O Planeta TV

Canal VIVA estreia a série documental "As Vilãs que Amamos".

O especial entrevistará atrizes que deram vida a uma vilã marcante na teledramaturgia nacional.

por Redação, em 19/06/2019

No próximo sábado, dia 22 de junho, o Canal VIVA estreará a série documental "As Vilãs que Amamos". Uma criação de Hermes Frederico e com direção de Felipe Careli e Waldecir de Oliveira.

O especial vai receber atrizes consagradas, que deram vida a uma vilã marcante na teledramaturgia nacional.

De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, do UOL, estão entre as convidadas: Fernanda Montenegro, Lília Cabral, Susana Vieira, Cláudia Abreu, Eva Wilma, Nathália Timberg, Cássia Kis, Marieta Severo, Lea Garcia, Laura Cardoso, Joana Fomm, Glória Menezes, Renata Sorrah, Glória Pires e Adriana Esteves.



Publicidade

Comentários (7) Postar Comentário

Queiroz Jr comentou:

Laura Prudente da Costa
Nazaré Tedesco
Adma
Branca
Altiva
Leona
Barbara
Bia Falcão
Perpétua


Mario respondeu:

E esqueceram o trio de História de Amor, muito bem interpretado por Carla Marins, Carolina Ferraz e Lilia Cabral. Todas humanas, tendo momentos de maldade e outros nem tanto, mas todas fizeram maldades contra a Regina Duarte na maravilhosa ultima novela do maneco às seis da tarde.


junior comentou:

ta faltando a falvia alessandra


Mario respondeu:

a cristina foi esquecida. nao ganhou premio algum com a personagem, embora tenha feito assombroso sucesso.



Mario respondeu:

acho que foi por causa da bia falcão, que concorreu com ela, afinal era fernanda montengegro. a flavia deu azar



Dalmo respondeu:

Acho q vão entrevistar só atrizes


Ana Paula comentou:

O fã clube Natalia do Vale de Niterói não encontrou o nome de Natália na lista dos programas. Por que? Natália deveria estar ali sim, uma diva das telenovelas brasileiras. Ela é muito malvadinha (quando quer). Danadinha. Mas muito linda com esse cabelo jovial.

Televisivo comentou:

Tivemos ótimas vilãs, hoje as mais caricatas, não fazem tanto parte do meu arsenal de preferência.
As que eu mais gostei foram: Branca Letícia de Barros Motta, Adma Guerreiros, Odete Roitman, Maria de Fátima Aciolly, Raquel Araújo, Laurinha Figueiroa e Isabela Ferreto.
Tivemos outras marcantes? Tivemos outras marcantes, mas essas foram as verdadeiras vilãs. Finesse, ambição e principalmente nuances.
Joana Fomm dessa lista aí, figurou tipo odiáveis e bem diferentes um dos outros, maravilhosa.


Mario respondeu:

Incrivel como a Adma tinha sido esquecida e agora todo mundo lembra pela reprise.Que trabalho dela, não só dela mas do Antonio Fagundes e da Luiza Tomé. Que triangulo amoroso! Aguinaldo Silva deve ter revisto sua novela e tido vergonha de Setimo Guardiao



Mario respondeu:

* As 3 merecem menção horrorosa, pois todas aprontaram contra a nossa heroína-mor das novelas. De fato não teve uma única vilã a novela, mas Amigo, e o que dizer das 3 maldosas de História de Amor? cada uma delas, por algum tempo, aprontou. A Sheila se fez de amiga de Helena e ficava tramando contra ela. A Paula, sempre que pôde, humilhou a Joice e a Helena, e todos os que ela considerava inferiores a ela. E a Joice, da metade pro fim, fez horrores, até deixar a mãe dela no meio da rua, trocando a fechadura da casa.



Televisivo respondeu:

Adma para mim sempre foi memorável. Considero o melhor momento de Cássia Kiss na telinha, além de estar belíssima.


Joana Dos Santos comentou:

Uma outra vilã marcante e que foi um "terror" na vida dos personagens (inclusive dos próprios familiares na história)se chamava Maria Regina Bergante de Cerqueira e Figueira **do meio para reta final da novela já não mais Figueira.
Era uma personagem tão frívola,perversa e maligna nos seus atos,que um dos seus principais inimigos (pra não dizer o maior inimigo dela) era o próprio pai Waldomiro Cerqueira-interpretado pelo maravilhoso e saudoso José Wilker-
Maria Regina foi interpretada brilhantemente por Letícia Spiller, principalmente do meio para o fim da novela,em que ela foi encontrando o seu tom mais marcante,na época Letícia tinha apenas 26 anos, mais atuou quase que igualmente a atrizes já com muitos anos de experiência na telinha ,um exemplo na própria novela foi Inês/Lavínia - interpretada por Glória Pires- a qual era atormentada constantemente por Maria Regina,está sofrendo um acidente com o pai de Maria Regina,em que quase acabou morrendo. Fazia o caos e o escambau na vida de todos,a única pessoa que ela demonstrava certa empatia ,que aliás não era muita,era uma paixão forte que sentia por Adelmo-interpretado por Ângelo Antônio- Regina era uma demoninho hahaha
Ela aliás acabou se juntando na reta final com um homem que se considerava filho e um aprendiz do Diabo, com umas certas pitadas de realismo mágico...
Enfim acho que foi uma vilã que não deveria ser esquecida ,pelo contrário,é lembrada por muitos até hoje.
E em questão de gosto pessoal,para mim,foi uma das maiores e mais marcantes vilãs!

Kiberio comentou:

Cadê a Patricia Pillar com a Flora? Adorava era, sempre com uma excelente atuação a Patrícia.

Renato Branquinho comentou:

Ótimo programa Canal Viva sempre nos supredeno vai ser um grande sucesso qual será o horário do programa

Veja também

Publicidade