O Planeta TV

Danilo Gentili recebe Ronald no The Noite desta segunda (09)

O apresentador também conversa com o cantor português Diogo Piçarra.

por Redação, em 09/07/2018
Publicidade

Foto: Divulgação/SBT

No The Noite desta segunda (09) Danilo Gentili conversa com Ronald, filho do ex-craque Ronaldo Nazário com Milene Domingues. Ele fala sobre sua carreira como DJ e declara: “já venho tocando faz seis, sete anos. Saber ler uma plateia é o que mais interessa”. Sobre suas primeiras vivências no meio, que o levaram a seguir esta profissão, ele relembra: “tive minha primeira experiência com 11 anos. Meu pai comprou uma casa em Ibiza e levava a família pra lá. A cultura da ilha é mesmo voltada para música eletrônica (...) indo para as festas, meu pai me levava meio escondido, por causa da idade. Começou com festas de dia, beach clubs. Durante o dia é um pouco mais calmo. Eu ficava abismado com os DJs, como eles faziam para controlar a pista”. Ronald conta que optou por não usar o sobrenome dos pais em seu nome artístico como forma de formalizar sua independência e diz que desde quando começou a comprar equipamentos para tocar buscou fazê-lo com seu próprio dinheiro, aos poucos. “Pra questão financeira sempre tentei ser o mais independente possível, pra saber que o que eu conquistei era mérito meu”, afirma. Questionado sobre ter ciúmes de Milene, ele responde: “sempre fui muito de boa porque moramos muito tempo sozinhos no exterior. A gente se aproximou muito, então não criei esse ciúmes típico de filho único”. Ele se declara corinthiano por influência mais da mãe do que do pai e conta que vê o futebol como lazer. “Sempre usei o futebol como válvula de escape. Se tinha tido uma semana difícil, ia jogar no final de semana... Teve tanto futebol na minha infância que realmente não quis mais futebol”.

Ainda na segunda, Danilo também conversa com o cantor português Diogo Piçarra, que fala sobre o lançamento de seu novo EP “Abrigo”. Ele também fala sobre a parceria que fez com o duo “Anavitória” na versão que fizeram da música “Trevo” e comenta: “foi algo orgânico, natural. Elas queriam ir para Portugal e eu queria vir para cá, então nos encontramos no meio do caminho”. Sobre o sucesso que as músicas brasileiras fazem em Portugal, ele declara: “vemos muita novela brasileira, música brasileira. Já nos habituamos muito ao sotaque brasileiro e acho que não existe o contrário”. A respeito de sua carreira na música, Diogo revela: “jogava futebol, andava de skate, mas não queria ser cantor. Nunca pensei que soubesse cantar”.

O The Noite com Danilo Gentili vai ao ar de segunda a sexta-feira no SBT.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (1) Postar Comentário

Iraí comentou:

Hoje em dia qualquer mané sem noção é DJ pq é só deixar a playlist programada pra na hora apertar um botão e deixar a maquina mixar tudo sozinha, antigamente na época das pick ups é que os caras tinham que suar a camisa e ter talento pra botar o disco no ponto certo pra fazer a virada sem atravessar a batida. Com certeza esse aí não sabe nem ligar e manusear uma vitrola.


Publicidade

Veja também

Publicidade