O Planeta TV

Atores revelados na novela de 1990 comemoram sucesso da reprise no SBT, em alta no Ibope

por jeferson, em 20/06/2008

Atores revelados na novela de 1990 comemoram sucesso da reprise no SBT, em alta no Ibope

Desde que reestreou no SBT ‘Pantanal’ não pára de gerar notícia. O último feito do fenômeno da extinta Manchete foi ter dado audiência recorde no horário para o SBT, terça-feira: foram 15 pontos de pico e 12 de média. Os atores que participaram da trama — muitos revelados naquele ano de 1990 — só têm a comemorar.

A atriz Luciene Adami, que na novela interpretava a fogosa Guta, diz que ‘Pantanal’ foi essencial para sua carreira. “Fico emocionada de me rever 18 anos depois. Mesmo as cenas de nudez não me deixam constrangidas, participei de um trabalho transgressor”, orgulha-se, hoje aos 44 anos. Apesar de sumida dos holofotes, Luciene não ficou parada: participou de ‘Essas Mulheres’, na Record e ‘Cristal’, no SBT. Atualmente ela está ensaiando em São Paulo a peça ‘As Pontes de Madison’. “Tomara que a reprise traga mais luz para meu trabalho”, torce.

Ingra Liberato também fez história na trama. A patricinha Madeleine revelou a atriz, que em seguida ganhou a protagonista de ‘A História de Ana Raio e Zé Trovão’, também na Manchete. Ela ainda fez novelas na Record, hoje mora no Sul e agora está em cartaz com o filme ‘Valsa para Bruno Stein’, com o qual ganhou o prêmio de melhor atriz em Gramado. “Não imaginava que ‘Pantanal’ cairia na boca do povo 18 anos depois, acho que a audiência só vai crescer”, acredita.

Os músicos Sérgio Reis e Almir Sater, que viveram a dupla Tibério e Trindade no folhetim, são só saudade. Eles fizeram tanto sucesso que foram chamados para interpretar uma dupla sertaneja em ‘O Rei do Gado’, também de Benedito Ruy Barbosa, na Globo, em 1993, e em 2006 participaram de ‘Bicho do Mato’, na Record. “Tenho jornal guardado dizendo que levantávamos todos os ibopes”, vangloria-se Sérgio. Mas garante: sucesso mesmo foi ‘Pantanal’.

“Daqui a pouco o Ibope vai empatar, espera entrar a segunda fase da história”, aposta Sérgio. “E pensar que o Almir não queria fazer. Ele disse que iria para os Estados Unidos participar do Free Jazz. Eu disse: ‘Almir, você é pantaneiro, vamos lá tocar nossa viola, beijar na boca de umas mulheres bonitas e ainda ganhar para isso!’”, diverte-se. Sérgio é um entusiasta, não perde um capítulo da reprise. “Agora todo mundo vai poder ver aquela beleza. Na época que passou, o povo de Cuiabá não podia assistir, a Manchete não pegava lá”, conta ele, que lança CD este ano.

Almir também não seguiu sua carreira como ator. Morando no interior de São Paulo, ele não pensa muito nessa idéia. “Acho ótimo que a novela esteja fazendo sucesso de novo, mas é minha música que alimenta a família”, defende.

Com informações de Olívia Mendonça / O Dia





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também