O Planeta TV

Aguinaldo Silva poderia abrir mão da sinopse de O Sétimo Guardião

O dramaturgo pode se dar bem com novela adiada para início de 2019.

Por: Jeferson Cardoso

Aguinaldo Silva. Foto: Reprodução/VIVA

Durante a minha ausência, devido aos estudos, muitas coisas aconteceram. Nos últimos dias, o assunto tem sido o cancelamento de O Sétimo Guardião. Cancelamento ou adiamento? Bom, cada um conclui como quiser. Eu, particularmente, vejo como suspensão total e torço por isto. Infelizmente, a ideia desta novela nasceu no curso Master Class, comandado por Aguinaldo Silva. Por ter sido formalizada em um curso particular, sou contra a sua produção para a televisão. Sou fã do autor, mas não posso ir contra meu ponto de vista. Lamentavelmente, o dramaturgo foi muito ingênuo em levar a proposta para a Master Class dando chance para o oportunismo.

Com sérios riscos de ter problema na Justiça, e até ser proibida de levar capítulos ao ar com a novela em andamento, a Globo, cautelosa, optou por dar um prazo a Aguinaldo Silva, que terá um ano para repensar e optar por uma sinopse exclusiva, sem o dedo de pessoas oportunistas. Há males que vêm para o bem. Se realmente vier após João Emanuel Carneiro, entre janeiro e fevereiro de 2019, Aguinaldo terá algumas vantagens: 1) Pegará o inverno [como A Força do Querer]; 2) não confrontará com os momentos finais de Apocalipse, da RecordTV; 3) não pegará o horário político e nem o horário de verão; 4) evitará comparações e cobranças de audiência em relação à obra de Walcyr Carrasco.

Quem não gosta de Aguinaldo, seja pelo lado pessoal ou por não gostar do tipo de novelas escritas por ele, deve estar comemorando. Eu, como fã, também estou. Uma vez que não estava satisfeito com a ideia central de O Sétimo Guardião [que parecia ter pouco regionalismo e muito realismo fantástico]. Também não achava uma boa ideia substituir Walcyr Carrasco e tampouco da possibilidade de ressuscitar Nazaré Tedesco. Sem falar que, no ano que vem, tem Copa do Mundo e Eleições.   

Recordista de audiência e responsável pelos textos dos clássicos da teledramaturgia brasileira [e talvez mundial], Aguinaldo – o Mago – não precisa provar seu talento e criatividade, mas precisa se livrar, esquecer-se, de O Sétimo Guardião. Que venha com tudo em 2019. Já estou ansioso para comemorar os 40 pontos de audiência [nem que se de pico], e principalmente a elevação [na média geral] que fará de João Emanuel Carneiro. FOM FOM!

Com quem será...

Com o “cancelamento” de O Sétimo Guardião, e com Rogério Gomes livre, surge uma dúvida: a novela de Elizabeth Jhin para a faixa das 18h, que havia sido adiada, pode ser antecipada? Depende. Se Aguinaldo for confirmado após JEC, provavelmente não.

Pedro Vasconcellos deveria ser o diretor artístico da novela da Jhin. O problema é que Rogério Gomes não abre mão de Vasconcellos nos trabalhos coordenados por ele. Sabe por quê? Porque Vasconcellos é o cara e quem leva a fama é o outro. Pronto falei.

Doce ilusão

Quer dizer então que João Emanuel Carneiro voltará com "uma história mais leve que as anteriores"?. Acho que esse termo não é tão verdadeiro. Acredito que ele não virá com uma novela confusa e perdida como foi A Regra do Jogo. No mais, pensem numa novela que seja uma mistura de Cobras & Lagartos e Da Cor do Pecado, com triangulo amoroso [um vilão ou vilã bem definida] e um núcleo suburbano. Dificilmente um autor muda o seu jeito de escrever, as suas características. Normalmente, muda só jeito de contar/apresentar suas histórias.

A única diferença notável será a assinatura da direção/fotografia. Dennis Carvalho e Maria de Médici são mais moderados, sensatos. A dupla dará uma sobrevida à carreira de João Emanuel na TV, que ficou um pouco perdido sem o apoio de Ricardo Waddington.

A Força do Querer

Maria Fernanda Cândido brilha em cena de A Força do Querer. Foto: Reprodução/Globo

Essa é uma das melhores novelas, se não a melhor, que já assisti. É sério, sem exagero. Estou deslumbrado com essa obra. É fantástica, fabulosa, incrível! Estou torcendo para que seja esticada. Não me preocupando com a famosa “barriga”, quero mesmo é que termine com 35 pontões de média geral. Merecia 40, mas só de ser a recordista [e referência para todo o sempre] já me dou por satisfeito.

Fico triste só de pensar que a novela está chegando à sua parte final e que será substituída por gritos, escândalos e baixaria... Égua!

Vale a Pena Ver de Novo                  

Finalmente, a reprise de Senhora do Destino chega à fase que a consagrou. Realmente, a parte final desta novela é uma das mais marcantes. Pelo contexto geral, considerando toda a enrolação até chegar ao capítulo 100, para mim, está longe de ser a melhor escrita por Aguinaldo. Sou muito mais Tieta, Roque Santeiro, Porto dos Milagres... Enfim!

A segunda reapresentação de Senhora do Destino terá uma edição bem extensa, e ficará no ar até meados de outubro ou novembro. Dois fatores contribuem para isso: o excesso de intervalos comerciais e a divisão de horário [por duas/três semanas], com a antecessora e sucessora, quando um capítulo acaba virando dois.

Pega Pega

Camila Queiroz e Mateus Solano em cena de Pega Pega. Foto: Globo

Defendi o início de Pega Pega [descartando o primeiro capitulo – que foi mal apresentado], e mantenho a mesma opinião. É uma novela razoável. Não tem personagens cativantes, mas está longe de ser ruim. Em alguns pontos é forçada, mas é preciso saber voar.

A única coisa broxante desta novela é o casal principal. Infelizmente, falta química a Eric (Mateus Solano) e Luiza (Camila Queiroz). Falta também entrosamento entre os atores. No ar, a gente percebe que falta liga.

Solano, que arrasou em Liberdade Liberdade, ainda não encontrou o tom certo para seu papel. A autora, Claudia Souto, também não ajuda. Na história, o personagem é fraco, desinteressante. É aquém do talento do intérprete. O mesmo digo para Camila Queiroz, que está sendo julgada e condenada. Não é para tanto. A sua personagem também é broxante. Temos que levar em consideração que se trata de uma atriz iniciante, que teve a sorte de despontar no primeiro trabalho.

Se dependesse dos gostos dos jornalistas, Pega Pega estaria condenada por conta de um canguru de pelúcia. Bebeth (Valentina Herszage), que sofre de transtorno psicótico, conversava com o fantoche. Para mim era um tema interessante; prendia no ar; e poderia render mais capítulos.

Pega Pega não faz meu estilo, mas não vai ser por isso que vou julgá-la como ruim. Acho que tem uma audiência acima do que mereça, mas se tem é porque despertou o interesse do público. E quando o povo [a maioria] gosta não tem jeito.

É isso. Gostaram da troca de Aguinaldo por JEC? Vocês acham que a Globo produzirá O Sétimo Guardião ou Aguinaldo será obrigado a apresentar outra sinopse? O que, no ponto de vista de vocês, justifica o sucesso absoluto de Pega Pega? A Força do Querer é a melhor novela desde quando? Rsrsrs

Obrigado pela atenção! Até o nosso próximo encontro. =D





Comentários (42) Postar Comentário

robson andre comentou:

ELE NÃO É ESSA COCA COLA TODA, KERIDDUUUU
MENOS, BEEEM MENOS TÁ
CLÁSSICOS DA DRAMATURGIA NO CURRÍCULO ELE TEM APENAS SENHORA DO DESTINO, FERA FERIDA E TIETA.
MANOEL CARLOS, WALCYR CARRASCO, BENEDITO RUY BARBOSA E GLÓRIA PEREZ TEM MUITOS MAIS CLÁSSICOS NO CURRÍCULO.
VALE TUDO E ROQUE SANTEIRO NÃO SÃO DELE!!!


Felipe respondeu:

Pesquise a colaboração que ele deu a SIC ;-)



Imparcial respondeu:

Não gosto nem desgosto dos trabalhos de Aguinaldo Silva como novelista mas a bem da verdade é justo lembrar que Roque Santeiro teve seus maiores picos de audiência durante o período que foi conduzida por ele. Em Vale Tudo (tida como uma das melhores novelas de todos os tempos e sempre lembrada pelo ritmo eletrizante) ele foi o responsável pela escaleta (a descrição de cena por cena de cada capítulo), portanto, é inegável seu dedo no resultado final da novela, escrita por ele ao lado de Gilberto Braga e Leonor Bassères em 1988?89.



Original respondeu:

Tieta, Pedra Sobre Pedra e Fera Ferida são exemplos de grandes sucessos que não são só do Aguinaldo, são também de Ana Maria Moretzsohn e de Ricardo Linhares. Mas ele é um grande show nan, soube fazer seu nome.


Leo comentou:

Acredito no sucesso de JEC e se tiver a Negrini como vilã será surpreendente. Que venha JEC!!!!


Jeferson Cardoso respondeu:

Se pudesse pular para JEC... pena que antes de o furão. Rsrsrs


robson andre comentou:

Alessandra Negrini vai destruir como a próxima vilã do JEC. Qual autor conseguiu por tantas vilãs na história da TV? Nenhum, apenas JEC! Bárbara, Leona & Ellen, Flora e Carminha são maravilhosas!


Weli respondeu:

Se você levar em conta o HOJE, até pode ser. Mas pra História msm só Flora e Carminha. Mas ninguém criou mais vilãs inesquecíveis como o Gilberto. E vilões. Antigamente as atrizes se degladiavam pra ser a escolhida, mas ele sempre trabalhou mto com panela. Tinha até uma brincadeira que dizia que uma atriz só era reconhecida como grande depois de ter feito vilã do Giba.


Vlad comentou:

Também acho que não precisa rasgar a seda demais pra o Mago (?)......Ter novelas com audiencia é importante......mas .....TIETA é unanimidade....Roque não é exclusiva dele....Indomada, Fera e Pedra é uma trilogia cansativa demais pra hoje.....Porto dos Milagres ,talvez por fugir do realismo das outras , talvez mereça mais respeito......Senhora tem o roubo de criança , coisa mexicana demais.....como vc disse...se o povo ( maioria) gosta, não quer dizer que seja um MAgo.....só para quem insiste em achar.....E continue sonhando com 40 pontos,,,,,só se destruirem todos os smarts e computadores do país....kkkkkkkkkkkkkkkk....além do cada vez mais crescente desinteresse por novelas!


Jeferson Cardoso respondeu:

Algo me diz que vou ter motivos SIM para comemorar o ibope em 2019... Impressão apenas. Rsrsrsrs. Seu autor favorito vem antes ou após o Mago? Ou já aposentou? #Deboche Onde queres Império, sou A Força do Querer. Rsrs


Micael Constantino comentou:

Se eu fosse ele eu já tinha jogado essa sinopse no lixo e partido pra outra história. Segundo o que ele mesmo disse, estoque de sinopses em seu computador é o que não falta, então pq continuar dando murro em ponta de faca com essa Novela. Concordo também, que ele foi bastante inocente em criar uma sinopse em seu curso particular de roteiro dando asas ao oportunismo a pessoas que querem dinheiro a qualquer preço. Torço pra que JEC venha mais inspirado do que nunca e afaste a nuvem negra "A Regra do Jogo" da vez passada, assim como Glorinha errou no desenvolvimento de Salve Jorge e agora não veio pra brincadeira com Quererzão. Em relação a Pega Pega acho uma novela supérflua, rasa, superficial... Até agora não me convenceu em nada, me lembra muito Boogie Oogie com uma história sem profundidade, escrita a ermo, sem passar emoção para nós, telespectadores.


Alexandre respondeu:

Isso mesmo: PEGA PEGA é muito superflua!!!


Guilherme comentou:

Não sou fã do Aguinaldo Silva e sim pertenço ao clube do Leão Lobo que considera ele em enganador. Pelo menos nas últimas tramas dele, sim ele foi um enganador com 3 novelas ridículas seguidas. Não é e nunca será um autor que eu gosto, não só pelo estilo, mas também pela falta de humildade. Enfim, dito isso, acho que ele se deu bem com a troca em relação à época que ele vai pegar, caso venha em 2019. Deve vir com outra sinopse porque essa já deu em todos os sentidos. Seria um circo como quase todas as novelas dele. Para o Jec não será fácil, mas se for bem é pra se consagrar e torço para que ele tenha aprendido com os erros de suas novelas, como Glória aprendeu e vem caminhando bem com Força do Querer. Admito que não sou o maior fã dessa novela, mas sim ela é muito boa, a melhor do horário desde Avenida. Acho que falta algo pra ela que eu não sei o que é, como foi com Belíssima. Pega pega só dá audiência porque o horário tá no auge. Duvido que daria se tivesse substituindo um fracasso. E público gosta de circo a verdade é essa. Novela palatável, descartável e sem conteúdo quase sempre atrai. Haja coração, Fina estampa entre outras não me deixam mentir.


Vlad respondeu:

Legal o comentario. Acho que todo mundo deveria melhorar e escrever bem como vc....com pontuação quase muito boa. Abraço


Vlad comentou:

Jefff, ao contrario de vc, eu nao tenho autor preferido. Gosto de bons trabalhos, venha de onde vier!!!!!! E também não aprecio críticas sem fundamento ou conhecimento, tipo, ouvi dizer!!!!! abraço, amigo !!!! E poste mais a tabela de audiencia!!!


Jeferson Cardoso respondeu:

Oi Vlad, tenho autor preferido, mas não menosprezo os outros. Eu faça crítico do que assisto, e nem levo em consideração se está sendo escrita por X ou Y. De Aguinaldo, por exemplo, não sou fã de Senhora do Destino como a maioria. De Walcyr, adorei Eta Mundo Bom, mas não curti Amor à Vida. É questão de gosto, uma opinião pessoal.


Ronny comentou:

Jeferson com relação as sinopses de Deus Salve o Rei na Globo e Belaventura na Record foi coincidência duas novelas com a mesma temática no mesmo horário em emissoras diferente ?


Jeferson Cardoso respondeu:

Será? É estranho. A Record, no entanto, segurou a exibição para coincidir com a da Globo. Se vingar, pelo menos incentiva a Globo a superar. Hahaha



Ellen respondeu:

e alguem tem duvida que a globo vai superar? é so olhar os figurinos e cenarios das chamadas e fotos de Belaventura, o acabamento da Casablanca é sofrível, parece peça de escola ou carnaval do grupo C. e outra coisa, o que são as sobrancelhas daquela menina que fez a fazenda e é a protagonista? q horror, muito artificial, parece de hena. Ate acho q o Gustavo reiz pode fazer um bom trabalho, mas so gente que não liga pra qualidade da producao q consegue assistir novela da record


Isis comentou:

Saudadesssssssss!!!!Demorou muito Jefferson!kkkkk

Isis comentou:

Me frustei tanto com a regra do jogo,que não consigo nem pensar na volta do João Emanuel carneiro ao horário!Mas gostei da troca,porque tô desde de avenida Brasil sem uma trama dele rsrs!A força do querer ė perfeita,espero tbm q sejr esticada(merece)!


Jeferson Cardoso respondeu:

É uma oportunidade para ele se redimir e firmar uma nova parceria de direção. Acho que dará certo.


Veja também