O Planeta TV

A duas semanas do fim, Órfãos da Terra está um ponto atrás de Tempo de Amar

Se comparada com um fracasso antológico (Espelho da Vida), Órfãos conseguiu elevar o horário das seis em quatro pontos.

por Redação, em 15/09/2019

Cena do casal de Órfãos. Foto: TV Globo/Divulgação

No próximo dia 27 de setembro, a TV Globo exibirá o último capítulo de “Órfãos da Terra”, que tinha de tudo para alavancar a média de público no horário da seis.

Os primeiros capítulos da novela escrita por Thelma Guedes e Duca Rachid foram bastante elogiados, mas um mês após o lançamento e, principalmente, após a morte de Aziz (Herson Capri), boa parte do público deixou de acompanhar a novela.

Nem em sua reta final, “Órfãos da Terra” está conseguindo prender a atenção dos telespectadores. A obra, mesmo com índices acima dos 20 pontos, oscila bastante.

Os 154 capítulos exibidos até quinta (12/09) acumulam média de 21,6 pontos.

“Órfão das Terra” pode não ter sido uma novela marcante, mas, se comparada com um fracasso antológico (Espelho da Vida), conseguiu elevar o horário das seis em quatro pontos.

Na faixa das 18h, “Tempo de Amar”, Alcides Nogueira, é que tem o melhor desempenho final: 22,7 pontos.

“Órfão da Terra” terminará só atrás de “Tempo de Amar”. Ela já ultrapassou “Orgulho e Paixão” (21,5 pontos).

Em São Paulo, no ano de 2019, cada ponto equivale a cerca de 73 mil domicílios sintonizados.



Publicidade

Comentários (3) Postar Comentário

Eu comentou:

"mas um mês após o lançamento e, principalmente, após a morte de Aziz (Herson Capri), boa parte do público deixou de acompanhar a novela."
Se a boa parte do público tivesse abandonado a trama após a primeira fase, a média dela cairia, não? Então pronto. Não vem querendo desmerecer a novela não, elevou muito bem da trama anterior e vai sair de cena como um sucesso sim, vcs queiram ou não.

Fred comentou:

Não merecia nem ter passado orgulho e paixão.

Marcello Salt comentou:

Sou visitante assíduo do O PlanetaTV há uns bons anos. Gostaria de entender o porque da antipatia deliberada pela novela Espelho da Vida. Sempre que reportavam/reportam alguma notícia referente a esta obra de Elizabeth Jhin usam palavras depreciativas, por vezes sensacionalistas, para dizer da baixa audiência que foi um fato concreto. OK. Mas o fato de uma novela não refletir em bons números não quer dizer de um fracasso. Qual a acepção de "fracasso" pelo OPTV? Se for considerar "fracasso" tão somente o registro numérico da audiência, ainda assim, acho que as matérias deveriam apresentar, em conjunto, uma crítica contundente, que aborde aspectos relevantes como texto, atuações, direção, fotografia, legado artístico... Ir além, para dialogar com os telespectadores-leitores. No caso de Espelho da Vida, acredito que caberia uma reflexão sobre o perfil do público, o por que parte dele não se interessou. Foi por falta de identificação? Falta de entendimento do tema? Falta de repertório individual? Falta de sensibilidade? Estes questionamentos, se bem propostos, contribuiriam mais e seriam mais justos. Teríamos um panorama construtivo.

Veja também

Publicidade