O Planeta TV

Globo exibe hoje o especial "Decamerão - A Comédia do Sexo"

por jeferson, em 02/01/2009

Globo exibe hoje o especial "Decamerão - A Comédia do Sexo"

Considerado o marco zero do realismo na literatura, "Decameron" (ou "Decamerão", na versão aportuguesada), de Giovanni Boccaccio (1313-1375), flagra o encontro, em um palácio, de dez jovens florentinos que fugiram da peste negra. O grupo passará dez jornadas a contar anedotas de alcova --e uma ou outra de salão. O livro compila as cem historietas narradas neste período.

Ao adaptar o calhamaço para o especial que a Globo exibe hoje, o diretor Jorge Furtado suprimiu o prólogo. Costurando duas anedotas/ contos do original, "Decamerão - A Comédia do Sexo" acompanha o esforço de Tofano (Matheus Nachtergaele) para ficar com sua amada, Isabel (Leandra Leal), enquanto seu pai moribundo, Spinellochio (Tonico Pereira), empurra-o para os braços da enfermeira Monna (Deborah Secco). O falso padre Maseto (Lázaro Ramos) se incumbe dos acertos dessa turma com Deus.

Todo em verso, o roteiro de Furtado, Carlos Gerbase e Guel Arraes transplanta a ação da Itália medieval para "uma época antes da luz elétrica, entre 1750 e 1800", segundo o diretor. As cidades gaúchas de Garibaldi e Farroupilha serviram de cenário às gravações.

Nos contos de Boccaccio, alguns dos temas recorrentes são as paixões não correspondidas, as artimanhas de amantes para ludibriar cônjuges e o desconhecimento do celibato e da castidade por parte de religiosos. Boas doses de malícia perpassam os relatos. O especial terá esse tom picante?

"Esse retrato das motivações carnais, como no livro, é mais sugerido do que explícito. O que há é um erotismo com humor e uma crítica social. Os personagens são meio arquetípicos: o marido rico é sovina, turrão, a mulher, uma mocinha apaixonada, mas casada por interesse. O Maseto é o herói picaresco, que vive de expedientes", explica Furtado, que diz que é possível que "Decamerão" vire série.

DECAMERÃO - A COMÉDIA DO SEXO
Quando: hoje, às 22h55
Onde: na Globo
Classificação: não informada

Com informações da Folha de Sâo Paulo.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também