O Planeta TV

"Só se fala na novela!", diz autor de Babilônia

Ricardo Linhares ressalta o sucesso de repercussão da novela e comenta as modificações.

por Sergio Gustavo, em 29/04/2015

Ricardo Linhares fala sobre a repercussão de Babilônia (Foto: GShow)

Ricardo Linhares segue como porta-voz do trio responsável pela autoria de Babilônia, composto por ele, Gilberto Braga e João Ximenes Braga. Em entrevista ao IG, o autor comentou diversos aspectos envolvendo a novela das nove, que, desde semana passada, vem reagindo à crise de audiência após pontuais modificações.

“Todas as novelas passam por isso. Algumas histórias são mexidas de forma mais discreta, outras com mais alarde. Mas sempre houve e vai haver correção de rota. Isso faz parte do gênero telenovela, que é uma obra aberta. Senão, escreveríamos todos os 161 capítulos de Babilônia antes das gravações começarem. Esta é a minha 21ª novela. Já passei por isso diversas vezes. E provavelmente passarei novamente em novelas futuras”, disse o autor. A trama que mais sofreu desvio de rota foi a da personagem de Sophie Charlotte.

"A alteração foi por respeito à Classificação Indicativa, que não permite a exploração da prostituição, dessa forma, neste horário. Exercer a prostituição não é crime no Brasil, mas a exploração da prostituição, sim. E Alice seria explorada por um aproveitador", explicou Linhares.

Linhares revelou um detalhe interessante sobre os resultados do grupo de discussão. Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathália Timberg) – junto a Regina (Camila Pitanga) e Vinícius (Thiago Fragoso) - são as personagens mais admirados da trama pela retidão de caráter. O incômodo, para os pesquisados, teve relação com o beijo entre as senhoras lésbicas e não com o casal em si. Outra reclamação de parte do grupo de discussão foi o comportamento sexual de Beatriz (Glória Pires).

“Embora algumas mulheres se queixassem que ficavam incomodadas com a devoradora de homens, outras espectadoras curtiam o comportamento. Para evitar polêmica, Beatriz deixará de ser pegadora. Isso estava previsto para acontecer quando ela se apaixonasse de verdade por Diogo”, revelou.

“Manifestações isoladas e extremistas não têm relevância. Existe uma grande torcida positiva, e reações negativas do mesmo tamanho. Os dois grupos têm o mesmo peso. Babilônia estreou com uma repercussão nas redes sociais nunca vista antes numa telenovela. É um fenômeno nas mídias sociais, ocupando lugar de destaque no ranking mundial. Não alcançou de cara um estouro de audiência. Mas hoje em dia é retrocesso avaliar o sucesso de um programa de TV apenas pelo Ibope no momento em que o capítulo é exibido”, ponderou o autor.

“As medidas de sucesso são diversas, múltiplas. Babilônia é um sucesso de repercussão, tanto nas redes sociais quanto nas conversas do dia a dia e na imprensa. Isso é um excelente termômetro. Só se fala na novela, gerando expectativa (...) Temos fãs ardorosos e detratores com a mesma intensidade. Somos o programa mais assistido e comentado da televisão brasileira, com uma audiência que seria considerada espetacular em qualquer país do mundo, onde a segmentação e a pulverização da audiência são maiores do que no Brasil”, concluiu. 



Publicidade

Comentários (5) Postar Comentário

Carlos Luiz de Oliveira comentou:

Ele está certíssimo, só se fala "MAL" dessa novela!.....É como o velho ditado, falem mal, mas falem de mim! KKKKKKK! E também a novela já entrou para a História: O pior desastre de todos os tempos! Realmente ele está de parabéns! Já está reservado, junto com o Gilberto pra escrever mais dois "sucessos" desses nos próximos anos!


Rachel Sally respondeu:

Babilônia é mil vezes melhor que Império e Em Família.


Fábio Cézar comentou:

Todos foram tão cretinos...
Quando elas se beijaram...
A medida de amar é amar sem medida...
Preparar pra decolar...
Contagem regressiva...
Música Números do Hengenheiros do Hawaii...
Gostaria muito que acontecesse um novo beijo entre Estela e Tereza,
e que essa música tocasse a seguir, ao mudar de cena.
Seria uma excelente resposta.


Fábio Cézar respondeu:

corrigindo: Engenheiros do Hawaii Desculpem a falha! mas que a música combina bastante com a novela, isso combina! levando em conta a letra, a reação do público nos primeiros capítulos e também a importância dos NÚMEROS....no caso: de audiência


TIM comentou:

Discurso de quem não admite o fracasso comum entre políticos brasileiros.

Laura Cachorra comentou:

Iludido!
kkkkkkkkkkkkkkk

Ricardo Nascimento comentou:

Amo a novela e vocês do planeta tv

Veja também

Publicidade