O Planeta TV

Vladimir Brichta comenta sobre sua participação em "Amor de Mãe"

A novela das nove da Globo estreará no dia 25 de novembro.

por Redação, em 27/10/2019

Foto: João Cotta/TV Globo

A partir de novembro, Vladimir Brichta poderá ser visto em “Amor de Mãe”, a próxima novela das nove da Globo. Na trama, ele dará vida ao ativista Davi e trabalhará num galpão de reciclagem e lutará pela despoluição da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro:

“A despoluição da Baía é um tema que está sempre em voga. A gente acompanhou, por exemplo, a vinda das Olimpíadas e o projeto de limpeza que nunca aconteceu. Eles jogaram produto químico para baixar a sujeira, matar um monte de peixes e fingir que a água está mais clara. É um assunto que está nas manchetes recorrentemente há bastante tempo. Tudo isso é muito próximo de mim e sempre me afetou. Gritamos pela preservação do meio ambiente e o nosso governo o tempo inteiro está um passo atrás, regredindo e negando estatísticas. Então, esse personagem está em sintonia com o momento do Brasil e também do mundo”, disse o intérprete em entrevista ao jornal O Globo.

O principal rival de Davi na história será Álvaro (Irandhir Santos), dono de uma fábrica de plástico que tem dutos ilegais despejando lixo industrial na Baía de Guanabara.

“A guerra do meu personagem não é contra o progresso, mas contra um progresso irresponsável. Vai haver um grande embate entre eles e no meio dessa briga entrará Vitória (Taís Araújo), a advogada da empresa do Álvaro. Davi se envolverá com ela e os dois terão um filho. De repente, descobrirá que está com a mulher que trabalha para o seu rival, a pessoa que ele mais execra. Davi se afastará dela porque viverá um dilema ético. É interessante a forma como a Manu (Manuela Dias, autora) coloca isso. Os casais são afastados por inúmeros motivos nas novelas. Os mais clássicos são a vilã ou o vilão forjando uma situação em que a pessoa é pega flagrante ou tem um beijo roubado. O mais distante disso é quando um casal não pode ficar junto não por uma interferência de uma pessoa de fora, mas por um dilema que não consegue resolver. Acho muito maduro que a discussão romântica seja levada por esse viés. Isso me agrada, gosto de contar essa história”, conta Vladimir, resumindo a história de seu personagem.

"Amor de mãe" será o segundo trabalho seguido de Vladimir com a mulher, Adriana Esteves, na TV. Os dois estão casados desde 2006.

A novela estreará no próximo dia 25 de novembro. Trata-se da substituta de “A Dona do Pedaço”. Na Globo!.



Publicidade

Comentários (3) Postar Comentário

Ralf comentou:

G zuis, essa novela tem tudo para ser a mais lacrante de todos os tempos, um eco chato e um empresario malvadão destruidor da natureza.


Chico Flávio Medina respondeu:

Tenho certeza de que Amor de Mãe terá muita militância e lacração. Só espero uma trama legal. Se vier uma "Segunda Chamada", ÀS 21h, eu desligo e pronto.



Ralf respondeu:

Mas essa militância exagerada só consegue falar para os próprios militantes convertidos, o restante do povão não ta nem ai com essas "causas". Essa novela será o programa Encontro, só que em formato de novela, kkk.



Chico Flávio Medina respondeu:

"Encontro com Manuela Dias e grande elenco". kkkkkk. Eu vejo muita hipocrisia nesta casta de lacradores. Eles só querem gritar exigências, mas responsabilidades não querem ter. Esta é a minha raiva. É uma militância cega, furiosa, destrutiva, mal-educada e ignorante.



Ana respondeu:

Vai pra selva então, 2019 gente ignorante como você está perdendo espaço, aceite ou cancele sua vida e vá reclamar com Deus


leo comentou:

Que seja uma novela cheia de militância, no momento atual que estamos e necessário.


Chico Flávio Medina respondeu:

Se militar, vai flopar. Só!


Filipe comentou:

Pertinente. Espero que esse merchan social seja bem desenvolvido, realmente integrado à história.

Veja também

Publicidade