O Planeta TV

Não existe série perfeita, mas Justiça chega perto

E mais: Sol Nascente tem estreia morna e público tem poucas expectativas.

Por: Jeferson Cardoso

Não tenho palavras para descrever Justiça. Sabia que iria gostar, mas não esperava que fosse tanto. Os dilemas éticos apresentados são tocantes, emocionantes... Apesar do clima sombrio e pesado, Justiça nos leva a refletir em alguns aspectos. A entrega dos artistas em cena é uma coisa fora do comum, impressionante. De narrativa envolvente; direção luxuosa; diálogos interessantes; Justiça é primorosa e arrebatadora. 

Jesuíta Barbosa teve pouco destaque em Ligações Perigosas, e uma atuação questionável (no meu ponto de vista), já em Justiça o talento do rapaz é evidente. E o que falar de Débora Bloch, Adriana Esteves, Vladimir Brichta e Marjorie Estiano? 

Jesuíta contracenando com Marina Ruy Barbosa. Foto: Globo

Não existe série perfeita, no entanto, #Justiça – apesar de alguns erros de continuidade - chega perto. 

Fraca

Uma semana não é o tempo suficiente para julgar uma novela. É preciso ter calma e apenas comentar sobre os capítulos já exibidos. Pois bem, Sol Nascente começou fraca (muito fraca), mas longe de ser ruim. O texto é bom, mas a história é bem, digamos, insossa, sem graça. Bruno Gagliasso e Giovanna Antonelli estão bens em seus respectivos papéis, mas não vejo química entre eles. Para mim, como par romântico de novela, eles não combinam. É uma bonita história de amor, contada de fórmula simples, porém, longe de ser considerada péssima. 

A primeira semana de Sol Nascente não foi empolgante. Talvez com ajustes, empolgue. Os autores só não podem vacilar. O horário de verão está chegando. É preciso agradar aos que estão dando uma chance para não sofrer consequências depois. O público, hoje em dia, não é bobo. Por ora, a audiência de 22/23 pontos – da primeira semana – é animadora. Resta saber se irá manter. 

Não estou empolgado com esta novela porque o seu estilo não me agrada. Não gosto nada, nem da história de amor vendida com uma ótima trilha sonora. Aliás, esses romances de novelas da Globo, desde I Love Paraisópolis, é um saco. Depois de Totalmente Demais, a nova moda é seguir o modelo clássico do conto da Cinderela. É mole? Isso cansa, e rápido.  

Loucura

Só um motivo explica a saída de Pedro Bial do Big Brother Brasil. O profissional ter pedido para sair. Não tem lógica a troca por Tiago Leifert. Loucura! Não consigo imaginar o BBB sem Bial. Livrar-se do reality, para o apresentador pode ter sido uma alívio, mas os telespectadores, certamente, sentirá sua falta, principalmente dos seus discursos durante as eliminações. 

Frustração

Tatá Werneck em cena de Haja Coração. Foto: Divulgação/Globo

Assim como Alcides Nogueira, em I Love Paraisópolis, Daniel Ortiz perdeu o medo e o surrealismo tomou de conta de Haja Coração.  A novela das sete, que caiu no gosto do público, aposta naquilo que está fora da realidade por sua extravagância exagerada, maluquice pura. Fedora (Tatá Werneck), que perdeu função dentro da novela, é umas das personagens mais surrais que já vi. O que era para ser engraçado está se tornando numa "tragédia". A atriz, às vezes, perde o tom e fala tudo embolado. Enfim, sendo ela mesma. Tatá começou corrigindo os erros do passado, mas voltou a repeti-los. É uma pena. 

Haja Coração anda em círculos. É ágil, mas não sai do lugar. Quem acompanha, sabe do que estou falando. Não chega a ser uma decepção, mas esperava muito mais desta novela. Gosto do estilo, mas não dos rumos tomados  e tampouco da narrativa exagerada. Não consigo torcer pelos personagens que não passam um mínimo de verdade. 

Concordo que novela não deve ter obrigação com a realidade, mas é preciso pés no chão para não ficar feio. No meu ponto de vista, por ser esculachada, Haja Coração deveria ser centralizada numa cidade fictícia, com realismo fantástico. 

Haja Coração é um sucesso de audiência, e isso, acredito, fez mal à história. Se tivesse começado com uma pequena rejeição, o autor não teria viajado tanto na maionese. 

Na verdade, estou reclamando de barriga cheia. Haja Coração tem seus defeitos, mas é boa. Tem um bom elenco e boas atuações. O mesmo não devo dizer de Rock Story. Espero ser surpreendido com a próxima das sete, porém o medo é grande.

Parece não ter fim 

Velho Chico, a novela que parece não ter fim (misericórdia), não conseguiu atingir as expectativas, de recuperar a audiência e o prestígio da Globo na faixa das 21h. Óbvio, estancou a queda da faixa, que vinha de dois fracassos (de audiência): Babilônia e A Regra do Jogo. 

Velho Chico chegará ao fim, se nenhum evento extraordinário acontecer, com 29 pontos de média geral, meio décimo a mais do que A Regra do Jogo. Uma diferença insignificante. Aqui não vale a pena nem questionar qual "a melhor" novela entre as três piores audiências das nove. 

Eu apostei que Benedito Ruy Barbosa não daria mais de 30, porque o seu estilo não é de novela das nove, e sim das seis. Ele também não escreve para agradar a audiência (a maioria), e sim para o que for de seu agrado. Velho Chico teria sido uma linda novela das seis. Às 21h, no contexto geral, foi uma decepção. 

Só acompanhei o primeiro mês, e voltei agora a 20 capítulos do tão esperado último capítulo (#Deboche). Estou gostando desta parte final, mesmo sem ganchos e reviravoltas. É mais na falta do que ter o que fazer ou assistir. 

Diferente de sua antecessora, Velho Chico apresentou uma audiência estável, do início ao fim. Ela não sofreu uma enorme rejeição como A Regra Jogo. Cá entre nós, João Emanuel Carneiro fez por merecer o fiasco. O primeiro mês de A Regra do Jogo foi assustador de ruim. Minha memória não é fraca; até hoje não acredito que foi JEC quem escreveu aquilo. Enfim, Velho Chico começou bem, em alta; desencantou, mas perdeu pouco público. 

Falando em novela das nove...

João Emanuel Carneiro prepara uma minissérie à pedido da Globo. Ele só voltará a escrever para a faixa das 21h em 2019. Isso quer dizer que Walcyr Carrasco deve ser o responsável pela autoria da substituirá O Sétimo Guardião, de Aguinaldo Silva. Já desconfiava. Na Globo, Walcyr não pede, manda. Rsrsrs

Animado

A Lei do Amor é simples, indestrutível, incontrolável, indivisível, inevitável... Uau! Adorei o teaser do novo amor das nove. Estou numa expectativa muito grande para a estreia. Não vejo a hora de acabar Velho Chico, estou contando os dias, acho que vou soltar até foguetes quando eu vir uma chamada anunciando os últimos capítulos. 

Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari apresentarão um enredo polêmico. Eles escolheram uma temática envolvendo política e corrupção, como pano de fundo, com muito drama e vilões bem definidos. O elenco é de excelente qualidade, todos escolhidos a dedo.

No papel, o resumo da sinopse de A Lei do Amor, é interessante (saiba mais sobre a trama clicando aqui). Resta saber como será a narrativa e apresentações dos personagens. Não sei se terá a audiência merecida (não sou bobo de cravar mais de 30 pontos, sem antes assistir aos primeiros capítulos), mas, na espera de, no mínimo, uma boa novela, estou na torcida.  

Amadinhos

Chayene (Claudia Abreu), grande destaque de Cheias de Charme. Foto: Globo

Muito boa a chamada da reprise de Cheias de Charme. Há muito tempo não sou telespectador do Vale a Pena Ver de Novo, mas essa deu vontade de rever. Uma pena que a Globo manterá o esquema de dividir o horário com Anjo Mau, dando chances para que a reapresentação tenha uma audiência aquém do almejado pelos fãs. Números à parte, fica a torcida para que não seja mal editada, como Cobras & Lagartos. 

Decepção 

Esse programa é uma das maiores decepções do ano. No ar, é possível observar problemas técnicos, como o som (playbacks), ruim e um volume mais baixo do que o normal. Até gostei dos jurados, mas estou odiando o nível dos participantes. Dá vergonha. São fracos e fadados aos 15 segundos de fama, sem talento vocal. O X Factor lá fora é marcado por vozes surpreendentes. Aqui, por enquanto, é uma ilusão. Com os participantes deixando a desejar, os editores não conseguem fazer milagres, e são obrigados a exibirem a íntegra de apresentações constrangedoras.   

Desse mato não sai uma estrela.  

O fim da censura?

Supremo derrubou regra de classificação indicativa na TV, entretanto, isso não quer dizer que as emissoras começarão a exibir sexo e violência em qualquer horário. Os mais animados criaram expectativas de reprises de novelas das nove no Vale a Pena Ver de Novo. A mudança, obviamente, facilitará a vida da Globo. Mas duvido que ela reapresentaria, sem cortes, novelas pesadas, como Celebridade e A Favorita. 

Entendo que as emissoras, a partir de agora, poderão veicular os programas no horário que entenderem, mas respeitando os limites. É assim que tem que ser. 

É isso. Gostaram do teaser de A Lei do Amor? Quais as expectativas? Sol Nascente vai conseguir driblar o horário de verão? Justiça é tudo isso ou, por está encantado, estou exagerando? Obrigado pela atenção e até o nosso próximo encontro. ;) 




Comentários (17) Postar Comentário

Carlos Luiz de Oliveira comentou:

Velho Chico apesar de não ser um estrondoso sucesso, segurou o rojão muito bem desde o início. Como vc mesmo disse, pouco oscilou na audiência, que aliás foi crescendo aos poucos e já passa dos 30 desde há algum tempo ( coisa que as duas antecessoras não conseguiram). Não perdeu grande público, manteve e ganhou mais alguns. Isso já garante seu mediano sucesso. è uma novela que resgatou a sofisticação do horário. Não espero lá grandes coisas da próxima. O título já me espanta. Está no mesmo sentido de A regra do jogo. A lei do amor, a regra e por ai vai. Prefiro gravar Pai Herói no Viva e acompanhar como novela das 21h. Ganharei mais!

Nandoaraujo_TV comentou:

Justiça é tão boa mais tão boa que prefiro nem falar dos pequeninos deslizes a grandiosidade da serie isso não é nada.
Sol Nascente teve uma estreia morna e uma semana tediosa a novela não é ruim mas falta emoção.
ALeiDoAmor só vem porque eu estou ansioso demais por ela Vera Holtz vila to GRITANDO.
Cheias de Charme pelo barulho que está fazendo vai ser um sucesso.
XFactor para ser ruim tem que melhorar muito.

Eduardo comentou:

Justiça é boa demais.Mais quero enfocar aqui em Haja Coração concordando com você a novela é chata ,a Fedora atual não chega nem aos pés da que Cristina Pereira fez,o casal protagonista não tem graça nenhuma,aquela história da Camila outra chatice,saudades da Maite fazendo esse papel e por fim mais uma vez a Malu merecia algo melhor do que tá fazendo aquela historinha da Bebé com o Aparício personagem chato do Alexandre.O que de bom tem nessa novela é a história da Shirlei e do Felipe.O autor teve sorte que pegou a sequencia do sucesso de TD e a maioria do público gostou sorte dele que a audiência segurou.

Maria Zulmira comentou:

" Óbvio, estancou a queda da faixa, que vinha de dois fracassos (de audiência): Babilônia e A Regra do Jogo. " COMO ASSIM???? A Regra do Jogo elevou em quase 4 pontos a média de Babilônia. Deixa de recalque com o JEC

Pedro comentou:

Haja Coração é uma novela no lugar certo na hora certa, por isso o bom ibope. Ela começa a dar os mesmos erros da anterior do mesmo autor: gira em círculos durante meses e só na reta final consegue de desvencilhar de tudo. A novela não tem nenhum atrativo em especial, é apenas uma colcha de retalhos de outras novelas e mesmo sendo taxada de releitura de Sassaricando (uma novela pra frente e ao mesmo tempo com um folhetim tradicional em 1988), é uma trama que usa de abusa de clichês da idade da pedra como o flagrante pra separar mocinhos e etc. A novela não vai ter os erros corrigidos porque o autor está acomodado com a boa aceitação da trama e pronto. Uma coisa que acho particularmente ridícula é o fato da construção do casal Shirley e Felipe que tinha boas saídas pra serem conduzidos virarem uma fanfic de conto de fadas com direito a primeiro beijo, primeiros conflitos amorosos de adolescente (sendo que o rapaz tem quase 30) que caberiam perfeitamente em Malhação. No humor, autor quis deixar de lado o pastelão pra se aprofundar no escracho, porém o escracho é altamente gratuito, sem nenhuma sacada por trás ou algum humor inteligente como a Maria Adelaide, Miguel Falabella gostam de fazer. Resumindo: Haja Coração é uma novela pretensiosa porém vazia sem nenhum entrecho de especial, apenas uma coisa se salva: a atuação maravilhosa de Mariana Ximenes.
Walcyr depois do Aguinaldo vai fazer tudo pra ter mais ibope que ele, vamos ter guerra de ibope entre as duas novelas e também de ego entre eles, quem vai sair ganhando é telespectador (ou não). O fim do MJ saiu no lucro mais na Record e no SBT do que na Globo se vcs perceberem: o SBT vai poder colocar qualquer novela mexicana no ar mesmo sendo pesada e a Record vai exibir carnificina a qualquer hora junto com as novelas violentas e fortes que estão no seu catálogo.

Kevin comentou:

Concooooordo com tudo que você falou! Justiça é uma série maravilhosa, que prende você na frente da tv ansioso pelo próximo capitulo, o único episódio que não me cativou muito foi o da Rose (Jéssica Ellen), mas dos outros estou apaixonados, e espero que dessa vez Débora Bloch e Adriana Esteves concorram a prêmios no Melhores do Ano! Sol Nacente p mim é fraca em todos os sentidos tanto em atuação como em história, é bem sonolenta... mas ainda é cedo pra falarmos em sucesso/fracasso. Estou ansiosissimo para A Lei do Amor, essa Velho Chico p mim foi a pior novela do horário, até Babilonia era assitivel pelo amor de Deus! Não vejo a hora de acabar e espero que A Lei do Amor seja um sucesso e consiga reerguer a audiência do horário! beijos

jeder comentou:

ainda prefiro Amores Roubados sem duvidas foi impecável.

Guilherme Pavhannelli comentou:

Não acho que Haja Coração esteja tão ruim assim... Às vezes percebo que falta um pouco de agilidade, mesmo. Como por exemplo a entrada de Safira (Cristina Pereira) na novela, sendo anunciada desde sábado, mas que provavelmente vá entrar só no final do capítulo de hoje, quarta. Confesso, que isso me irrita! Não faz sentido comparar as atuações de Sassaricando com as de Haja. São novelas distintas (mesmo que a atual se baseie na história de 1987). Justiça é MARAVILHOSAAA, sempre soube que iria empolgar desde o começo. Sol Nascente é muito bobinha, dá um pouco de sono. Espero que ganhe agilidade, porque tá difícil... Há 6 meses não assisto mais novela das 9. Velho Chico pra mim, foi uma decepção. Esperava uma história um pouco menos arrastada e amarela, algo mais O Rei do Gado, Esperança (bem média). Até a intragável Babilônia pra mim, tinha mais história e era assistivel, por pior que a novela foi. Como vcs falam que A Regra do Jogo foi esse fracasso todo? Tudo bem, que não foi aquele estouro, mas, além de reerguer em quase 4 pontos o horário, conseguiu chegar aos 40 pontos no último capítulo. Qual foi o mérito de Velho Chico? A única coisa que fez, foi manter a audiência da antecessora e, no máximo, elevar um ponto. Mas também, recebendo em alta da grade noturna com os excelentes números (Êta Mundo Bom!, Totalmente Demais, Haja Coração) ficou fácil... Estou muito ansioso para A Lei do Amor, não vejo a hora de Vera Holtz chegar com tudo com sua vilã Mag. É lamentável a Globo achar que fazer dobradinha no Vale a Pena Ver de Novo vai manter a audiência da anterior... Isso não consta, pelo contrário, só prejudica. Vide o início de Anjo Mau. Fiquei feliz vendo as chamadas de Cheias de Charme, momento nostálgico lembrando o maravilhoso ano de 2012. Agora que a Classificação Indicativa vazou, espero mais ousadia da Globo com as escolhas no VPVDN, e um tempo de re-re-re-reprises... A Record com suas novelas cheias de sangue e violência vai poder deitar e rolar também, né?

Lucas B. comentou:

Jef, meu querido, saudades. Vamos lá: Tudo bem que vocÊ não gosta e tem implicância com Velho Chico, mas agora mentir dados, fica feio, não pega bem para você. A novela não vai superar A Regra do Jogo por apenas meio décimo, será mais, bem mais. A Regra do Jogo fechou com 28,4 . Hoje Velho Chico tem 28,8 e mais 4 semanas pela frente, como de dois meses para cá vem fechando com mais de 30 pontos a média final deverá ficar entre 29,2 e 29,4, quase um ponto de diferença. No post anterior você já havia afirmado que iria terminar com 28 pontos e eu lhe avisei que não, pois a audiência era crescente. A novela as 18h00 não seria tão bem aproveitada por conta de sua abordagem política e social. Parei de acompanhar a novela de uns dias, pois não concordo com a morte de Martim, o personagem mais interessante e rico da novela, isso é absurdo, por isso diminui muito de acompanhar. Justiça realmente é um primor, Adriana Esteves novamente arrasa , assim como Marjorie entre outros. Sol Nascente é o que você falou, bonitinha, mas não fisga, logo cai e se ficar na casa dos 20 será de bom tamanho.

paulo comentou:

Por que vc nao falo sobre super max parece q vai ser uma otima série acho tbm q vc esta sendo injusto com haja coração pois totalmente demais foi um fenômeno de audiência e critica haja coração nao é um novela tao ruim pois se fosse tao ruim assim estava fracassando na audiencia sobre a lei do amor nao me empolga pois sei q será aquela novela sem inovações e sol nascente tbm nao me cria expectativas essa nova temporada de malhacão nunca ira superar malhacão sonhos q era susssso na Internet e de critica

Veja também