O Planeta TV

Rede TV! nega pagamento de multa de R$ 1,5 milhão a Carolina Dieckmann

por jeferson, em 09/09/2008

Rede TV! nega pagamento de multa de R$ 1,5 milhão a Carolina Dieckmann

O jornal O Dia, do Rio de Janeiro, publicou nesta terça-feira (9), que a Rede TV! terá que pagar a quantia de R$ 1,5 milhão a Carolina Dieckmann, por conta de um processo envolvendo desavenças com o programa Pânico na TV.

Ainda segundo a publicação, a multa seria por descumprir três vezes a decisão judicial de que o programa não poderia mais chegar próximo à atriz, nem mesmo mencionar/mostrar o nome e/ou imagem de Carolina, sujeito a multa de R$ 500 mil.. A emissora nega ter descumprido tal determinação .

Segundo informações, o Pânico na TV teria veiculado três vezes o nome e a imagem da atriz. Isso representaria o descumprimento da decisão judicial da 20ª Vara Cível do Rio de Janeiro que, além de proibir qualquer tipo de menção sobre Carolina, ainda estipulou multa de R$ 500 mil para cada vez que tal decisão fosse ignorada.

“Desconhecemos, oficialmente, qualquer aplicação de multa contra a RedeTV!, por descumprimento de ordem judicial, sobretudo nesse caso da Carolina, ressaltando que a emissora vem cumprindo fielmente a decisão judicial, não exibindo desde então o nome e a imagem da atriz em sua programação”, afirma a resposta enviada pelo Departamento Jurídico do canal, via assessoria de imprensa.

Relembre o caso

Em agosto de 2005, Vesgo e Silvio, personagens do humorístico, levaram um guindaste à porta do prédio onde mora a atriz, no Rio de Janeiro, como parte do quadro Sandálias da Humildade, e tentaram filmar seu apartamento. Ela não estava no local, mas seu filho David, na época com seis anos, estava.

Por esse episódio, Carolina entrou com o processo no Juizado da Infância e da Adolescência e os humoristas foram detidos por algumas horas. A emissora foi condenada a pagar a indenização de R$ 35 mil à atriz, valor que já foi depositado, de acordo com a emissora, que recorreu dessa decisão, mas o recurso ainda não foi apreciado.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também