O Planeta TV

"Revelação": ambição, mistério e amor na próxima novela do SBT

Por: Revelação é a primeira novela da autora Íris Abravanel, de 59 anos, que decidiu escrever por falta de bons autores para reiniciar a produção de telenovelas no SBT, há anos nas mãos da Televisa. Confira abaixo o que ela declarou sobre sua estréia. A des

"Revelação": ambição, mistério e amor na próxima novela do SBT

Novela de: Íris Abravanel
Supervisão de Texto: Yves Dumont
Colaboração: Henrique Zambelli, Simoni Bôer, Rogério Garcia, Paulo Cabral e Lilian Viveiros
Direção: Henrique Martins, Jacques Lagoa e Annamaria Dias
Direção geral: Henrique Martins

A AUTORA

Revelação é a primeira novela da autora Íris Abravanel, de 59 anos, que decidiu escrever por falta de bons autores para reiniciar a produção de telenovelas no SBT, há anos nas mãos da Televisa. Confira abaixo o que ela declarou sobre sua estréia.

A descoberta de que poderia escrever novelas aconteceu com uma sugestão que deu a Silvio. Como ele havia comentado sobre a dificuldade de encontrar bons autores para fazer uma novela, ela resolveu tentar. "Lembrei que quando Walcyr Carrasco e eu trabalhamos juntos, tivemos a idéia de escrever uma novela, bem antes de ele ser o autor de sucesso que é hoje. Aí, arrisquei dizer para o Silvio "Posso tentar escrever um argumento?". Ele disse "Por que não?", contou Íris.

A recepção de Silvio não poderia ter sido melhor, além de apoiá-la, ele deu todo o suporte de uma equipe de apoio. A partir daí não foi difícil o nascimento de sua primeira obra. "O aval do Silvio foi e é fundamental. Não queria apenas um consentimento do marido Silvio, queria o aval do artista e do empresário Silvio Santos".

Mas Íris se animou mesmo em fazer a novela quando visitou a cidade cenográfica do SBT, na época, meio esquecida. "Quando visitei nossa cidade cenográfica e vi as ruas desertas, pensei 'é um desafio maior que uma novela apenas. É um projeto para reativar um núcleo vencedor no SBT'." Além da cidade cenográfica, algumas cenas da novela foram gravadas na Europa, outras, no Brasil, em Campinas, Itu, Jundiaí e Socorro, cidades do interior paulista.

Não pense que Íris vai parar por aí. Depois de Revelação muita água vai rolar. Ela disfarça, e tenta se focar apenas nessa trama, mas novos projetos já surgem no céu do SBT. "Estarei bastante ocupada para pensar em outros projetos. Mas hoje, temos também os direitos de parte da obra da Janete Clair, e no começo do ano que vem começaremos a produzir Vende-se um Véu de Noiva, uma de suas obras de maior sucesso."

A novela Revelação será um retrato das relações humanas e políticas de um país latino-americano. A trama está centrada nas vidas de Lucas e Victória, dois jovens sonhadores que se encontram em Portugal e se apaixonam. Pena que a relação não será um mar de rosas.

"Se eu conseguir metade [da audiência de 'Pantanal'] já está ótimo. Tem gente defendendo tese sobre 'Pantanal', eu não tenho essa pretensão. Se eu começar a pensar em números minha criatividade acaba", disse Íris, no lançamento da novela nesta terça-feira, em SP.

A nova trama marca o retorno do SBT à teledramaturgia após nove anos reproduzindo algumas produções da rede mexicana Televisa.

Foi o próprio Silvio Santos quem sugeriu o nome da novela. "Tínhamos feito 15 sugestões e, no café da manhã, mostrei pra ele. Ele sugeriu 'Revelação' e aceitamos. Mas tivemos que criar uma revelação propriamente dita para a trama, que ainda não existia", afirma Íris.

SINOPSE

O enredo tem como protagonistas Lucas Nogueira (Sergio Abreu) e Victória de Castro (Tainá Müller), dois jovens que se conhecem quando fazem curso de Comunicação na cidade de Lisboa, em Portugal. Ele é filho de caseiros da maior fazenda de Tirânia, a "Celeiro Mundial", propriedade de Ermírio Fernandes (Antônio Petrim), personagem que ajuda na criação e banca os estudos de Lucas, além de ter grande influência na cidade.

O folhetim tem início quando o protagonista está prestes a concluir seu doutorado, na mesma época em que a paulistana Victória está apenas começando sua pós-graduação na mesma faculdade.

A ida de Lucas para Portugal tem, por trás, o interesse de um homem oculto (Henrique Martins), misterioso, que conversa somente por telefone com Ermírio e parece ter um destino já escrito para Lucas, além de coordenar os passos da cena política em Tirânia. Daí o nome da novela, Revelação, que, na realidade, só será descoberta ao final da trama. Os primeiros capítulos sugerem que Lucas é algum tipo de "escolhido".

Apaixonado por Victória e mesmo sabendo que Ermírio o espera com vários projetos para o seu futuro, Lucas toma uma decisão dias antes de sua viagem de volta, após concluir seu curso: não conseguiria viver sem Victória e, portanto, voltaria a Tirânia só para dar uma satisfação a quem bancou seus estudos na Europa. Depois, voltaria para Lisboa e iniciaria sua vida ao lado de Vicky.

Outra figura importante na trama é o recém-eleito prefeito George Castelli, pertencente a uma família tradicional da cidade de Tirânia. Ele é um político sagaz e ambicioso que também tem participação fundamental na história.

É em um clima emocionante, repleto de paixões frustradas, interesses, conflitos e rivalidades, que Revelação irá se desenrolar, marcada por um ritmo nervoso, que alterna entre a tensão e o encantamento.

A novela abre diversas possibilidades de encaminhamento para cada uma de suas tramas, abrindo espaço para um rico cenário dramatúrgico, que irá entrelaçar personagens e núcleos, em uma seqüência de situações marcadas pela ação, pelo mistério, pela emoção e por diversos questionamentos.

ELENCO

SÉRGIO ABREU - Lucas Nogueira

TAYNÁ MÜLLER - Vitória de Castro

THAIS PACHOULEK - Beatriz Castelli

TÂNIA BONDEZAN - Bárbara Fontenelli

ELAINE CRISTINA - Olga de Carvalho Mattos

MARCELO SABACK - Fausto Souza

TALITA CASTRO - Lara Penteado

RENATA RICCI - Karina Fernandes / Nina

DANIEL ALVIM - Renan Fernandes

ANTÔNIO PETRIN - Ermirio Fernandes

FÁBIO VILLA VERDE - Paulo Fernandes

EROM CORDEIRO - Comandante Xavier

CLÁUDIA MELLO - Conceição Nogueira

WÁLTER BREDA - Otavio Nogueira

FLÁVIO GALVÃO - George Castelli

JIDDU PINHEIRO - Léo

ANA CAROLINA GODOY - Rebeca Castelli

BRUNO GRADIM - Renato Castelli

RENATA ZANETA - Sofia Castelli

RAFAEL FERNANDES - Carlos Mourão

MARCELA MUNIZ - Giovanna Mourão

FELIPE SEVERO - Kaike Mourão

KLARA CASTANHO - Daniela Mourão

LÚCIO FERNANDES - Fonseca

CAMILA CAMARGO - Nick

NÁBIA VILELA - Maria dos Ventos

JANAÍNA LINCE - Michelle Rodrigues

ÂNGELA CORRÊA - Margareth Rodrigues

BUKASSA KABENGELE - Caio Rodrigues

ARIEL MOSHE - Edurado Fontenelli

MARIA EUGÊNIA DE DOMÊNICO - Elisa Castelli

ADÃO FILHO - Tadeu

CRISTINA SANO - Yumiko

BIA SION - Suzana Souza

ALEXANDRE FREDERICO - Leonardo

MARISTANE DRESH - Claudia Fernandes

VERIDIANA TOLEDO - Maria José (Mazé)

CÉZAR PEZUOLLI - Elias Mattos

ALEJANDRA SAMPAIO - Albertina

MAURÍCIO DE BARROS - Eugênio

CAROLINE MOLINARI - Julia Souza

ANASTÁCIA CUSTÓDIO- Ana Souza

ERNANDO THIAGO - André Fernandes

RODOLFO VALENTE - Pedro Souza

LARA CÓRDULA - Raquel Fernandes

VINÍCIUS DE LOIOLA - Caio Fernandes

VELSON D´SOUSA - Bruno Fernandes

RAFAEL MONTAGNER - Marcelo

DOUGLAS AGUILAR - Ricardo Guerra

FELIPE CARDOSO - Maçarico

MARCEDLO SELINGARDI - Felipão

EDU MARTINS - Denis

RENATA SAYURI - Drª Fernanda

NIZE SILVA - Belinha

O NOVO INVESTIMENTO

Quando Revelação for ao ar nesta segunda-feira, dia 8, depois de Pantanal, um novo capítulo da teledramaturgia do SBT estará sendo escrito. Depois de 10 anos adaptando tramas latinas, a emissora apresenta o primeiro dos 164 episódios que marca a volta dos investimentos de Sílvio Santos na produção de folhetins próprios.

Fascinação, último nessas condições e exibido em 1998, era de Walcyr Carrasco. Mas a dificuldade em conseguir um autor confiável para a empreitada - todos que o "patrão" queria estavam contratados pela Globo ou pela Record - deu espaço para a mulher do "dono do Baú", Íris Abravanel. "Conversamos e ele não se opôs. Só quis que eu provasse que era capaz primeiro para depois ganhar o cargo", conta a autora, orgulhosa de sua criação.

O investimento superior a R$ 200 mil por capítulo se justifica pelos planos futuros. Parte do dinheiro foi aplicada na reforma da antiga cidade cenográfica da emissora, que será usada também nas próximas tramas. Com direito à reativação do bonde que fez sucesso na bem-sucedida Éramos Seis, em 1994, circulando pela fictícia Tirânia, onde se passa a história.

"Sempre tive esperanças de ver isso acontecendo", diz, emocionado, Mineirinho, técnico antigo do SBT que fez questão de conservar o veículo ao longo de mais de uma década sem utilização.

O horário escolhido para a exibição, perto de meia-noite, é tarde. Mas faz parte da estratégia para aproveitar o sucesso de Pantanal. Com a audiência surpreendente da reprise, que chega a 18 pontos de pico, Sílvio e Íris esperam segurar parte deste público com Revelação. E, posteriormente, exibir a novela depois de A Favorita, da Globo, concorrendo com Chamas da Vida, da Record. Mas só mesmo após o término do clássico de Benedito Ruy Barbosa.

"Pantanal foi uma grande surpresa. Se conseguirmos a metade do retorno que a reapresentação dá será mais que satisfatório", avalia a escritora. Ou seja, para ela, algo em torno de 7 pontos de média será suficiente.

A história principal não foge do lugar-comum. Um casal vive um grande amor, mas é separado por algumas armações. Lucas e Victória, de Sérgio Abreu e Tainá Müller, se apaixonam em Portugal enquanto fazem um curso e traçam planos para o futuro. Mas um homem misterioso, vivido pelo diretor-geral da novela Henrique Martins, influencia o destino do rapaz a todo momento e começa a atrapalhar o casal. Tudo para justificar o título da novela. A autora e Sílvio decidiram o nome sem que a tal "revelação" estivesse na sinopse. "Embarquei nessa idéia e depois tivemos de quebrar a cabeça para arrumar uma justificativa", brinca Íris, sem vergonha de assumir suas falhas.

Além do romance, a trama do SBT também se rende às cenas de ação que fazem sucesso na concorrente Record. Perseguições e tiroteios entre traficantes e a polícia estão nos primeiros capítulos. Outra estratégia usada é retratar uma família negra bem-sucedida. Além de atrair um público diferenciado, Íris também aproveitou sua condição de evangélica para tentar atrair uma fatia deste público.

Tanto que uma das personagens, Meg, de Ângela Corrêa, é inspirada em uma mulher abandonada no lixo quando bebê que, prestes a se prostituir para se sustentar, se converteu. "A idéia é unir histórias que possam agradar a todos, sem focar num determinado tipo de telespectador", analisa Davi Grimberg, como se isso fosse suficiente para manter a audiência. Isso sem contar com o núcleo cômico, onde funciona uma espécie de academia do sexo, com exercícios que melhoram a incontinência urinária feminina e aumentam o apetite sexual.

Ao contrário das outras novelas exibidas nas emissoras concorrentes, Revelação não é uma obra aberta. Todas as cenas já estão gravadas e, por isso, se algo der errado no ar, não tem como voltar atrás. "Isso assusta um pouco", entrega Tainá Müller, que até então só tinha participado de uma parte da novela Eterna Magia, exibida pela Globo no ano passado.

Sérgio Abreu também se mostra tenso com a estréia, mas garante estar confortável com o "esquema do SBT". "Tanto que renovamos o contrato. Fico na emissora até o fim de 2009", justifica. Para Íris, não há perigo em ter a novela já pronta. "Fizemos pesquisas de opinião com noveleiras. E o Sílvio também recrutou suas 'colegas de trabalho' para avaliarem as cenas aos poucos", revela, referindo-se às mulheres do auditório do programa do "patrão".

A REVELAÇÃO DE UM GALÃ

Muito feliz, sem receios e com o desafio de viver um mocinho nada convencional. É assim que o ator Sérgio Abreu se sente dias antes de encarar seu primeiro papel como protagonista. Em Revelação, o galã será Lucas Nogueira, um jovem que está terminando o doutorado em Portugal e decide mudar seus planos de vida após conhecer a bela Victória de Castro (Tainá Müller).

A nova novela do SBT estréia amanhã, logo após Pantanal. A trama de Íris Abravanel quebra o jejum da emissora que estava longe das produções de novelas há quase um ano. Revelação deveria estar no ar desde o primeiro semestre, mas Silvio Santos preferiu adiar o lançamento sem muitas explicações – provando que o patrão não poupa nem mesmo a esposa de suas inconstâncias quanto à grade de programação do SBT.

Em entrevista exclusiva ao Buchicho, Sérgio Abreu minimiza a situação e afirma não ter ocorrido qualquer problema durante o processo. ôNão há nenhum tipo de surpresa na hora de gravar, sequer um problema que surge do nada, tudo flui perfeitamente®, contou por email.

Aos 34 anos, sendo 12 dedicados à interpretação, Sérgio acredita que este é o momento certo para conquistar o papel de protagonista. "Acho que tudo é estudo, é investimento naquilo que você pretende evoluir. Esse trabalho chegou numa boa hora, em um momento que eu estou mais maduro, e mais experiente", completa.





Comentários (2) Postar Comentário

re comentou:

essas novelas q a mulher o silvio faz so são cocos se eu fosse o sbt investia em novela mexicana q é mt melhor e da mais audiencia

Leticia Eduarda Padilha Silveira comentou:

por favor eu queria muito participar de alguma novela não importa o papel eu tenho dez anos e sou uma otima atriz pesquise meu vidio no yotube meunome e leticia silveira

Veja também