O Planeta TV

Marcos Caruso foi convidado para uma participação especial em Éramos Seis

Zeca é homenageado em Itapetininga.

por Redação, em 05/03/2020
Publicidade

Foto: Globo/João Cotta

Após uma atuação ferrenha durante a Revolução Constitucionalista de 1932, Zeca (Eduardo Sterblitch), que atuou na organização e recepção de alimentos para as tropas paulistas, é surpreendido pelo prefeito de Itapetininga (Marcos Caruso). Zeca receberá uma homenagem que irá condecorá-lo como herói de guerra.

Ele será, ainda, convidado para ser o braço direito do prefeito, que, alguns dias depois, se convidará para um jantar em sua casa. O jantar será um espetáculo, como quase tudo que acontece na casa de Dona Maria (Denise Weimberg).

Candoca (Camilla Amado) falará a noite inteira de sua galinha Filomena, que teria sido morta para que o jantar fosse servido. Olga (Maria Eduarda de Carvalho) se apresentará ainda mais sofisticada do que já tenta ser, com um linguajar e colocações de deixar Zeca encafifado. O prefeito, que já está de olho na esposa do seu braço direito, fica ainda mais encantado. E Zeca, por sua vez, não gosta nada do que vê.

Foto: Comunicação Globo/Victor Pollak

Marcos Caruso foi convidado para esta participação especial também em uma homenagem, por ter sido Virgulino na última versão da novela, papel hoje interpretado por Kiko Mascarenhas. Outras homenagens como esta já foram feitas anteriormente: Othon Bastos como Padre Venâncio e Luciana Braga como Zulmira.

As cenas vão ao ar a partir desta sexta-feira, dia 6 de março. ‘Éramos Seis’ é escrita por Angela Chaves, baseada na novela original escrita por Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho, livremente inspirada no livro de Maria José Dupré. A direção artística é de Carlos Araújo e a obra conta ainda no elenco com Gloria Pires, Ricardo Pereira, Simone Spoladore, Werner Schünemann, Mayana Neiva, Virgínia Rosa, entre outros.

Com comunicação da Comunicação Globo.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (1) Postar Comentário

Dupré comentou:

Chamam os atores da primeira versão unicamente pra ver se dá um gás na audiência e diminuem a rejeição desse remake mal feito e depois vem com essa desculpa de homenagem. É desespero e peso na consciência. Com certeza a Irene Racache e a Nicete Bruno estão reservadas pro último capítulo como forma da Globo se desculpar com o público do que fizeram com a estória da novela


Publicidade

Veja também

Publicidade