O Planeta TV

"A queda de audiência reflete a troca de horário", diz Gugu Liberato

por jeferson, em 10/03/2013

"A queda de audiência reflete a troca de horário", diz Gugu Liberato
Foto: Divulgação

Dono de um dos maiores salários da televisão brasileira, algo em torno de R$ 3 milhões mensais, Gugu Liberato que já liderou a audiência dominical e foi apontado como sucessor de Silvio Santos, hoje em dia, ocupa a terceira colocação do Ibope. No último domingo (03/03) ocupou o quarto lugar, registrando apenas 5 pontos. Cada ponto equivale a 62 mil domicílios na Grande SP.

A marca negativa rendeu a hashatg "#DaMaisIbopeQueOGugu", com tuiteiros citando programas estapafúrdios que teriam mais público do que o apresentador.

A Record, via assessoria, justificou o recorde negativo da atração dizendo que foi um domingo atípico, com grandes jogos de futebol na concorrência e uma premiação estelar da Globo, o troféu "Melhores do Ano", do Faustão.

"A meta é que ele volte a marcar dez pontos. Gugu vai conseguir", diz o vice-presidente comercial da Record, Walter Zagari.

"Não é o Faustão que passou a vencer o Gugu. É o Gugu que passou a perder do Faustão", diz o empresário Alberto Luchetti, que dirigiu o "Domingão do Faustão" na fase áurea da guerra audiência entre os dois apresentadores, final dos anos 1990. "Ele enfrenta hoje um grande desgaste de imagem, o que é uma pena. Gugu é um dos maiores comunicadores da TV."

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, Gugu Liberato falou sobre a baixa audiência:

"A queda de audiência reflete a troca de horário. Eu trabalhei nos últimos anos sempre após as 18h, onde o número de TVs ligadas é muito maior", justifica.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também