O Planeta TV

Por que Diana (Carolina Dieckmann) não deu certo em "Passione"?

Por: Jeferson Cardoso

Por que Diana (Carolina Dieckmann) não deu certo em "Passione"?

Fala planetários, tudo bem? Vamos ao que interessa!

Escrito nas Estrelas

Foi uma novela sem mais nem menos. Gostei dela, mas esperava muito mais. Mesmo com 144 capítulos, criou-se uma barriga desnecessária. Destaque para as atuações de: Nathália Dill – a nova namoradinha do Brasil –, Alexandre Nero, Débora Falabella, Carol Castro, Zezé Polessa e Carolina Kasting.

Quanto a Araguaia: um amigo leu os quinze primeiros capítulos e me disse que a novela é um tédio, é a opinião dele. No entanto, assistindo ao clipe de divulgação e às chamadas, percebo que ele tem toda a razão. Como fã de novelas, torço para que isso não passe de impressões e para que a trama de Walther Negrão faça muito sucesso. Amém.

Carolina Dieckmann

Não preciso defender a atriz, muito menos a pessoa. A vida particular de Dieckmann só interessa a ela, já o seu trabalho está sujeito às críticas; então falarei da profissional. Vejam bem, o currículo de Dieckmann dispensa comentários. Ela é talentosa e é sempre requisitada por diretores e autores. Só porque teve a infelicidade de ser escalada para interpretar uma péssima personagem vem sendo alvo de pessoas que misturam a sua vida profissional com a sua particular. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!

Sim, a personagem Diana, de Passione, é insuportável, mas o responsável por isto é autor. Silvio de Abreu, no entanto, já explicou – perfeitamente - o motivo da rejeição:

"Eu não sei o que a Diana aprontou. A única coisa que a Diana fez foi escolher errado entre o Mauro e o Gerson. Depois, tudo que ela fez, ela fez certo. Ela fez defendendo o amor dela, as convicções dela. Ela é um personagem muito positivo. Ela escolheu errado porque se encantou com o Gerson. A Diana é uma menina do interior, parecida com o Mauro, achou o Mauro meio sem graça, ela queria mais aventura, viver mais perigosamente e o Gerson era muito melhor para ela naquele momento. Mas aí percebeu que estava errada, se divorciou e agora quer ser feliz", diz o autor.

Depois de uma fase antipática, Diana começou a ficar mais humana e a ficar centrada em seus objetivos. Ainda não é a queridinha do público, mas precisa ser assassinada?

A verdade é que Dieckmann, mesmo com críticas negativas, continuará sendo uma das melhores atrizes da nova geração e encabeçando as futuras novelas da Globo.

Passione: A morte de Diana

Se essa morte for confirmada no próximo dia 9 de outubro, confesso que ficarei decepcionado.

Para começo de conversa, não acredito nessa possibilidade. Diana é peça chave da trama, principalmente para continuar as tramas de Gerson e Mauro. Se ela morre, o que será desses dois personagens?

Questionado, Silvio de Abreu não nega e nem afirma tais boatos. Ele não é bobo, uma vez que, ficando calado faz com que a imprensa acredite nas especulações. Se negasse, boatos continuariam surgindo.

Não estou aqui desmentindo a notícia do jornalista Leonardo Ferreira, do jornal Extra. Apenas não sou obrigado a acreditar, apesar de a fonte ser confiável.

Continuo na expectativa de que se concretize o assassinato de outra personagem chata, Melina (Mayana Moura).

Vocês se lembram que Silvio de Abreu tirou Alessandra Negrini do elenco alegando que Melina seria uma personagem pequena para ela? Quem acompanha Passione sabe que Melina tem muito destaque e que, desta forma, estaria à altura de Negrini, que certamente arrasaria.

Outro fator pelo qual aposto no assassinato de Melina, é que a sua morte renderia muito mais histórias, bem como, suspeitos.

Vamos aguardar os desenrolares dos próximos capítulos deste novelão.

Há exatos 60 anos, em 18 de setembro de 1950, era dado o pontapé inicial nas transmissões de TV no Brasil. Dá-lhe TV BRASILEIRA!

Tchau!





Comentários (49) Postar Comentário

Paula comentou:

É impressão ou vc é fã da chatolina dickmann??? olha o que o jorge brasil postou
Sabe, preciso confessar: Carolina Dieckmann nunca me incomodou. Pra mim ela era aquele tipo de atriz que não comprometia. Se precisasse chorar, derramava algumas lágrimas convincentes, se saia bem nas cenas românticas e sua beleza compensava a ausência de um talento mais genuíno. Só que, com o passar do tempo, a absoluta falta de crescimento profissional da moça começou a me dar uma coceirinha incômoda: todo trabalho da atriz parecia o mesmo. Camila (de Laços de Família/2000) era igual a Edwiges (de Mulheres Apaixonadas/2003), que resuscitou na Isabel (Senhora do Destino/2004) e na Suzana (Três Irmãs/2008)… Todas boazinhas, chatinhas, enjoadinhas… Tudo bem. A Leona, de Cobras & Lagartos (2006), era malvada. Sim, era, mas mesmo fazendo maldades os tiques e trejeitos da atriz se repetiam à exaustão. Isso se chama falta de repertório. E, com essa constatação, o bicho pegou.
Se antes, eu conseguia tolerar sua presença nas novelas, agora chegou o ponto em que Carolina Dieckmann tem me tirado do sério. Assistir a Passione, então, virou um tormento. Há poucos dias quase surtei numa cena ridícula dela com Rodrigo Lombardi. Com o queixinho tremendo, olhinho pidão, voz de coitadinha e nariz empinado (sempre), Diana contava suas mazelas para Mauro e, de repente, mandou a pérola: “Você disse que era apaixonado por mim. Como conseguiu levar sua vida, depois que eu escolhi o Gerson (Marcello Antony)?”. Noooooossa! O diálogo ruim com uma interpretação péssima resultou no que certamente foi o pior momento da carreira da moça. Se bem que… A cena em que o piloto de corridas descobre que a esposa tirou seu amado e idolatrado computador do quarto, também foi digna das antologias do pior já visto na televisão. Enquanto Gerson berrava: “Cadê meu computador, o que você fez com meu computador?”. Diana pedia: “Para de gritar!”. E ele continuava: “Cadê meu computador?”. E ela: “Para de gritar!”… Uma briga ridícula , sem propósito e desempenhada com uma canastrice de dar vergonha. Nem parecia que, no meio de tudo isso, tinha a assinatura de dois profissionais exemplares, como Silvio de Abreu e Denise Sarraceni. Era tudo tão horrível que fiquei sem saber se o problema, nesse caso, foi o absurdo da situação ou a ruindade das atuações. Ou a soma das duas coisas… É óbvio e ululante que o par romântico de Carolina com Marcello Antony não deu certo. E não senti a menor química dela com Rodrigo Lombardi também. Para piorar, o público passou a torcer para que Mauro fique com Melina (Mayana Moura) e corre o risco de Diana não ganhar a torcida de ninguém. Acho que foi mais ou menos o que aconteceu com Taís Araújo em Viver a Vida, com a única diferença de Taís ser muiiiiiiiiiiiito melhor atriz que Carolina.

Como se não bastasse, a moça tem como rival uma Mariana Ximenes encapetada, que a engole toda vez que estão juntas em cena. Por incrível que pareça a peste da Clara desperta mais simpatia do que a chorosa e chatíssima Diana.
O grande barato de um ator pra mim é sua capacidade de se transformar. E não falo nem em visual. Não é isso. Vibro com aquele artista que consegue imprimir características muito específicas a cada trabalho e estar sempre se reinventando. Tony Ramos, Murilo Benício e Lilia Cabral são mestres nessa arte. Acho fundamental também a naturalidade. Quando você vê Gloria Pires, Deborah Bloch, Cláudia Abreu e Beth Goulart atuando entende bem isso. Para elas não é um sacrifício interpretar e tudo soa tão natural, que dá a impressão de que é muito fácil de fazer. Deve ser por isso que a telinha está cheia de gente achando pode ser ator/atriz. Vê a facilidade com que Gloria Pires trabalha e acha que também dá para a coisa… E o resultado são os Sergio Marone e as Luana Piovani da vida… Pois esse dom de mutação e o poder da naturalidade faltam à Carolina. Qualquer sequência que ela faça parece que está provocando dor na moça. Deixa no ar a impressão de ser terrívelmente sofrido para ela desempenhar a mais pueril das cenas, tamanha necessidade que Carolina tem de fazer caretas, reviriar os olhos e mostrar o biquinho. Sem falar no queixo tremendo que já citei lá em cima… O que leva mestres como Silvio de Abreu, Manoel Carlos, Aguinaldo Silva e João Emanuel Carneiro fazerem tanta questão de ter a moça em suas novelas é um mistério que não consigo desvendar.
Concordo totalmente com tudo.....

pra se pensar não jefferson?

Resposta Jeferson: Paula, não sou fã, mas gosto do trabalho da Dieckmann. Não adianta, ela tem currículo e se destacou em todos os personagens. O problema em Passione é com a personagem. E também não houve química entre ela e Marcelo Antony. Erro, neste caso, é da direção. Enfim, Dieckmann não precisa de minha defesa, uma vez que, continuará encabeçando futuras novelas. Rsrsrsrsrs.

João Schiavo comentou:

Concordo com você... Vale lembrar a notícia que surgiu há algumas semanas falando que a Globo ou Sílvio estavam criando uma forma de minar a imprensa e manter o mistério sobre o assassinato da novela. Sendo assim, essa história de Diana morrer me parece armação pra despistar o público. Até porque, dramaturgicamente, a morte da Diana não é uma boa medida. Que personagens teriam motivos para matá-la? Melina e Gerson, praticamente.

Eu aposto que quem morre é Fred Lobato, ele sim tem motivos pra morrer, e muitas pessoas pra o matarem: Bete, Gerson, Saulo, Mauro, Clara, Stela... A lista é grande!

Acho mais provável do que Melina morrer, não?

Fábio Dias comentou:

:eita1: Carolina Dieckman, é sim uma atriz, boa como Mariana Ximenez? Nunca!

Ela teve muita sorte com os personagens de Manoel Carlos pois eram fáceis de conseguir comoção nacional e a inesquecível Senhora do Destino pelo conjunto da obra de toda a novela e núcleos que ela participava, novela e texto coerentes!

Em Passione, um personagem complexo, uma novela contada de forma incoerente, como todas as novelas de Sílvio de Abreu, que entendemos tudo no final, ela realmente NÃO CONVENCE!

- Está péssima, pelo conjunto da obra!

E não acredito que ela morra, deve ser o Fred ou Saulo mesmo, isso é para despistar.

:sofrendo1: Essa semana pela primeira vez, chorei com Passione em uma cena em que o personagem de Cauã Reimold (Danilo) após uma discussão em familia, junto ao grotesco pai, se declarava a mãe mais ou menos assim:

-Deus me deu um pai péssimo, mas me deu uma mãe a qual eu sou completamente apaixonado! :tv1: CENA FODÁSTICA, **** INTERPRETAÇÃO, a qual já mostrou-se maduro, desde a inesquecível - A FAVORITA- !

Concordo Escrito, muito esperávamos, mas pouco nos deu, mas no geral foi uma novela bacana de se ver: NOTA 7,5.

Até a próxima!!!!!
:byebye1:

Resposta Jeferson: E quem está comparando Dieckman com Ximenes? Cada macaco no seu galho. Abs.

Adalberto Thiago comentou:

Quanto a vida pessoal da Carolina ela é indiferente pra mim, afinal não a conheço apesar de ser vísivel o tipo " chatinha" que ele deve ser ( uma artista que se recusa a dar uma entrevista a um simples programa de humor, dispensa comentários) mas enquanto atriz ela nem fedia, nem cheirava pra mim. A única personagem dela realmente digna foi a Leona de " Cobras e Lagartos" do que do restante pode pegar o currículo e rasgar. Sempre interpretando mocinhas chatas e ela nunca imprimindo carisma e simpatia a estas e agora em " Passione" isso ainda é mais vísivel.

A Diana foi uma personagem mal construída pelo Sílvio de Abreu e ainda caiu em cima de uma atriz totalmente vazia como a Carolina aí a rejeição é algo automático. A Diana como bem disse o Aguinaldo Silva no twitter mais parece uma mocinha da Malhação, uma pena! E agora destaco a Mayana Moura como a Melina que está roubando a cena e se saindo super natural em seu primeiro papel, essa sim tem futuro!

Agora porque os autores globais insistem em escalar a Carolina pra as novelas? Simples, Panelinhas Globais! :chorando1: Nem vou destacar as atrizes da nova geração superior a Dieckmam porque vai ser constregedor tais como Natália Dill, Grazi Massafera, Alline Moraes, Cléo Pires e aí vai!

Carolina pegue suas malas e vá pra Record! Pronto Falei!

Quanto a " Escrito" a novela vai sim deixar saudades e quanto aos 60 anos de Tv Brasileira parabéns a todos os profissionais quem ontem e hoje fazem da nossa TV motivo de inveja para outros países!

Salve Globo, SBT, Band, Rede TV!, Cultura, Manchete, Gazeta!

Record????? Não estou falando de Igreja e sim de emissoras! :prabaixo1:

Emanuella comentou:

Oi Jef, fiquei um tempo sumida, mas tô de volta! Rsrsrsrs.

ENE é uma novela boazinha, esperava mais... Nota 7,5.

Jef, discordo de você. Para mim, o problema não é a personagem Diana, mas a péssima atuação de Carol. Ela é uma boa atriz, mas nesta novela está deixando a desejar, não tem expressão, não consegue fazer com que o público torça. Ela deveria ser a mocinha, mas não pegou! Soma-se a isso o fato de Diana ter deixado Mauro pelo Gerson e, depois do casamento e das decepções com o marido, descobre que gosta de quem ela antes desprezou! Isso causou uma grande antipatia no público, e a rejeição à personagem cresceu e tomou proporções assustadoras! :tonto2: Se Diana realmente morrer, acho que Sílvio mostra que está sendo humilde o suficiente para reconhecer a rejeição à personagem, não pegou, fazer o que? As reclamações são muitas, a caixa de e-mails da Globo deve estar cheia de gente destilando seu ódio pela personagem e dizendo que só assiste a novela quando a mesma não está em cena! Acho legal o autor matar um personagem que só causa rejeição. Abs e parabéns pelo site! :fui1:

SeeH comentou:

Isso pode ser uma questão de simpatia com a atriz, sempre alguém vai gostar, seja lá de quem for. Não sei se Carolina é antipatica como dizem, nunca vi uma entrevista que seja dela, mas nas novelas ela é sempre chata, além de ser, reconhecidamente uma atriz limitada.

Mayana Moura não precisava nem ser boa atriz, só o prazer de ver uma mulher linda, elegante e que foge à normalidade já vale a pena. Mas ela é boa atriz! hauahaua

Mas meu comentario de hoje vai para a Paula, de São Paulo, no primeiro comentário. Jeff, contrate essa menina jáaa para participar desse blog! hauahauahau que texto oteeemo ela tem! 'Mariana Ximenes encapetada' foi a melhor definição! hauahauahaau Parabéens menina!

Matheus Oliveira comentou:

Olá a todos tudo bom


DIANA(CAROL DIECKMANN)- Acho a Carol uma ótima atriz o que aconteceu foi o seguinte, a atriz era a queridinha de todos até a novela Três Irmãs quando interpretou a chata Suzana, a trama era confusa, ninguém entendia quando todo mundo achava que Carol não ficaria com um papel pior chega Diana,outra personagem confusa, abandonou um pra ficar com o outro e ainda quer voltar com o rpimeiro, qeu a aceita com todo o carinho.... me poupe portanto a minha conclusão é: CAROL É UMA ÓTIMA ATRIZ, SÓ QUE SUAS ÚLTIMAS PERSONAGENS SÃO DUAS E ENTÃO A COMPARAM COM AS PERSONAGENS, MAS ACREDITO QUE SE DIANA, CONSEGUIR PEGAR UMA VILÃZASSA NOHORÁRIO DAS 21h ELA, UMA VILÃ NUMA NOVELA DRAMÁTICA, UMA FLORA DA VIDA,ELA CONSEGUE RECUPERAR O PÚBLICO E COMEÇARÁ A CHOVER ELOGIOS EM CIMA DELA. Punto e Basta.

ESCRITO NAS ESTRELAS- Gostei da trama, mas sim criou-se uma barriga, varios personagens podiam ser mais explorados, como triângulo amoroso Mônica/Alex/Dentinho. Como a personagem Luciana interpretada por uma das melhores atrizes atualmente, Manuela do Monte(amo essa atriz desde Paraíso). Virgínia(Bel Kutner) ganhou destaque só no final. Bom entedni da trama que Beth Jhin. centrou muito nos protagonistas e esqueceu dos coadjuvantes e só foi lembrar deles no final, quando não há mais tempo pra lhes dar uma história.

A MORTE DE DIANA- Não quero que essa personagem morra. Seria legal vermos Fred morto. Pois muita gente quer matá-lo. Tais como Bete, Totó, Clara, Stela, Saulo, e sugue a lista. Acredito que quem está atrás das armações de Clara e Fred é Melina, só que acredito que eles não saibam que é a Melina.

fico por aqui, e Jeff pór favorcomente as minhas especulações

Resposta Jeferson: Matheus, a Melina é sim uma forte candidata, uma vez que, Silvio de Abreu não gosta de fugir do óbvio. Não gosto da personagem e torço para que seja assassinada. Rsrsrsrs.

Julio comentou:

Concordo! A culpa nao é da Carolina... ela é excelente atriz, já fez vários papéis marcantes. A culpa é do Silvio, que construiu uma personagem chata e uma mocinha que os telespectadores não estão acostumados a ver. Espero que Diana não morra. Mas se morrer mesmo, espero que seja uma cena antológica, que marque a novela e a carreira da Carol.

joao comentou:

ola pessoal do Planeta: Concordo com vc que o problema de Diana e do autor nao da Dieckman. Acho ela uma boa atriz mais ta pagando o preco de ser a primeira em se dar a respeitar e processar o panico na epoca de maior popularidade do programa. Hoje a maioria dos artistas odeiam o programa mais a primeira em se enfrentar foi a a Carolina e por isso agora tem fama de chata. Tambem a Melina e muito carismatica pra ser estreante e isso influi pra que a Diana seja rejeita. Mais agora comecei a gostar da Diana logo duma cena muito liinda com a Bete onde uma se despede da outra. Ate a proxima sua coluna e das melhores da rede.

Fernanda comentou:

Primeiro quero deixar claro que não tenho nada contra Dieckmann, é a personagem que eu não engulo! Se você acha que Diana não deve morrer, eu digo que muito menos a Melina!
Quem teria motivos para matá-la? Qual seria a graça disso já que o público gosta tanto da personagem? Diana é chata e se morrer não vai fazer falta, agora se por ser mocinha isso não vai acontecer, então que morra um dos vilões, não Melina!!!
Quanto a ENE, gosto da novela, fora a barriga que se criou foi tudo muito bom, concordo com os destaques que vc citou!
E como adoro televisão, não posso deixar de dar parabéns a todos esses anos de sucesso! :byebye1:

Veja também