O Planeta TV

Assédio: Stela fica frente a frente com Roger Sadala

As surpresas e emoções do sexto episódio da série da Globo.

por Redação, em 04/06/2019

Foto: Globo/Ramón Vasconcelos

Uma tem a voz entalada na garganta. Vergonha, medo de não ser ouvida ou, pior, não ser compreendida. A outra tem os ouvidos treinados para uma escuta atenta e empática, que busca, também há anos, aquela voz de uma denúncia que nunca esqueceu. No episódio de ‘Assédio’ desta sexta-feira, Mira (Elisa Volpatto) e Stela (Adriana Esteves) vão se conhecer. O encontro das duas acontece em uma festa promovida por Roger Sadala (Antonio Calloni) para comemorar os 30 anos da fertilização artificial no Brasil. Enquanto posa para as câmeras como o Doutor Vida, o médico vai perdendo as estribeiras quando suas vítimas retomam a comunidade que tinha conseguido apagar por vias judiciais na internet.

“Eva (nome da dona da página que reúne as denúncias contra Roger) não era o nome de ninguém, era um pseudônimo. A gente (outras vítimas) já tinha tentado de tudo, mas ela não queria aparecer. Então, quando a comunidade saiu do ar, a gente perdeu o chão”, lembra Eugênia (Paula Possani). Buscando forças para seguir em frente, Stela vai à festa do médico. Ela quer ao menos encará-lo para conseguir virar a página depois de tantos anos. Mas, ao ficar frente a frente com o algoz que mudou a sua vida, a professora não suporta vê-lo de perto e desmaia. Mira vai atrás dela no banheiro, a ajuda a se recuperar, oferece uma carona e logo juntas as peças: Stela é Eva.

Foto: Globo/Ramón Vasconcelos

Apesar de serem uma só, Stela e Eva não estão sozinhas. Nem uma outra delas está. Aos poucos, suas vozes vão encontrando não só ouvidos. Elas vão conhecendo também o que é acolhimento, um ombro amigo e a sororidade. “Eu perdi as contas de quantas pacientes eu vi saindo dali assim, perturbadas. Eu achava que era por causa do tratamento. Só naquele dia é que eu entendi. Aquele lugar é um inferno. O trabalho das pessoas ali era fingir que era o paraíso”. O desabafo é de Daiane (Jéssica Ellen), recepcionista da clínica de fertilização, depois de se tornar uma das vítimas do patrão. Depois dos abusos, elas nunca mais foram as mesmas. Depois delas, ele também não será.

As cenas fazem parte do sexto episódio de ‘Assédio’, que vai ao ar nesta sexta-feira, dia 7, após o ‘Globo Repórter’. Primeira série original da Globo desenvolvida com exclusividade para o Globoplay, ‘Assédio’ é escrita por Maria Camargo, com Bianca Ramoneda, Fernando Rebello e Pedro de Barros. A direção artística é de Amora Mautner, direção-geral de Joana Jabace e direção de Guto Botelho. A série é livremente inspirada no livro “A Clínica: A Farsa e os Crimes de Roger Abdelmassih”, de Vicente Vilardaga. 



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade