O Planeta TV

A VIDA DA GENTE: É BOA, MAS ESTÁ DEPRESSIVA!

Por: Jeferson Cardoso

A VIDA DA GENTE: É BOA, MAS ESTÁ DEPRESSIVA!

Fui questionado por que não dei atenção à estreia de "A Vida da Gente", assim como fiz com "Cordel Encantado" e "Fina Estampa". Seguinte, meus queridos, infelizmente, não pude acompanhar a estreia da novela junto à exibição da Globo. Só por volta da meia noite pude assisti-la no Youtube. E por que não comentei no dia seguinte? Porque não tinha uma opinião formada. Como não tinha nenhuma expectativa, o primeiro capítulo – pra mim – foi uma incógnita.

Gostei demais do texto de Lícia Manzo, bem como, fotografia, abertura, e, da química entre Rafael Cardoso e Fernanda Vasconcellos.

Acompanhei, na íntegra, os capítulos da semana. A novela não é ruim, longe disto, mas é tééééédiosa! Cadê a comédia? Novela das seis sem humor, não funciona. Veja bem, depois de um dia estressante você chega em casa e ao ligar a TV se depara com uma novela que te coloca pra baixo. Não dá! Foi assim esses capítulos iniciais de "A Vida da Gente".

O drama da mocinha também não me convenceu. É inadmissível, em pleno século XXI, uma gravidez acabar com a carreira de uma atleta. E mais, a novela deixou claro que Ana é uma atleta talentosa e bastante conhecida. Faço uma simples pergunta: como ela não é reconhecida na Argentina, país que é nosso vizinho? Sei muito bem que se trata de uma novela, porém, falta coerência.

Para piorar a situação, a personagem de Fernanda Vasconcelos começou a novela com 15 anos. Gente, é uma novela de fases? Não seria melhor ter escalado atores mais jovens para representar melhor a idade? É novela! Sim, sem coerência.

E os erros de continuidade? Enfim, vamos falar das partes boas. O trio de protagonista é excelente. Algumas pessoas implicam com Fernanda Vasconcelos, mas ela apesar de (às vezes) não conseguir passar emoção - dá conta do recado. O grande destaque do elenco, na verdade, é Ana Beatriz Nogueira. Essa, sim, arrasa! Destaco também a tão perseguida Sthefany Brito. Não consigo entender por que pegam tanto no pé desta moça, que atua muito bem.

No quesito audiência, "A Vida da Gente" fechou a semana com uma média de 22 pontos. O índice é semelhante com o desempenho das estreias de suas antecessoras. A possibilidade de rejeição era grande, visto que, substitui "Cordel Encantado" - trama que considero a melhor do ano. Será que "Fina Estampa" supera?.

Não se pode julgar "A Vida da Gente" por essa audiência. A novela é boa e, se der espaço para a comédia - deixando de ser depressiva, tem potencial para manter uma média de 24 pontos, o que – segundo a lenda (a Globo nunca disse em público qual é a meta) – é considerado razoável para o horário.

Infelizmente, a novela – que será curta com apenas 132 capítulos – enfrentará o horário de verão, festas de fim de ano e o carnaval. Para piorar, o público está ignorando a atual temporada de "Malhação", o que diretamente atinge a audiência do horário das 18h.

É isso, não serei telespectador assíduo de "A Vida da Gente", no entanto, desejo boa sorte.

Pra todos vocês, "AQUELE BEIJO", ops, ABRAÇO!





Comentários (76) Postar Comentário

José Filho comentou:

Concordo com vc, Jeferson! Plenamente, por sinal. A Vida Gente não é necessariamente ruim, mas perde em quesitos como os apontados por vc, principalmente no excesso de drama. Gostei da novela, não nego, mas depois de meses esplêndidos da "flor" e do "rei", da profecia que se cumpriu e da cozinheira que se tornou rainha... bem, fica bastante controverso se apegar a Vida da Gente.
Quanto Aquele Beijo, o que vc achou da escalação de Grazi Massafera e Ricardo Pereira para atuarem de novo com personagens próximos?
Parabéns, mais uma vez, pelo excelente site!


Jeferson Cardoso respondeu:

José, no próximo post comento sobre Aquele Beijo. Certo? Gosto demais do elenco dessa novela do Miguel. Abs.


kelly comentou:

Veja abaixo uma crítica que vale a pena ler, diferente do que foi postado nesse blog (o que esperar de alguem que adorava "Os Mutantes"??)

"A julgar apenas pelos primeiros capítulos, A Vida da Gente parece um seriado, não uma novela. Um ótimo seriado, por sinal.

O texto de Lícia Manzo é muito bom, afiado, e com poucos clichês (diferente de Fina Estampa). A produção, como de hábito nas novelas da Globo, está caprichada. A direção, de Jayme Monjardim, é competente. Os atores do núcleo central me pareceram quase todos muito bem, em especial Ana Beatriz Nogueira, Nicette Bruno e Marjorie Estiano.

A Vida da Gente agrada crítica e público!"


Jeferson Cardoso respondeu:

"o que esperar de alguem que adorava "Os Mutantes"??". Hahahahahaha! Você tem toda a razão, querida. Só um detalhe: eu não adorava Os Mutantes, simplesmente AMAVA, IDOLATRAVA! O que esse texto disse que eu não disse? Estou achando que o responsável por esse texto também adorava Os Mutantes. Hahahahahaha! Abs.


Regina comentou:

Até concordo que A Vida da Gente força um pouco no dramalhão, mas essa primeira semana foi muto bem conduzida e, inclusive, objetiva. A novela me surpreendeu, pois eu esperava que, com as semelhanças que apontavam entre a autora e o Manoel Carlos, a novela fosse uma crônica lerda, sem grandes acontecimentos e com enormes barrigas. Mas a autora mostrou que é mais dinâmica, apesar da 1ª semana girar em torno da personagem Ana. Vamos torcer para a novela não ficar mais lenta no decorrer dos capítulos, afinal de contas, a personagem da Fernanda Vasconcellos vai ficar em coma durante 30 capítulos (tempo demais).
No mais, aguardo ansiosamente a nova novela da Elizabeth Jhin, ainda mais que o Gabriel Braga Nunes vai integrar o elenco. E com a direção do Rogério Gomes com certeza essa novela será um sucesso.

Regina comentou:

Quanto a melhor novela do ano, com certeza Fina Estampa não superará Cordel Encantado. Critiquei algumas falhas dessa última trama, mas concordo que ela foi espetacular. Uma novela quase-perfeita (95%, pra ser mais precisa). Agora Jefferson, você acha que Cordel tem chances de faturar o Troféu Imprensa? Eu lembro ano passado que Escrito nas Estrelas foi descartada e Araguaia concorreu em seu lugar, o que eu achei um absurdo.


Jeferson Cardoso respondeu:

Cordel, com certeza, estará entre as novelas que concorrerão ao troféu imprensa. Arrisco em dizer que disputa será entre: Cordel, Insensato Coração e Fina Estampa.


Marcos Galvão e Mayy Alves comentou:

É jeff o que vc falou realmente tem uma certa coerencia ... ! Mas particularmente adoooro drama e acho A VIDA DA GENTE referência de um drama que nos prende a tv!
O comentario da patricia kogut em certos aspectos se parece com o seu , da uma olhada :
"É dura a missão de suceder a “Cordel encantado”, um dos maiores sucessos da faixa das 18h nos últimos anos. Mas “A vida da gente”, ao não entrar na disputa na categoria luxo e originalidade, e ao sintonizar no bom e velho drama realista, se deu muito bem. A novela de Lícia Manzo, com direção-geral de Jayme Monjardim e Fabrício Mamberti, faz jus ao título. O enredo retrata dramas frequentes sem banalizá-los, com sensibilidade e acabamento visual.

Lícia não foi pupila de Manoel Carlos, mas seu trabalho já foi elogiado por ele et pour cause. Autora da minissérie “Tudo novo de novo”, ela tem, como Maneco, entre os temas favoritos a família, o cotidiano e os conflitos de dentro de casa. No primeiro capítulo, a família central se desfez depois que Eva (Ana Beatriz Nogueira) flagrou o marido, Jonas (Paulo Betti), com outra. Paralelamente, o filho dele, Rodrigo (Rafael Cardoso), se envolveu com a filha preferida dela, Ana (Fernanda Vasconcellos). Campeã de tênis, a moça é tiranizada pela treinadora, Vitória (Gisele Fróes), e empurrada para as quadras pela própria mãe. Este é outro ponto importante da história, que, no geral, se mostrou bem amarrada e promissora.

A fotografia de “A vida da gente” é de primeira e ninguém esperava menos de Monjardim, fotógrafo de formação. Nesta primeira semana, vimos lindas sequências no Sul, já que a trama é ambientada em Porto Alegre, um cenário pouco explorado pela TV. Os desempenhos de Ana Beatriz Nogueira, Marjorie Estiano, Paulo Betti, Regiane Alves e Gisele Fróes foram os destaques absolutos desses capítulos iniciais. Fernanda Vasconcellos e Rafael Cardoso ainda podem crescer, mas não fizeram feio.

Houve algumas derrapadas da direção. São exageros dramáticos que merecem afinação com a pegada realista do texto. Quando apareceu felicíssima, Ana estava chorando. É um sinal invertido, estranho, não faz sentido. Além disso, no primeiro capítulo, o casal jovem principal surgiu seminu num rio aparentemente gelado (nas cenas anteriores todos os personagens estavam encasacados). Difícil acreditar no ar relaxado dos dois. É melhor privilegiar sempre a história. Ela tem todos os ingredientes para fazer com que o público se sinta identificado. Porém, para ganhar credibilidade, pede lógica."

Jeff tbm espero tuuudo da novela AQUELE BEJO ! Gosto muiiito do Miguel , adooreiii negocio da china e vou gostar dessa tbm concerteza!


Jeferson Cardoso respondeu:

Marcos e Mayy estou numa expectativa muito grande por Aquele Beijo. É a Kogut tem uma visão parecida com a minha. A Vida da Gente é boa, mas não faz meu estilo.


Rodrigo comentou:

Eu adorei a primeira semana de A Vida da Gente. O gênero drama é um dos meus favoritos e os atores estão todos muito bem, com destaque ara Ana Beatriz Nogueira, Marjorie Estiano, Gisele Fróes e Stephany Brito. Eu sei que a missão de substituir Cordel Encantado (que eu também amava) não será nada difícil, mas diferente de você, essa novela já me fisgou...
Não acho nada incoerente a história da gravidez da Ana, já que o fato de preocupação da mãe e da técnica da garota é quanto ao patrocínio, já que ela é garota propaganda de um produto voltado para o público jovem. Portanto há coerencia sim, pois não seria nada legal ter uma propaganda que 'incentive' a gravidez na adolescencia.Outra coisa, ela começou a novela com 17 anos e não 15.Vou acompanhar com certeza. Respeito sua opinião claro, só quis colocar o meu ponto de vista. Abraço.


Jeferson Cardoso respondeu:

Rodrigo, com certeza, cada um tem a sua opinião. Essa história de esconder a gravidez convenceria se a novela fosse na década passada. Abs.


THIAGO CORREIA comentou:

A NOVELA É BOA???? FALA SÉRIO !!! NOVELA SUPER SEM GRAÇA, PRA BAIXO, SEM ENRENDO... IRMÃO TRANSANDO COM IRMÃ....SIMPLESMENTE UM LIXO TELEVISIVO! #PRONTOFALEI

Fernando comentou:

Não acho que o drama da Ana, na novela das seis, não convença. Isso porque foi explicada toda a situação que envolve o contrato de publicidade que ela assinou... sem dúvida uma jovem atleta de 17 anos que engravida não permaneceria com um contrato desses... A Gisele Bundchen já teve um contrato que uma das cláusulas era não engravidar.

To gostando da novela!!!

Leaandro Hollanda comentou:

É uma novela essencialmente dramática, quereeeeeeeeeedo Jef! É OUTRA COISA. BEM DIFERENTE de Cordel Encantado, que nunca fiquei curioso de assistir.

Outro ponto, "A vida da Gente" já alcançou duas vezes 27 pontos de audiência. O Máximo que Cordel conseguiu em sua primeira semana foi 26 (durante a estreia).

A novela ainda tem OUTRO ÔNUS: mesmo tendo começado com uma média de audiência 1 ponto abaixo de cordel se igualou a mesma na quinta, sexta e sábado (segundo preliminares).

É como vc já havia me alertado: Malhação iria atrapalhar a novela... Bom, mas não é pra qualquer um receber IBOPE em 18 e levar pra 27 logo na semana de estreia.

Ah... DETALHE: sábado, acreditem, estou falando de sábado, a novela alcançou 26 PONTÕES!!! Fechou com 20 em média.

A julgar pela audiência, a "depressiva demais" novela das 18h agradou mais que Cordel no que tange a sua primeira semana, claro!

Ah... Como sempre, você manda muito bem quando vai avaliar interpretações de atores. Fernanda Vasconcellos e Rafael Cardoso DIVARAM (como você mesmo diria, Jef!) Você acredita que tem gente que teve a PETULÂNCIA de criticar Fernando. Vasconcellos está simplesmente PERFEITA, assim como também Ana Beatriz Nogueira, que é quem dá gosto de ver a novela.

Mas as surpresas são Rafael Cardoso e Sthefany Britto, NUNCA imaginei que eles fossem atores tão talentosos!!! Me surpreendi.

Por falar em casal, a Biroli e o Caio castro bem que poderiam assitir as cenas entre Fernando e Rafael, pra ver se aprendem alguma coisa com ele, que não é com caras e bocas que se comove o público provando que se ama !!!

Vlad comentou:

Jeff, talvez uma novela não tenha necessariamente que ter comédia , seja em que horário for. Claro que o público gosta. Eu, por exemplo, não sinto falta. Outra coisa: voce mesmo vive dizendo que não se deve buscar coerencia em novela, como voce se explica? Novela nenhuma tem coerencia, porque nada na vida real acontece como em novelas, se fosse assim elas deixariam de existir porque o público quer ver em novela a projeção de um mundo ideal, que não se concretiza. Abs


Jeferson Cardoso respondeu:

Como assim, onde disse que novela não deve ter coerência?


Veja também