O Planeta TV

Narrativa de Pega Pega incomoda, mas público dá chance para novela

A produção das sete da Globo divide opiniões.

Por: Jeferson Cardoso

Luiza (Camila Queiroz) e Eric (Mateus Solano)

Se eu fosse analisar(julgar) Pega Pega apenas pelo capítulo de estreia, certamente, diria que é péssima. O primeiro capítulo foi muito corrido e mal apresentado. Uma frustração para quem gostaria de ser fisgado de imediato. 

Contrariando a minha insatisfação, dei chance para os capítulos seguintes. O segundo capítulo foi tão fraco quanto o primeiro, com situações nada convincentes e sem ganchos que despertassem o interesse para acompanhar o capítulo seguinte. Conclui: que novela fraca!. No dia seguinte, com os desenrolares do assalto no Carioca Palace, a história foi se desenhando. E, finalmente, comecei a compreender o universo proposto pela autora e também os perfis das personagens, que foram mal introduzidas (apresentadas).

Pra mim, Pega Pega só começou, pra valer, entre o terceiro e quarto capítulo. O primeiro e segundo capítulo são descartáveis e, alguns pontos, deveriam ser explicados mais adiante, com cenas de flashbacks. A autora [Claudia Souto] precisa tornar convincente o amor entre Luiza (Camila Queiroz) e Eric (Mateus Solano); e, acredito, ela tinha que ter explicado primeiro o problema psicótico de Bebeth (Valentina Herszage) para depois mostrar a jovem criando uma amizade fora do normal com um canguru de pelúcia.

Apesar do primeiro capítulo ter sido corrido, confuso e sem graça, Pega Pega, no meu ponto de vista, não tem personagens rejeitados. Até o capítulo 10, de sexta-feira (16), percebi que o maior erro desta novela está na narrativa: fraca e nada envolvente. Há um boa história, bons personagens, mas a novela não está sendo apresentada/conduzida de uma forma agradável. 

A parte de humor, que poderia ser o grande destaque uma vez que Claudia Souto foi colaboradora de Walcyr Carrasco, também fica devendo. As situações são bobinhas, com diálogos infantis. Parecem com as aquelas cenas do Sítio do Pica-Pau Amarelo, sem graça. Sem falar que o texto está bem artificial. 

Passado a fase de apresentações, e com alguns núcleos já entrelaçados, notei que Pega Pega [após ajustes pontuais] tem alguns elementos que podem fazer dela um sucesso. São eles: agilidade [cenas curtas]; trilha sonora; comédia; e vilões se dando mal. 

Personagem contracenando com Canguro em Pega Pega. Foto: Globo

É fácil dizer que o horário já está consolidado. Desde 2015, com I Love Paraisópolis, a Globo só comemora o sucesso na faixa das 19h. O difícil, para algumas pessoas, é fazer elogios a algo que não faça o seu tipo ou fazer elogios a algo que julga ter uma qualidade inferior por preferência a outra coisa. Pra mim, isso é uma grande bobagem. Opinião, cada um tem a sua. Isso é subjetivo. Para alguns, a melhor novela das sete dos últimos anos é TD+; para outros é Haja Coração; e para outros é Rock Story. Normal, três clássicos: sucesso de crítica e de público [audiência].  É natural que as opiniões se dividam. Nenhuma vai ser melhor ou pior que a outra porque teve um alcance maior de público. O que importa, de fato, é a aprovação da maioria de quem assiste. 

A atual trama das sete, até o momento, é um sucesso de público [audiência], enquanto isso é esculachada pelos críticos [que também dão opinião como telespectador comum, como eu e você]. O público final [aquele que assiste às novelas, sem se preocupar com a fotografia, com os erros cronológicos, qual é o nome do autor ou do ator;  etc, etc, etc] se interessou pela trama de Claudia Souto. Talvez, uma boa parte esteja incomodado com a condução/narrativa, mas estão envolvidos com a história, esperando pelo estopim. 

Pega Pega é sucesso de audiência, OK. No entanto, ainda é cedo para dizer se vale a pena. Com ajustes pontuais na narrativa, tornando-a convincente na parte do romance e também na parte cômica [deixando de ser extremamente boba], pode ser que passe a ser amada pelo seu público [que é superior a de suas antecessoras]. 

Nas atuações, como já era possível notar nas chamadas de divulgação, Camila Queiroz fora do tom, ainda perdida; Mateus Solano lembra os trejeitos do Félix; Mariana Santos, com muitas caras e bocas, faz uma vilã infantilóide e sem graça. As surpresas ficam por conta do quarteto: Marcelo Serrado, Thiago Martins, Nanda Costa e João Baldasserini. 

Thiago Martins e João Baldasserini estão surpreendendo a minha pessoa. Marcelo Serrado vejo como o salvador da pátria. O personagem dele, se tornar o grande vilão, é promissor. 

No mais, Nicette Bruno não merecia um papel tão bobo. 

Não é tarefa fácil substituir uma novela onde quase tudo funcionou muito bem [Rock Story], Claudia Souto, no entanto, precisa mostrar que é tão competente quanto Maria Helena Nascimento. Por ora, deixa a desejar. Porém, se chegar ao fim surpreendendo, será aclamada. E alguns dirão: "merece uma segunda chance, tem futuro!". Afinal, guardamos na memória só coisas boas. De Avenida Brasil, por exemplo, lembramos só da rixa entre Nina e Carminha. De Império, do Comendador...

Surpreendente!

Em 2014, Gloria Perez já havia surpreendido com Dupla Identidade. Nesta série, ela mostrou que aprendeu com os erros cometidos em Caminho das Índias e Salve Jorge. 

De elenco enxuto e trama ágil, com reviravoltas constantes, A Força do Querer vai se consolidando como uma das melhores produções da TV Globo, e não apenas dos últimos anos. É incrível a qualidade desta novela. A entrega dos atores em cena é excepcional. Sinceramente, estou fascinado por esta obra, fico até sem palavras.

Apeguei-me a todas as personagens, e vivo intensamente a história de Gloria Perez como se não tivesse fim. A Força do Querer parece um sonho. Uma pena que tudo que é bom acaba, e acaba rápido. Já estamos no capítulo 66, de 179. 

A autora prometeu um novela onde as mulheres seriam as protagonistas. De fato, cumpre: Ritinha, Bibi, Jeiza, Joyce, Irene, Silvana, Ivana e Cibele são donas do horário nobre da Globo. O poder feminino não é novidade na dramaturgia, o que chama a atenção em A Força do Querer são as personalidades de cada uma. Todos de perfis interessantes, que vai desde a ingenuidade à perversidade. Esse, no meu ponto de vista, é o grande diferencial desta novela. 

Outro acerto de Gloria Perez em A Força do Querer foi dar destaque a todos os núcleos. Todos se destacam ao mesmo tempo. Não é uma novela de apenas uma personagem. 

Estou, absurdamente, sem exageros, impressionado com atuação de Emílio Dantas. É notável, para quem de fato acompanha a novela desde o começo, como ele desenvolveu bem o comportamento cínico, os olhares, de Rubinho. É um ator incrível, merece todos os aplausos. 

A melhor novela das seis dos últimos tempos

Os autores de Novo Mundo [Thereza Falcão e Alessandro Marson], a pedido do público, desistiram de matar Elvira (Ingrid Guimarães). A minha sorte é que eles agiram também na trama central, dos protagonistas Anna (Isabelle Drummond) e Joaquim (Chay Suede). Com ações do vilão Thomas (Gabriel Braga Nunes), as cenas envolvendo o casal começam a ficar interessantes. 

Letícia Colin, Ingrid Guimarães e Viviane Pasmanter já receberam elogios por suas atuações, o mesmo deve ser feito com Gabriel Braga Nunes, Guilherme Piva e Caio Castro, que se entregam em cena e superam as expectativas. 

Há alguns dias afirmei que Novo Mundo é melhor do que Cordel Encantado. A cada capítulo, tenho convicção disso. Não estou aqui querendo fazer comparações. É uma questão de gosto. Por mais que eu tenha vivido e gostado bastante de Cordel, lembro bem de seus defeitos, como: andava em círculos, história que não saía do lugar; os diálogos, em algumas cenas, eram didáticos.... Então, pelo conjunto da obra, fico com Novo Mundo. A única coisa que Cordel Encantado tinha de superior à Novo Mundo é o filtro de imagem das cenas. 

Que a atual novela das seis mantenha o nível e siga surpreendendo pelos próximos três meses! Amém! Rsrs

Será?

Falando em Cordel, ela é candidata para reprise na Globo. A Indomada, Cama de Gato, A Favorita, Avenida Brasil são outras prováveis. Ainda é cedo para dar ouvidos a boatos, uma vez que a reapresentação de Senhora do Destino caminha a passos lentos, e deve ficar no ar até meados de outubro/novembro. 

Fase nova

O novo cenário do Jornal Nacional deve ser uma mistura dos telejornais da RedeTV!, integrado à redação, com o do Brasil Urgente, com apresentadores caminhando pelo o estúdio. 

Além da nova identidade visual da logomarca e do gerador de caracteres (GC), a surpresa deve ficar por conta das substituições dos telões por projeções holográficas, que permitirão a comunicação com os repórteres como se eles estivessem dentro do estúdio. 

É isso, estão gostando de Pega Pega? A novela têm fôlego para conseguir manter os ótimos índices de audiência até janeiro? A Força do Querer é fantástica mesmo ou é exagero? Entre Novo Mundo e Cordel Encantado, fico com a primeira. E você? Rsrs. Estão empolgados com “enésima” reprise de Senhora do Destino ou não veem a hora de acabar? 

Abraços e até o nosso próximo encontro.





Comentários (20) Postar Comentário

Original comentou:

Olá, Jeferson! Muito boa a análise. Eu sabia que algo estava errado, mas não percebi que a narrativa é o problema. Mas estou do jeito que você falou no texto, também estou dando uma chance. Gosto muito de ver o Thiago Martins em cena. Inegável que a novela está excelente nos números, mas pode acontecer como foi com I Love Paraisópolis, começou em alta e terminou boba e com números abaixo dos iniciais. Sobre Novo Mundo, é uma obra prima da teledramaturgia, merece o selo novelão! A direção artística do Vinícius Coimbra que deu tão certo em Liberdade Liberdade, agora traz para o horário das 6 uma das melhores novelas exibidas no horário. A Força do Querer, simplesmente é um sucesso! Gloreta aprendeu com os próprios erros, ambientou a novela no BR e não quis dessa vez mostrar culturas estrangeiras (ufa! ainda bem!) tem um texto excelente e claro, a ótima direção artística de Rogério Gomes.

Andrea Barros comentou:

O Mateus Solano e um grande ator sabe diferenciar muito bem um personagem do outro isso de lembrar os trejeitos do Felix não existe

Micael Constantino comentou:

Concordo em gênero, número e grau. Em Pega Pega, o que me incomoda não é o fato da Bebeth falar com o canguru de pelúcia mas sim a dicção que Camila Queiroz dar a personagem, é nítido que é acima do tom, já que ela veio de duas personagem com o sotaque caipira carregado, mas precisa que dá um tom naturalista a personagem que está necessitando urgentemente. Novo Mundo e A Força do Querer não tenho do que reclamar, na minha opinião, está ótimo do que jeito que tá, pois se melhorar mais, estraga.. kkk


Jeferson Cardoso respondeu:

Camila Queiroz está pecando é na atuação mesmo. Rsrsrsrs


Thiago São Tomé comentou:

Jeferson, você falo sobre diálogos didáticos ao se referir a novela "Cordel Encantado". Na última cena de sábado (17/06/17) da novela "Novo Mundo", Elvira fala sobre a paternidade de Quinzinho, você achou aquele diálogo didático? Excelentes análises! "Pega Pega" não me pegou. "A Força do Querer" é fantástica, tem ritmo, história e personagens bem delineados, estou na expectativa na Bibi traficante e na referencia a série "Breaking Bad". Valeu pela atenção, Jeferson. Até a próxima.


Jeferson Cardoso respondeu:

Oi Thiago, vi a cena de Elvira em Novo Mundo e não achei didática. Ali não tinha o intuito de ensinar/instruir, mas sim de explicar a aflição da personagem. Acho que não existe novela sem texto didático. Às vezes, ele é necessário para facilitar o entendimento do público. Fica chato só quando isso fica repetitivo, em quase todas as cenas.



Thiago São Tomé respondeu:

Jeferson, o que você está achando das notícias sobre a novela "O Outro Lado do Paraiso" ? O elenco é bem numeroso... Mau sinal?



Jeferson Cardoso respondeu:

Thiago, não sei muita coisa sobre a sinopse. Parece que vai ser uma novela de duas fases, mesmo assim não acredito que terá 70 personagens. Walcyr Carrasco, no entanto, faz o quer na Globo. Pelo menos enquanto não fracassar no horário nobre, é claro. #Deboche


Frederico comentou:

Antes o Jefferson só sabia dizer que novela era colcha de retalhos, agora só sabe falar em textos didáticos... Aff muda o texto. Isto é bem óbvio em qq produção!????????????

Rosa Rangel comentou:

Você tá certim, a memória só guarda as coisas boas. Estou me surpreendendo com senhora do destino, porém negativamente. Estou achando a novela muito ruim. O que salva é só a Nazaré, e o que piora ainda mais é as cenas delas serem as maiores vítimas dos cortes. Deixei de assistir.


Jeferson Cardoso respondeu:

Oi Rosa, pois é. Por esse motivo não fanático em Senhora do Destino. Apenas gosto. Ela tem uma fase de enrolação. Do meio para fim, no entanto, é sensacional. É essa parte que a maioria lembra. Rsrssrs


Vinicius comentou:

Jeferson gostaria que cama de gato fosse a próxima reprise do vale a pena ver de novo. Para mim cama de gato foi uma das melhores novelas das 6 que eu já acompanhei. E você? Qual novela gostaria que fosse reprisada depois de senhora do destino?


Jeferson Cardoso respondeu:

Vinicius, Cama de Gato é boa mesmo. Não perdia um dia. Também tenho ótimas lembranças de novelas como Pé na Jaca, A Lua me Disse, Uga Uga... nossa, são tantas!


Diego comentou:

Não foi I Love Paraisópolis que alavancou o horário, mas sim Alto Astral, Samantha Paranormal e cia deixaram sdds, que por sinal fez até mais sucesso que aquela coisa tosca de ILP.


Jeferson Cardoso respondeu:

Oi Diego, concordo que Alto Astral é infinitamente melhor que I Love. Porém, essa só estancou a queda do horário. Não passou vergonha de Geração Brasil, mas, infelizmente, não atingiu a expectativa de 25 pontos [terminou com 22]. Pra mim, é uma das novelas mais injustiçadas em termos de números. Merecia 30!!!


BE comentou:

Eu não curti Pega Pega gostei de alguns personagens, parece que o casal vivido pela Nanda Costa e João Baldasserini foram aceitos pelo público, assim como o personagem da Vanessa Giacomo e Thiago Martins, sei que algo vai rolar lá pelo cap 50, vai tumultuar um pouquinho esse casal se constatarem rejeição pode acontecer antes, o que vejo é que reclamam da Camila, acho que ela não está bem nessa novela, ela não tem química com o Solano, a Globo está ligada a isso.
A Força do Querer é um sucesso estrondoso algumas semanas pra cá Juliana Paes virou a protagonista da semana na novela, terá esse rodízio a Glória vai dar destaques a um e outro, destaque principal, soube que Lua Blanco e Juliana Paiva reclamaram de seus personagens, Glória vai dar destaque, elas terão vida própria, uma é orelha da Ivana e a outra orelha da Cibele.
As novelas que concorrem no VPVN são: Barriga de Aluguel, A Favorita, A Indomada, Avenida Brasil, Cordel Encantado, Cama de Gato, América e Alma Gêmea. Duas da Glória, duas da Duca Rachid e Thelma Guedes ainda não decidiram., não sabia que essa reprise andava tão lenta, Outubro/Novembro parecem que estão satisfeitos.
Leticia Colin está em alta na Globo pode protagonizar uma das próximas novelas, Viviane Pasmanter ganhou aclamação com papel de baranga rs, ela está muito bem mesmo, nem parece que é ela.


Fernando O. respondeu:

Comente algo novo! Ou é muito difícil pra você??



BE respondeu:

Bom posso comentar sim, a Elizabeth Savalla vai entrar no capítulo 60, o roubo só será descoberto no capítulo 100 e como eu disse vai acontecer alguma coisa com o casal Luiza e Eric. A personagem da Elizabeth é mãe do Thiago Martins (Júlio) é uma personagem desaparecida. A Camila Queiroz anda bloqueando críticas de sua atenção em uma rede social. Falaram que ela perdeu o pai recente, ela ficou muito abalada, alguns falam que ela nem deveria ter aceito, que ela está apática, a Globo fica ligada nos comentários nas redes sociais, não shipparam o casal principal, não tem química, ela não está bem, acho que ainda não encontrou o tom da personagem, vão avaliar no grupo de discussão se for constatado rejeição, falta de quimica vão mexer na estória, geralmente eles adiantam alguma coisa que só iria acontecer lá pra frente ou vai acontecer uma reviravolta no casal, como o ibope está bom acho que não vão fazer isso agora é com 1 mês de novela no ar.


Ricardo Lacerda comentou:

Para mim, A Força do Querer é a melhor novela das 21h desde A Favorita. A Glória Perez conseguiu limpar toda a poluição que atrapalhou suas últimas novelas.


Caio Rocha respondeu:

Avenida Brasil mandou lembranças!!!


Veja também