O Planeta TV

Espelho da Vida: Cada vez mais próxima de Julia Castelo

Cris (Vitória Strada) está muito envolvida com história do passado.

por Redação, em 06/10/2018
Publicidade

Foto: Divulgação/TV Globo

Cris (Vitória Strada) está muito envolvida pela história de Julia Castelo. A vontade de desvendar os mistérios que envolvem o assassinato da jovem na década de 1930 a levam a explorar cada vez mais o casarão onde viveu e morreu Julia. Todos os indícios e coincidências fazem com que ela acredite que Julia é sua vida passada. Cris segue sozinha em direção ao casarão e, com a chave em mãos, entra no lugar em ruínas e segue em direção ao quadro que a fez descobrir que ela e Julia são idênticas. Mas o objeto não está mais ali. 

Confusa, ela sobe as escadas até que seu telefone toca. É Alain (João Vicente de Castro), mas ela não atende, está totalmente focada naquela experiência. Entra no quarto e percebe que tudo está como da última vez que visitou o cômodo. Ao abrir o armário, Cris pega o vestido que está em melhor estado e o experimenta. Para completar o figurino, coloca o camafeu que André (Emiliano Queiroz) lhe entregou no cemitério. Ao tentar limpar o espelho com as mãos para que consiga ver seu reflexo, algo mágico e inusitado acontece. 

Cris leva um susto ao perceber que está exatamente como uma jovem de 1932, como a própria Julia Castelo. O quarto está novo, limpo e arrumado. No camafeu está o retrato de Julia, e o diário que ela conhece velho e amarelado está com todas as páginas em branco. Sem saber o que fazer, ouve uma voz que chama por Julia. É Piedade, mãe da jovem. Cris abre a porta e percebe que o rosto da mulher que encontra lhe é familiar. 

As cenas vão ao ar a partir de segunda-feira, dia 8. ‘Espelho da Vida’ é uma novela de Elizabeth Jhin, escrita com Duba Elia, Renata Jhin, Wagner de Assis e Maria Clara Mattos, e tem direção artística de Pedro Vasconcelos, direção geral de Claudio Boeckel e direção de Luis Felipe Sá, Rafael Salgado e Tande Bressane.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (1) Postar Comentário

Geraldo comentou:

Como sabemos o artista precisa de um tempo para se "libertar" do personagem anterior, onde muito poucos tem a capacidade de fazer trabalhos próximos e Independentes como Laura Cardoso e Lilia Cabral. Vitória Strada, como autêntica gaúcha, vai mantendo o forte sotaque e a interpretação bem literal à personagem anterior!


Publicidade

Veja também

Publicidade