O Planeta TV

O "Poder Paralelo" invade a tela da Rede Record!

Por: Lauro César Muniz iniciou a carreira em 1959, escrevendo para o teatro. Mas, foi na televisão que se destacou, inicialmente, em 1966, com a telenovela Ninguém Crê em Mim, na extinta Tv Excelsior. Na mesma emissora, fez sucesso com O Morro dos Ventos Uivan

O "Poder Paralelo" invade a tela da Rede Record!

Estreia: 14 de abril de 2009
Novela de: Lauro César Muniz
Colaboração: Dora Castellar, Aimar Labaki, Newton Canitto e Mário Viana
Direção geral: Ignário Coqueiro
Livremente inspirada no romance Horna ou Vendetta de Silvio Lancelotti

O autor

Lauro César Muniz iniciou a carreira em 1959, escrevendo para o teatro. Mas, foi na televisão que se destacou, inicialmente, em 1966, com a telenovela Ninguém Crê em Mim, na extinta Tv Excelsior. Na mesma emissora, fez sucesso com O Morro dos Ventos Uivantes. Migrou para a Tupi, onde seguiu escrevendo novelas.

Em 1970, novo grande sucesso: As Pupilas do Senhor Reitor, na Record, onde permaneceu por mais dois anos, até migrar para a Globo, em 1972, como substituto de Bráulio Pedroso, em O Bofe.

Seguiram-se sucessos como Carinhoso, Corrida do Ouro, escrita em parceria com Gilberto Braga, Escalada, O Casarão, Espelho Mágico e Os Gigantes. Lauro foi, então, para a Bandeirantes, onde escreveu Rosa Baiana, em 1981, seu único trabalho na casa.

Em seguida, escreveu uma história para a TV mexicana, La Grán Mentira. Com a inesperada morte de Jardel filho, em 1983, e o abandono de Manoel Carlos do roteiro de sua novela, Sol de Verão, Lauro César Muniz retornou à Globo e finalizou a história.

Ainda na Globo, escreveu Transas e Caretas, Um Sonho a Mais, Roda de Fogo, O Salvador da Pátria, Araponga, Quem é Você, Zazá, as minisséries Chiquinha Gonzaga e Aquarela do Brasil.

Sem conseguir emplacar mais nada na Globo, voltou para a Record, onde fez Cidadão Brasileiro. Poder Paralelo é seu segundo trabalho na emissora.

Sinopse

A história começa em Palermo, na Itália. Um atentado é preparado e um homem será assassinado. A ordem parte do Brasil, mas a vítima está na Itália. É Tony Castellamare (Gabriel Braga Nunes), um brasileiro de origem italiana que é suspeito de ligações com a máfia. A ordem é interceptada por Téo (Tuca Andrada), delegado da Polícia Federal Brasileira e chefe da operação que investiga uma poderosa conexão do narcotráfico. Numa ação rápida, o delegado impede que Tony morra com a explosão de uma bomba em seu carro, mas não consegue evitar a pior tragédia. A Condessa Marina di Salaparuta (Daniela Galli), mulher de Tony, e suas filhas gêmeas morrem numa terrível explosão criminosa. Tony não consegue chegar a tempo de impedir que a mulher entre no carro e vê a familia morrer.

Atingido pela tristeza, Tony descobre que a ordem para matá-lo partiu do Brasil e decide se vingar. Ele vem para o país acompanhado do filho Eduardo (João Vitor Silva) e se hospeda na casa dos pais, os italianos Don Caló (Gracindo Jr) e Mamma Freda (Lu Grimaldi). Tony é misterioso e não deixa claro a ninguém a sua relação com a máfia e, a princípio, nem ele sabe o motivo pelo qual querem matá-lo.

É exatamente essa a questão que mais instiga o delegado Téo, que quer desbaratar a rede de narcotráfico que liga Brasil e Itália. Téo sabe que Tony pode ser o elo que precisa, para chegar até o misterioso Capo, ou seja, líder de toda essa organização.

O delegado conta com um moderno aparato policial e tem em sua equipe profissionais extremamente qualificados, como seu braço direito Renato (Bruno Padilha) e Marília (Maria Ribeiro), especialista em tecnologia e capaz de invadir qualquer sistema operacional.

Por outro lado, os envolvidos com a máfia não querem que a polícia se aproxime de seus negócios. Iago (Antônio Abujamra), porta-voz do Capo, cuida disso, comandando seus contraventores no Brasil, com a ajuda de Lucas (Luiz Guilherme) e Tucci (Roberto Birindelli); na Itália, através de Brasiliano (Márcio Rosário). Iago faz o que pode para atrapalhar as investigações de Téo.

Elenco

Tony Castellamare (Gabriel Braga Nunes) - Brasileiro de origem italiana. Trabalha como comerciante exportador de azeites e vinhos e, ao mesmo tempo, é jovem capo da máfia siciliana. Inteligente, culto, veste-se com cuidado, tem uma personalidade sedutora e muito forte. Ao mesmo tempo, é afetivo, gentil, intenso. Age rapidamente, sem hesitação. O perigo exerce forte atração sobre ele. Faz um jogo perigoso com a polícia brasileira e o crime organizado, arriscando a vida e a liberdade em busca de seus objetivos.

Lígia Brandão (Miriam Freeland) - Repórter da Revista Grafos, é competente, ousada, inteligente. Vive um conflito, ao se apaixonar por Tony, que julga ser um capo mafioso. Por outro lado, a figura de Téo (Tuca Andrada), oposto de Tony, a interessa muito.

Fernanda Lira (Paloma Duarte) - Atriz talentosa, famosa pelas personagens que cria na tevê, no teatro e cinema, é apaixonada por seu trabalho. E também por Bruno Vilar, um homem casado. Existe entre os dois uma química e sensualidade forte. Ao mesmo tempo, as atitudes dele a assustam. Não gosta de ser a “outra”. Bruno promete separar-se e construir um teatro para ela, o que, para Fernanda, é um sonho. Decepcionada, ela encontra Rudi e Tony Castellamare. Fernanda terá que escolher...

Telônio Meira, “Téo” (Tuca Andrada) - Delegado da Polícia Federal, é um profissional sério, ético, competente, corajoso e obsessivo em suas funções. Quer desbaratar a rede de narcotráfico que liga Brasil e Itália, e pegar os verdadeiros chefes do crime organizado, os que têm vida dupla e constituem o poder paralelo – o poder que corrompe o Estado. Para isso, corre riscos e enfrenta oposição dentro do próprio sistema policial. Téo usa a dedução e a estratégia. Só usa armas em último caso. É um homem fino e educado, que atrai naturalmente as mulheres. Nas horas vagas, toca clarinete numa banda de jazz.

Marília de Castro (Maria Ribeiro) - Perita da Polícia Federal, é um gênio da informática e capaz de invadir os computadores do crime organizado e de rastrear Tony, através do sistema GPS. É muito feminina e suave, apesar de trabalhar em um ambiente masculino. Enfrenta, com coragem, seus problemas familiares com o irmão Alberto, um pequeno traficante. Téo quer viver com ela e quer que se afaste de Alberto, enquanto é tempo. O amor pela mãe Berenice e o desejo de preservar a família, custe o que custar, levarão Marília a se confrontar com Téo e a pagar um alto preço por sua escolha.

Sônia Meira (Marly Bueno) - Mãe de Téo, Sônia é uma mulher muito afetiva e tranquila. Vive feliz em seu mundo de dona-de-casa e sonha ver o filho fora da sua carreira policial. Adota Marília como sua filha do coração.

Berenice de Castro (Sônia Guedes) - Divorciada, Berenice é mãe de Marília e Alberto. O marido abandonou a família, quando os filhos eram pequenos, e sumiu no mundo. Tem um gênio difícil e uma personalidade complexa, sofre de diabetes. Berenice foge aos padrões “mãe de família”. Não disfarça a preferência pelo filho caçula, Alberto, e tem com Marília uma relação difícil.

Alberto de Castro (Márcio Kieling) - Irmão mais novo de Marília, é ligado ao narcotráfico desde o fim da adolescência. Gosta do dinheiro fácil e se acha esperto. Acostumou-se a manipular as duas mulheres da casa. Envolve-se com o crime organizado e causa problemas à irmã. Considerado alvo fácil, ele também incomoda o grupo criminoso, o que coloca sua vida em risco.

Bruno Vilar (Marcelo Serrado) - Charmoso e envolvente, tem origem pobre e subiu na vida depois de se casar com Maura. Leva uma vida dupla: sob a fachada de empresário e homem de família, esconde-se um contraventor autoritário, capaz de torturar psicologicamente sua amante Fernanda. Adora sentir-se desafiado, jogar tudo numa aposta e viver perigosamente.

Maura Vilar (Adriana Garambone) - Mulher sensível, fina, naturalmente elegante. Casada com Bruno Vilar, Maura acredita na família, no casamento e tem valores conservadores. Anulou-se, para servir aos filhos e ao marido. Na juventude, queria ser atriz, mas a personalidade dominadora de Bruno abafou seus sonhos. Não imagina que seu marido a trai. A verdade aparece, ela vai ao fundo da dor e da mágoa, e voltará transformada.

Luísa Vilar (Fernanda Nobre) - Filha de Maura e Bruno, é muito vibrante. Está noiva de André, mas sua vida muda depois que ela reencontra o fotógrafo Dog, sua antiga paixão.

Pedro Vilar (Guilherme Boury) - Filho de Maura e Bruno, é alternativo, não gosta de ostentação e é bem diferente do pai. Não se interessa pelo mundo dos negócios. Encantador e original, apaixona-se por Nina, mulher com o dobro da sua idade.

Bruno Vilar Junior (Rodrigo Simas) - Caçula da família Vilar, Junior é criado à imagem e semelhança do pai. O pai o prepara para ser o herdeiro da família.

Vânia Orlim (Bete Coelho) - Irmã mais velha de Maura, está sempre prestando atenção em tudo o que acontece ao seu redor. Divorciada, não trabalha e mora na casa da irmã, com o filho Nando. É apaixonada pelo cunhado Bruno, com quem namorou no passado.

Nando (Renan Pitanga) - Filho de Vânia, Nando adota Bruno como referência masculina, pois sente a ausência do pai. Quer entender por que a mãe se separou do pai, a quem nunca mais viu.

Nida (Betty Erthal) - Empregada de confiança de Maura, trabalha há anos com a família Vilar. Apesar de sua simplicidade, substitui a mãe de Maura, que está internada em uma clínica psiquiátrica.

Maria (Cristina Fagundes) - Empregada na casa de Maura. É jovem, bonita, desinibida.

Armando Orlim (Cecil Thiré) - Pai de Maura e Vânia, homem de personalidade magnética e cativante. A simpatia é apenas uma fachada para esconder um homem egoísta e sem moral. Armando é capaz de tudo, quando seus interesses estão em jogo. Ainda casado oficialmente com Dulce, vive separado e mantém a mulher internada numa clínica psiquiátrica. É amante de Neide Queiroz (Maria Carolina Ribeiro).

Dulce Orlim (Eliane Guttman) - Mãe de Maura e Vânia, Dulce vive internada em uma clínica psiquiátrica. Tem períodos de lucidez alternados com surtos de delírio. É tragicômica, pois sua loucura se expressa em opiniões irreverentes sobre o que acontece na família. Por sua inteligência e sinceridade, alguns da família acham conveniente que ela seja considerada doente.

Helena Miranda (Martha Mellinger) - Médica psiquiátrica, Helena é dona da Totem, uma clínica de tratamento psiquiátrico e de recuperação de dependentes químicos. Com vasta experiência profissional, é uma mulher misteriosa e fechada sobre sua vida particular. Tem fortes ligações com os Castellamare e os Vilar.

Neide Queiroz (Maria Carolina Ribeiro) - Gerente-geral das agências de turismo dos Vilar. De origem humilde, subiu na vida por ter força de vontade e muito talento. Sensual e envolvente, tem um caso amoroso com Armando, a quem procura manipular.

André Campos (André Bankoff) - Noivo de Luísa, trabalha com Bruno. Parece ter um futuro brilhante e estável. Muito simpático e educado, é o oposto de Luísa e considerado pelos pais dela o noivo perfeito.

Douglas Arno “Dog” (Miguel Thiré) - De comportamento exótico, Dog é um fotógrafo talentoso. Tem espírito rebelde e audacioso e vive um tempestuoso caso de amor com Luísa, que é combatido pelos pais dela.

Nina Santana (Patrícia França) - Sofisticada e inteligente, é relações públicas do Hotel Diana. Prefere a solidão e mora sozinha. Magoada por um passado sofrido, apaixona-se por Pedro, que tem metade da sua idade.

Rudi Castellamare (Petrônio Gontijo) - Irmão mais velho de Tony, Rudi é dono da Boate L’Omertà. Usuário de drogas, é a ovelha negra da família. Rudi tem problemas com os pais e se sente ofuscado por Tony. Apaixona-se por Fernanda Lira. É sensível e, apesar de tudo, encantador.

Don Caló Castellamare (Gracindo Jr.) - Pai de Tony, Rudi e Gigi, é italiano e veio para o Brasil jovem, fugindo de uma briga entre famílias mafiosas. Seu passado é obscuro e suas atitudes são típicas de um mafioso. É apaixonado pela mulher e pela família. Arrendou o Restaurante O Caçador, no Hotel Diana.

Freda Castellamare (Lu Grimaldi) - Mamma Freda, como todos a chamam, veio da Sicília para o Brasil junto com o marido. Excelente cozinheira, é dedicada à família. Não tem papas na língua. É extrovertida, protetora e amorosa.

Marina Salaparuta (Daniela Galli) - Condessa italiana, Marina é uma mulher rica e muito fina. É de tradicional família siciliana, mulher de Tony com quem tem três filhos. Morre em uma explosão ordenada pela máfia.

Eduardo Castellamare (João Vitor Silva) - Filho de Tony e Marina, é atingido por uma tragédia com a morte da mãe e das duas irmãs. Menino de personalidade forte como o pai, a quem adora. Acha que Tony é mafioso e o enfrenta, por esse motivo.

Alessandra e Grazziela (Isadora e Eduarda Teixeira ) - Filhas de Tony e Marina, que morrem em uma explosão.

Gigi Castellamare (Karen Junqueira) - Filha caçula de Don Caló, é corajosa e está no auge do sucesso como modelo. Consegue tudo que quer. Envolve-se com Dog, namorado de sua amiga Luísa.

Nícia Silva (Adriana Londoño) - Jovem viúva, foi casada com um amigo de infância de Tony, que morreu cedo. É dedicada à família Castellamare, sobretudo à Mamma Freda, que a trata como filha. Tem uma paixão secreta por Tony. É mãe de Gustavo e Juliana. Torna-se mãe “adotiva” para Eduardo.

Gustavo Silva (Lucas Cotrim) - Filho de Nícia, é um menino inteligente e irrequieto. Estabelece forte rivalidade com Eduardo, filho de Tony.

Juliana Silva (Júlia Oliva) - Filha de Nícia, é o xodó de Mamma Freda. É uma menina de personalidade suave e muito amorosa.

Paulo Garzia (Nicola Siri) - É italiano e fala português. Homem encantador, refinado, de personalidade magnética. Advogado e conselheiro de Tony, cuida de tudo na vida dele, é seu braço direito. Paulo é casado com Teresa, mas terá um caso extraconjugal.

Teresa Garzia (Sônia Lima) - Mulher de Paulo, é muito elegante e culta, de família rica e tradicional. Tudo na vida de Teresa é perfeito e sem sofrimentos. Ela confia no marido.

Marco Iago (Antônio Abujamra) - Conselheiro da Máfia. É enigmático, irônico. Vive entre o Brasil e a Itália, há anos. É um dos braços direitos do Capo da Máfia e seu porta-voz.

Francesco Tucci (Roberto Birindelli) - Bandido sem nenhuma inteligência, oportunista e cruel, é um grande atirador. Pertence a uma família mafiosa decadente. Veio para o Brasil jovem e sonha ser um grande capo, mas falta-lhe coragem e talento.

Leonel Pavão (Castrinho) - Bicheiro carioca, falante e simpático. Traficante de drogas e armas, Pavão tem um estúdio de filmagens onde produz filmes pornográficos. Pertence ao esquema do Capo misterioso. Ficou milionário com seus negócios. Atrás do bom humor, esconde-se um bandido capaz de tudo.

Bruna Maria Tucci (Bruna Pietronave) - Irmã de Francesco, é uma estrela pornô, que sonha ser atriz de cinema. Torna-se amante de Pavão e quer se dar bem a todo custo. Não leva nada a sério e forma um casal interessante, ao lado de Pavão.

Renato Jardim (Bruno Padilha) - Agente da Polícia Federal, é o braço direito de Téo. Passa a desconsiderar a amizade, para tomar o lugar – e o prestígio - do delegado.

Felício Nogueira (Nill Marcondes) - Agente da Polícia Federal em começo de carreira, participa da equipe de Téo e é fiel ao delegado.

Domi Santino (Augusto Zacchi) - Órfão, foi criado por um amigo de Don Caló nos moldes da máfia. Embora hesite no começo, acaba se tornando um matador. Apaixona-se com muita facilidade.

Felipe Caroté (Xando Graça) - Antigo verdureiro promovido a faz-tudo de Tony. Sua especialidade são as armas. Atirador exímio, torna-se seu guarda-costas. É também o treinador dos cães que defendem a chácara.

Silvio Carlo (Marcelo Escorel) - Coordena a segurança da chácara e da família de Tony. Também é motorista. Vai ser cooptado pelo crime organizado e trazer muitos problemas para Tony.

Sérgio Barreto (Ricardo Petraglia) - Criminoso ligado ao Capo e encarregado de matar Tony. Sofre acidente aéreo e fica em coma durante muito tempo, vigiado pela PF. Recuperado e resgatado numa operação criminosa, passa a desejar o mais alto cargo na organização.

Rodrigo Lins (Adriano di Carvalho) - Recepcionista do Hotel Diana, Rodrigo vem de família pobre do interior e lutou para chegar onde está. Cursa faculdade à noite e paga com dificuldade. Vai se apaixonar por Gigi.

Vítor Danesi (Benvindo Sequeira) - Chefe de cozinha do Restaurante O Caçador, no Hotel Diana. É solitário e vai morar no sobrado com Lurdes, Mimi, Wagner e João.

João Leme (Leandro Léo) - Mensageiro do Hotel Diana, João é divertido. Sobe de cargo se tornando monitor de tiro ao alvo do hotel, mas quer ser rapper no hip-hop.

Lurdes Leme (Manoelita Lustosa) - Recém-viúva, é mãe de João e chefe da limpeza no Hotel Diana. Embora enfrente perigos e muitas dificuldades na vida, nunca perde o humor.

Miquelina Vaz (Júlia Sabugosa) - Trabalha no spa do Hotel Diana como massagista. Irreverente e cheia de humor, às vezes faz programa com os clientes do spa. Seu jeito espontâneo, livre e sensual, provoca a paixão dos homens.

Wagner Martins (Lúcio Fernandes) - Chefe dos seguranças do Hotel Diana, gosta muito do que faz. Apesar de ser bonito e ter aparência de durão, tem problemas no relacionamento com as mulheres.

Elizabete Nunes (Vanessa Pascale) - Apaixona-se por Domi e salva a vida dele.

Rosa Nunes ( Edyr Duque) - Mãe de Elizabete, Rosa ajuda a filha a esconder Domi e é vítima dessa situação.

Joana Dias (Juliana Almeida) - Ex-modelo escandalosa, Joana é rainha de bateria da escola de samba de Leonel

Roberto Baruel (Carlos Bonow) - É editor-chefe da Revista Grafos. Chefe e ex-namorado de Lígia.

Isabel Borges (Luma Costa) - Amiga de Luísa, Bebel é muito sensual e age como uma Lolita diante dos homens. Vai trabalhar como promoter no Hotel Diana.

Daniela Amaral (Fany Georguleas) - É a paixão de Junior, filho de Maura, e de Nando, filho de Vânia. No fundo, gosta dos dois.

Deputado Juraci Ramos (D’Artagnan Jr.) - Corrupto, é um bandido de paletó e gravata. É conselheiro do grupo mafioso.

Leonilson Pini “Brasiliano” (Márcio Rosário) - Carioca que vai tentar a vida na Itália, e cai no grupo mafioso de Palermo. Por isso, passa a ser chamado de Brasiliano. Foge para o Brasil e passa para o lado de Tony.

José Santana (Paulo Gorgulho) - Advogado de grande reputação, defende delegados e agentes federais em processos administrativos, de improbidade ou corrupção. Circula nas instalações da Polícia Federal, onde é respeitado. Tem uma vida paralela ligada ao crime organizado. Faz jogo duplo, com classe.

Lucas Sampaio (Luiz Guilherme) - Criminoso ligado à organização chefiada pelo Capo. Eficiente em executar as ações que lhe são confiadas, Lucas é violento e mata com frieza.

A Máfia italiana

Muita ação, suspense e perseguição. É o que promete Poder Paralelo, novela que estreia hoje, às 22h30, na Record. A trama segue a linha de outros projetos da casa para garantir audiência, com cenas repletas de efeitos especiais e temática violenta. No caso, a máfia e o narcotráfico.

O público poderá acompanhar a trajetória de Tony Castellamare (Gabriel Braga Nunes), um brasileiro de origem italiana que vive na cidade de Palermo com a família. Ele é suspeito de fazer parte de uma rede internacional de narcotráfico e é investigado pelo delegado da Polícia Federal brasileira Téo (Tuca Andrada).

Uma ordem de matar Tony é dada no Brasil, mas acaba sendo interceptada pelo policial, que consegue salvar o ‘alvo''. No atentado, porém, morrem a mulher e as filhas gêmeas do investigado. A ação faz com que Tony, ao lado de seu filho Eduardo, viaje até sua terra natal em busca de vingança.

As imagens iniciais foram gravadas na Itália e envolveram grande produção de efeitos especiais para a cena da explosão do carro da família Castellamare.

Para Braga Nunes, gravar na Itália fez a diferença. "Foi muito importante essa filmagem no país. Não sei bem o quê, mas estar lá e saber que toda essa história de máfia existe mesmo é outra coisa".

O elenco conta também com atores como Marcelo Serrado, Paloma Duarte, Gracindo Jr., Miriam Freeland, Castrinho e Bete Coelho. Sônia Guedes, nascida em Paranapiacaba, faz o papel de Berenice, mãe que tem distintas relações com os filhos Alberto (Márcio Kieling) e Marília (Maria Ribeiro).

O texto de Poder Paralelo é do dramaturgo Lauro César Muniz, que se baseou no livro Honra ou Vendetta, de Silvio Lancelotti. Ao contrário do plot (ideia central) de vingança encontrada na publicação, Muniz enriqueceu a trama com um lado mais humano, principalmente com o acréscimo de relacionamentos entre seus personagens, demonstrando as dificuldades e os conflitos de diversos casais e famílias.

Com mais de 20 capítulos finalizados e prontos para ir ao ar, a nova atração da Record deve seguir o caminho apontado pelo público. "A dialética da novela dá o andamento dos acontecimentos. É impossível ignorar o feedback do público. O final ainda não existe", explica Muniz.

Experiente, o autor se diz frustrado com a simplicidade negativa dos autores de folhetins atuais. "Estou cansado da pobreza das novelas de hoje. Elas perderam a complexidade. Tanto que grandes diretores e atores estão deixando as telenovelas", comenta. "Temos que retomar nas novelas as verdades que nos incomodam. É possível fazer algo de qualidade e a audiência virá com um bom produto."

A Traição

Maura (Adriana Garambone) dedica sua vida a cuidar do marido e dos filhos, Luísa (Fernanda Nobre), Pedro (Guilherme Boury) e Junior (Rodrigo Simas). Casou cedo com Bruno Vilar (Marcelo Serrado) e deixou de lado o desejo de ser atriz, por insistência do próprio marido. Ele, por sua vez, enriqueceu ao se casar com Maura e passar a trabalhar nos negócios da família. Apesar de não ter realizado seu maior sonho, Maura é muito feliz.

O que ela não imagina é que o marido há anos mantém um caso extraconjugal, com a famosa atriz Fernanda Lira (Paloma Duarte). Pior ainda é que ele promete à amante construir um teatro para ela. Certamente, o mundo de Maura viria abaixo, se ela descobrisse a traição. Mas, Bruno se esforça para iludir a mulher de que ele a ama.

Fernanda é famosa no Brasil por sua atuação em filmes, programas de televisão e peças e teatro. Ela se sente atraída pelo comportamento imprevisível de Bruno, mas está cansada de ser “a outra”. Rudi (Petrônio Gontijo) e, posteriormente, Tony (Gabriel Braga Nunes) podem atrapalhar o romance de Bruno e Fernanda.

Amor proibido

Pedro é um problema para Bruno e Maura. Não quer de forma alguma seguir os passos do pai, assumindo as empresas da família. Apaixona-se por Nina (Patrícia França), uma mulher mais madura do que ele. Nina teve um passado sofrido ao lado do ex-marido, que chegou, inclusive, a agredi-la. Por isso, cede fácil aos carinhos de Pedro, mas entra em crise, porque ele é filho de seu patrão. Nina teme que Bruno descubra o romance e a demita.

Luísa (Fernanda Nobre) não fica atrás do irmão Pedro. Ela é noiva de André (André Bankoff), considerado pelos pais o genro perfeito, mas se apaixona pelo fotógrafo Dog (Miguel Thirré). Luísa se encanta pelo espírito aventureiro dele, só que Bruno faz o possível para separá-los.

A divulgação

Para anunciar a nova novela da Rede Record "Poder Paralelo", a Babel - agência de Julio Anguita, Ricardo Chester e Reginaldo Ferrante, inovou no formato. Além de chamadas na emissora, anúncios em revistas e em jornais, a mais nova superprodução da emissora também será divulgada no cinema.

Segundo o sócio e diretor de criação da Babel, Ricardo Chester, a idéia foi divulgar a novela em uma mídia diferenciada. “As cenas são bem impressionantes. E ficaram perfeitas quando editadas no formato de trailer de filme". A peça tem 90 segundos de duração e será veiculada em salas do Cinemark no Rio de Janeiro.

O site O Planeta TV! capturou as imagens vinculadas na TV aberta:

Apresentação a imprensa

Nos estúdios da RECNOV, em Vargem Grande, no Rio de Janeiro, a Record reuniu todo o elenco da nova novela das oito, Poder Paralelo, escrita por Lauro César Muniz e dirigida por Ignácio Coqueiro. A trama, que substituirá Chamas da Vida, será transmitida a partir do próximo dia 14 simultaneamente com a novela antecessora.

O anúncio do horário feito pelo diretor de teledramaturgia da emissora, Iran Silveira, surpreendeu os atores. "Acho esse horário complicado. Às 23h, as pessoas querem dormi", disse o ator Marcelo Serrado.
"As pessoas vão querer cenas mais fortes", comentou a atriz Maria Ribeiro, referindo-se a cenas de sexo. No entanto, o diretor acredita que o horário tem alto potencial de audiência.

A assessoria da Record informou que, após o fim de Chamas da Vida, no dia 28 de abril, Poder Paralelo passe a ir ao ar às 22h.




Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também