O Planeta TV

"Melodrama tradicional, sem vergonha de ser", diz autor de #OOutroLadoDoParaíso

Dramaturgo coloca mais um sucesso em seu currículo.

por Redação, em 11/05/2018

Walcyr Carrasco. Foto: TV Globo

Outro Lado do Paraíso nesta sexta-feira, 11/5, Walcyr Carrasco coloca mais um sucesso em seu currículo, em que já estão êxitos como Verdades Secretas e Alma Gêmea. Em entrevista ao portal de entretenimento da TV Globo, o dramaturgo celebra o bom recebimento do público, e consequentemente os ótimos índices de audiência, da novela do horário nobre.

"Atribuo o sucesso ao elenco, à direção e à estrutura da novela. Os críticos e analistas de TV não entenderam que 'O Outro Lado do Paraíso' retomou uma estrutura antiga, um melodrama tradicional, sem vergonha de ser, como há muito tempo não era feito".

"Tanto que foi declaradamente inspirada em 'O Conde de Montecristo', de Alexandre Dumas, um clássico, escrito inicialmente de forma folhetinesca", diz.

"Sobre essa estrutura, surgiram os temas modernos, como violência à mulher e abuso sexual. Mas sempre dentro de uma estrutura ágil, rápida, como exige o folhetim. Os acontecimentos se sucederam, inclusive com situações declaradamente fantasiosas. Alguns críticos não entenderam isso, pois procuraram realismo em uma novela que nunca quis ser realista."

Quando o assunto é elenco, Walcyr não esconde seu orgulho e satisfação de ter contado com grandes nomes da dramaturgia brasileira interpretando os personagens criados por ele. E exalta também alguns artistas que não eram tão conhecidos pelo grande público até então.

“A atuação impressionante de alguns atores me marcou... Fernanda Montenegro, despida de qualquer vaidade, Marieta Severo que entrou fundo na personagem, Lima Duarte, Bianca Bin, Sérgio Guizé, Rafael Cardoso e Thiago Fragoso. Todos eles são atores maravilhosos”, elogia.

"Mas quero destacar também dois trabalhos incríveis: o do ator português Pedro Carvalho, que fez um cego perfeito, e de Bruno Montaleone, que entrou no último terço da novela e ganhou espaço. Será sem dúvida um protagonista", aposta o autor.

Agora, entrando de férias, o que ele pretende fazer? Já tem algo engatilhado? "Projetos sempre tenho, mas agora na área literária! Vou esperar um pouco para contar. E, é claro, vou viajar muito", festeja.

Ibope

Na Grande São Paulo, a novela atingiu ontem (10/05) a média ponderada de 39 pontos. É o maior sucesso das 21h desde 2012 (Avenida Brasil).



Publicidade

Comentários (13) Postar Comentário

Natan Rodrigues comentou:

Morto com o pisão do Walcyr. Desde de quando é obrigatório por lei fazer novela 100% perfeita. Eu levo muito em consideração isso que o Walcyr falou de trazer de volta o melodrama tradicional, realmente as novelas de antigamente eram exatamente assim, porém com texto mais afiado e contemplado 'feito pelos autores'. Mas o Walcyr quis trazer uma realidade nua e crua em relação a texto, uma vez que o modo que o texto que ele escreveu reflete como é conversação hoje em dia, ninguém fala certinho e robotizado como querem com poesia no meio. Enfim, a novela conquistou o público e não os metidos a críticos que queriam poesia e texto literários.


Lima respondeu:

Existe uma diferença gigante entre "melodrama tradicional" e "circo", que é o que se tornou essa novela depois de duas semanas após estrear. O texto do Walcyr é pobre, fraco, raso e vergonhoso sim! Não sei como vocês não percebem isso! Onde alguém em sã consciência fala "tal pessoa é uma pedra bruta que precisa ser lapidada" ou "amor é como vidro, se quebrar, espatifa" isso são frases tiradas de livros pra criança de 5 anos! Não é preciso ser um poeta pra fazer texto bom, só pra te avisar. OOLDP só vai ser lembrada pela audiência, único ponto positivo dessa produção vergonhosa, atores veteranos em papéis mal escritos, personagens mal desenvolvidos, histórias sem pé nem cabeça, além dos temas abordados, que em vez de serem tratados de forma decente, foram transformados em situações de esquete no estilo do zorra total.



Kauan Silva respondeu:

Não é obrigatório,mas a novela tem que ter coerência,e texto bem escrito isso é o mínimo, coisa que não teve nessa novela, pra mim só as cenas de julgamento foram razoavelmente bem escritas,aliás walcyr deveria ter se formado em direito, essa novela bateu o recorde de cenas de tribunal



J. Angelo respondeu:

amiga, pelo visto você não entendeu nada das críticas e também nao assistiu a mesma novela que os criticos. o texto do walcir é todo cagado, abordagens superficiais, vários buracos na trama, personagens robotizados, diálogos simplistas e por aí vai. eu acho que a novela que você está se referindo não é mesmo a atual do Walcir hahahahaha



Televisivo respondeu:

Vamos lá meu caro, mas isso é uma linha tênue e nem sempre precisa. Óbvio que o Walcyr vai desenvolver a sua teoria para justificar a sua obra. O folhetim assumido e repleto de clichês não é o problema para o público, visto que tivemos outras obras que contemplaram isso. Entretanto, a pobreza de texto e as situações inverossímeis que foram permeados pelos furos de roteiro, dá impressão que o público está sendo subestimado e o mesmo se permite a isso, porque todo mundo assistia a novela, mas comentava os absurdos que ele incluia. A novela foi se descaracterizando, os personagens caíram no caricato, tendo as suas personalidades alteradas sem grandes explicações, o texto não representa a realidade, porque era pobre demais, parecia criação de frases do Ensino Fundamental, isso não representa muita gente que eu converso de maneira coloquial. E o fato dos críticos de plantão questionarem a qualidade da novela, é porque existe sim uma espera por qualidade, visto que é o principal produto do horário nobre, além do autor receber muito bem para isso. É irritante assistir algo que você considera primário, o público tem bagagem de muitos anos, para esperar uma obra de novelo, com desenvolvimento mais verossímil. Esses questionamentos é típico de gente que acha que audiência é tudo e a mesma justifica a "qualidade" de uma novela, pelos números. Se fosse isso, "Força de um Desejo" teria 45 pontos de média e "O Outro Lado do Paraíso" os mesmos 27 de "A Lei do Amor". De todo modo, reconheço que esse senhor tem seu talento. Afinal, é o único autor que transita em todos os horários, em pouco espaço de tempo e coleciona sucessos arrebatadores. Mas não aprecio esses projetos elaborados nas coxas.


Noher comentou:

Nilson Xavier pisado com esse texto do Walcyr. A cri-critica tem que aturar que OLDP é um fenômeno e que as opiniões deles não refletem o público em nada!

Geraldo comentou:

Ao contrário das novelas turcas (Band), estamos presenciando na Globo é fazer novela ou seriado sem muito se ater a enredos. Walcyr focou em Esmeraldas e na Interdição judicial da Clara para desenvolver a novela em cima da vingança dela sobre os que colaboraram na interdição e, nada mais.E por tal Sinopse a própria Globo entendeu um elenco muito grande, fazendo surgir a "serial killer" Sophia. Apesar do titulo da novela, ocorreram duas "Ressurreições": Mariano e Renan!

Fabio comentou:

Parabens wc por mais um sucesso. Sou fã da globo e td que ela faz, a novela conquistou o que se propôs. A audiência, e o povo não é obrigado a dizer que sua novela foi um novelão. Um texto ruim, com temas populares e interpretaçõs brilhantes. E vcs e a globo tiveram sorte e falta de concorrência pra fazer os ajustes na hora certa. É o que penso, e cada um diga ou escreva o que pensa. Sou fã mas não sou cego pra engolir td.

Mario comentou:

só tenho uma coisa a dizer, tomara que o walcyr escreva de novo
uma novela tão boa como verdades secretas, ou alma gêmea, que foram demais.
não gostei dessa novela e nem entendei o seu ibope tão alto.

Murilo Gagliardi comentou:

Sempre fui fã do Walcyr... quem não lembra de Chocolate com Pimenta? A lista de sucessos é grande... será que já teve algum fracasso? Acho que não rsrs, Walcyr é o autor mais estável na minha opinião, seja em novela das 6 ou 11. A gente precisa aprender que novela serve para CURTIR, relaxar e até dar risada de coisas inviáveis da nossa realidade que nelas acontecem. Com o tempo fui aprendendo que novela é realmente é isso, um entretenimento que muitas vezes pode ser sério. Se a gente fica com raiva, dó, triste, feliz, arrepiado com alguma cena é porque a novela fez efeito e isso é o que importa. E vamos esperar para CURTIR mais um grande sucesso de Walcyr... quem duvida?

BRUNO comentou:

Volta, Glória!

caio comentou:

“O povo gosta de luxo; quem gosta de miséria é intelectual.” Para fazer uma analogia com o genial Joãozinho 30.

Andrezito comentou:

Gente, o último capítulo acabou de acabar! Me perdoem os fãs, mas foi um lixo de desfecho!!! Novela mentirosa, sem pé nem cabeça... Esqueceram de vários personagens!!! Babilônia, Em Família, Alei do Amor e Velho Chico pisaram no último capítulo!!! Saudades de uma novela bem escrita!!! O Outro LIXO do Paraíso!!! Já vai tarde!!!

Danilo comentou:

O ibope dessa novela prova o quanto o brasileiro gosta de qq m....... essa novela foi um lixo!!! É capaz de Segundo Sol ser rejeitada... essa sim vai ser boa..

Veja também

Publicidade