbert.

E tem mais. A Globo ainda contratou um cinegrafista-surfista que vai usar a câmera de alta definição portátil, importada especialmente para a novela. Gravada em praias do Rio e Saquarema, Rio de Janeiro.

A emissora tá podendo, hein?

AS PROTAGONISTAS

Atrizes de perfis e estilos distintos, Cláudia Abreu, Giovanna Antonelli e Carolina Dieckmann enxergaram a mesma possibilidade quando aceitaram viver as protagonistas de "Três irmãs": interpretar papéis mais leves do que os últimos feitos por elas na TV. Escrita por Antônio Calmon, a novela, que estréia amanhã às 19h, na Globo, não nega o DNA do autor de "Armação ilimitada" e "Top model" ao ambientar uma comédia romântica num ensolarado cenário de praia, freqüentado por surfistas de várias gerações.

Cláudia Abreu fala de sua vida e do trabalho - Gostei desse descompromisso com uma coisa mais densa. Mas a história do Calmon é consistente e divertida: é novela-pipoca - diz Cláudia, atriz que confere relevância a qualquer trabalho, a ponto de o autor afirmar que a novela só começou a ganhar adesões de peso depois que ela aceitou participar.

" Gostei desse descompromisso com uma coisa mais densa. Mas a história do Calmon é consistente e divertida: é novela-pipoca "

Definida pela atriz como uma "perua com conteúdo", Dora, sua personagem, é a filha mais velha de Virgínia (Ana Rosa). Ela é viúva, mãe de Marco Aurélio (Vítor Novello) e mora com a sogra, a megera Violeta (Vera Holtz), que a culpa pela morte do filho. A atriz de 37 anos, que não atuava às 19h desde "Que rei sou eu?" (de 1989), volta ao ar depois de dois marcantes personagens no horário nobre, em "Celebridade" e "Belíssima".

- A Laura de "Celebridade" tinha humor, mas fazia maldades. E "Belíssima" foi a novela mais difícil que atuei, foi uma pós-graduação em tragédia. Por isso a Dora é um bom motivo para me tirar de casa neste momento - diz Cláudia.

Dora, mulher sofisticada que mora na praia, mas prefere freqüentar piscinas, se envolverá com o médico Bento (Marcos Palmeira), sujeito mais introspectivo e quase o oposto dela. Os dois se aproximam depois que ele a salva de um afogamento. Para gravar a novela - que terá mais cenas externas do que o habitual - Cláudia precisou reorganizar sua vida doméstica.

- É a primeira vez que trabalho com duas filhas de idades diferentes em casa - diz a mãe de Maria, 7, e Felipa, 1, que também escreve a monografia de conclusão do curso de Filosofia da PUC.

Assim como Cláudia, Carolina é mãe de duas crianças de idades bem distintas e se equilibra entre a vida profissional e a doméstica. A atriz, que viveu uma vilã bombshell em sua novela anterior ("Cobras & lagartos"), agora será Suzana, professora e surfista. Ela fez duas aulas para pegar "intimidade com a prancha" e está com os cabelos ondulados para ficar com cara de quem não sai da praia.

Suzana - a mulher que mais vai aparecer em cena com roupa de neoprene - é a caçula da família Jequitibá e sofre um pouco por ter sido adotada (foi deixada num cesto na porta de Virgínia). Típica boa-moça, a garota dourada estará dividida entre duas possibilidades amorosas: o namorado de infância, Xande (Dudu Azevedo), e o surfista Eros (Paulo Vilhena). "Três irmãs" marca ainda o reencontro de Carolina com o texto de Calmon.

- Ele é o autor do meu primeiro trabalho, a minissérie "Sex appeal" (de 1993) - recorda.

Apesar de estar na TV desde então, e com bastante freqüência, Carolina assume que só passou a enxergar a profissão de forma mais amadurecida quando Manoel Carlos escreveu um personagem para ela: Camila de "Laços de família", papel que a fez raspar os cabelos diante das câmeras em 2000.

- Eu não tinha a responsabilidade de estar ocupando um espaço profissional quando comecei na Globo. Achava que ser atriz era só chegar no horário marcado com o texto decorado - confessa a mãe de Davi, 9 anos, e José, 1.

Perto de completar 30 anos (nesta terça-feira), Carolina é a primeira das atrizes a conversar com a Revista da TV, numa sala do Projac. Envolvidas com as gravações, as protagonistas chegam cada uma na sua vez para a entrevista, em esquema de rodízio.

- Hoje passei na escola do meu filho antes de vir para o trabalho, mas gosto de estar inteira aqui depois que passo meu crachá na catraca do Projac - conta Carolina, que pedia gelo para aliviar o inchaço dos olhos por causa de uma cena de choro. O relógio marcava quase 21h e ela ainda teria que gravar cenas para a abertura da novela.

Carolina sai e Giovanna senta-se no sofá. Ela fará Alma, ginecologista com vida sentimental tumultuada. É a irmã do meio que volta a morar em Caramirim (fictícia cidade praiana onde se passa a novela) depois que a mãe sofre um AVC (a razão do choro de Carolina nas cenas daquele dia). Lá, Alma se depara com o ex, o ambicioso Hércules Galvão (Bruno Garcia), e reencontra o surfista Gregg (Rodrigo Hilbert), apaixonado por ela.

- Alma está no sétimo fracasso amoroso (é traída no começo da novela pelo personagem de Eriberto Leão). Mas é engraçada: tem um Fusca, dirige mal e sofre umas perdas de memória - conta a mãe de Pietro, 3 anos, que se define como uma pessoa menos da praia e mais do campo.

Aos 32 anos, a atriz, que alongou os cabelos para a trama, emenda trabalhos. Ela rodou os filmes "Budapeste" e "The Heartbreaker", inéditos no cinema, entre "Sete pecados" e "Três irmãs".

" Aqui não tem estresse: somos três mulheres muito tarimbadas, que fazem isso há anos. "

- Sempre faço sofredora ou vilã e nunca tinha vivido um personagem cômico como a Alma - comemora Giovanna, que começou na TV como assistente de palco de Angélica e contabiliza 20 anos de carreira. - Comecei no teatro amador aos 12 - recorda ela, marcada por heroínas maltratadas na TV como a prostituta Capitu, de "Laços de família", e a muçulmana Jade, de "O clone".

Quando as três protagonistas gravam juntas, juram, o clima é harmonioso. Giovanna é veemente ao desmentir boatos de que já haveria uma batalha de egos nos bastidores da novela.

- Especulações surgem todos os dias, são um saco e me chateiam. Mas ter que processar o mundo diariamente é cansativo - diz , um pouco irritada. - Aqui não tem estresse: somos três mulheres muito tarimbadas, que fazem isso há anos.

Carolina, que ao encontrar Cláudia ganha da colega um presente para o filho caçula, diz que ninguém está ali de brincadeira:

- Estamos inteiras no trabalho, mas todas temos motivos para voltar para casa - afirma, amarrando um ponto em comum entre três mulheres que fazem diferença no ibope.

Créditos: Zean Bravo, O Globo

AS EXPECTATIVAS

Comédia romântica, na definição do autor Antonio Calmon, "Três Irmãs", novela das sete que estréia nesta segunda na Globo, inaugurou um núcleo só para as gravações de cenas aquáticas. Nove personagens da trama serão surfistas, entre eles Carolina Dieckmann.

É uma temática aventuresca que gosto de abordar, estava na hora de revisitá-la", diz Calmon, que adotou o tema na série "Armação Ilimitada" e em outras quatro novelas da Globo, como "Top Model".

No novo folhetim, são três as protagonistas: além de Dieckmann, Giovanna Antonelli e Cláudia Abreu. A atriz Ana Rosa será a mãe das irmãs e lutará contra Violeta, vilã vivida por Vera Holtz, uma das "apostas secretas" do autor. "É unanimidade que os vilões, por serem divertidíssimos e bem-humorados, agradem ao público", diz.

Conhecido por temáticas adolescentes --há quase sempre vampiros, surfistas e praias paradisíacas em suas tramas--, Calmon quer ser "autor pop de novelas", embora já tenha sido, diz ele, rotulado como "barra-pesada" quando trabalhou em cinema, dirigindo longas como "O Capitão Bandeira contra o Doutor Moura Brasil" (1970). "Há rótulos e rótulos", avalia. "Creio que em cada forma de expressão, um autor de verdade tem seu estilo, sua praia."

Em "Três Irmãs", ele terá como diretor Dennis Carvalho, de "Paraíso Tropical". "Não podemos comparar a audiência de uma novela exibida às 21h com outra exibida às 19h ou mesmo às 18h", diz Carvalho, sobre a possibilidade de alcançar o sucesso de audiência de "Paraíso" com a nova novela das sete. "Acho esse horário o mais difícil e competitivo", afirma.

De fato, as novelas da faixa das sete, que já chegaram aos 38 pontos na Globo, hoje lutam para manter a média de 30 no Ibope. Mesmo assim, Calmon ambiciona atingir "as donas-de-casa e a garotada".

Ele também pretende fazer marketing social --usará personagens para abordar questões como o câncer de mama ("por razões pessoais: retirei um tumor benigno dois anos atrás") e a gravidez na adolescência.

"Não dá para fazer mais uma novela que não tenha contida nela algo que já atraía a curiosidade, que já não seja um evento em si, como, por exemplo, aproveitar esse renascimento do assunto surfe. Estou sempre antenado com a novidade", diz.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também