O Planeta TV

Órfãos da Terra: Dalila manipula Jamil e forja noite de amor

Um resmo do capítulo do próximo sábado (6).

por Redação, em 03/07/2019

Foto: Globo/Paulo Belote

Desde que se dispôs a ajudar Miguel (Paulo Betti) a salvar sua família da penúria, Jamil (Renato Góes) coloca seu casamento em risco. Ao omitir de Laila (Julia Dalávia) a grande responsabilidade de afiançar as dívidas de Miguel para Dalila/ Basma (Alice Wegmann), o libanês traiu a confiança de sua esposa. 

Quando Miguel finalmente assume seu vício e revela à família que Jamil é o novo proprietário de sua loja e do lar em que vivem, Rania (Eliane Giardini) se revolta e acusa Jamil de estar envolvido nas armações de Dalila/ Basma para prejudicar o marido. Laila não acredita no que ouve e expulsa Jamil de casa. 

Sem rumo, o libanês se prepara para passar a noite nos fundos da loja, longe do amparo da família. Ciente de todos os passos de Jamil, Dalila se finge de amiga e aparece no local para consolar o rapaz com uma garrafa de arak, uma bebida árabe.

Jamil tenta se desvencilhar da aproximação da empresária, mas acaba aceitando alguns goles e fica levemente embriagado. É o suficiente para que perca o prumo e corresponda aos beijos da filha do sheik, que comemora vitoriosa. Porém por pouco tempo. Jamil logo recupera seu juízo e diz que o amor que sente por Laila é maior que tudo, lamentando sua traição. 

Por não ter o costume de beber, o rapaz cai em um sono profundo, deixando Dalila sem chances de ir adiante em suas investidas. Ela então cria evidências para forjar uma noite de amor com o marido de Laila. 

Ao acordar e perceber as marcas pelo seu corpo e a roupa rasgada de Dalila, Jamil deduz que realmente se deitou com a empresária e pede desculpas a ela, culpando a bebida por ter avançado o sinal com a jovem.

As cenas estão previstas para serem exibidas a partir deste sábado, dia 6. ‘Órfãos da Terra’ é escrita por Duca Rachid e Thelma Guedes, com Dora Castellar, Aimar Labaki, Carolina Ziskind e Cristina Biscaia. A novela tem direção artística de Gustavo Fernández, direção geral de André Câmara e direção de Pedro Peregrino, Alexandre Macedo e Lúcio Tavares.



Publicidade

Comentários (1) Postar Comentário

CRUEL D'LÁMARTEL comentou:

Tramas mais batidas que clara de ovo.

Veja também

Publicidade