O Planeta TV

As atrações do último programa da temporada do "A Noite é Nossa"

Adriane Galisteu e Sabrina Sato participam do quadro "Cofre do Rodolfo".

por Redação, em 04/05/2021

Geraldo Luis. Foto: Reprodução/Record TV

A trajetória de Geraldo Luis é repleta de superação. E, nos últimos dois meses, o apresentador do A Noite É Nossa precisou, novamente, lutar contra adversidades para continuar vivendo. Diagnosticado com Covid-19 no dia 23 de fevereiro, ele teve de se ausentar do comando da atração da Record TV para se tratar. Sobre os dias de medo vividos na UTI de um hospital e o processo de recuperação a que está se submetendo, ele fala, pela primeira vez na televisão, em uma entrevista que vai ao ar nesta quarta-feira, a partir das 22h45, no A Noite É Nossa.

"Eu sobrevivi. Sou um milagre e quero dizer isso para todo mundo, que a vida vale a pena. É um momento de recomeço de tudo. Ser o mesmo Geraldo que eu entrei na UTI? Não!", afirma ele, durante a conversa conduzida pela repórter especial da Record TV Thatiana Brasil e realizada em sua casa, em Barueri, na Grande São Paulo.

Pouco depois de ser internado, ele teve uma piora no estado de saúde e precisou ir para a UTI. "No sexto dia, já estava com 85% do pulmão tomado. Aí, perdi 12 quilos", revela Geraldo. Ele ficou quase duas semanas na unidade de terapia intensiva.

Já de volta ao quarto, após este período, contou com o companheirismo de seu filho, João Pedro Sacramento, de 21 anos. "A presença silenciosa do João Pedro era um pedaço de Deus. Quando saí da UTI para o quarto, todos os dias foi o meu filho que me deu banho. Meu filho virou enfermeiro, meu filho foi de uma ternura...", relembra.

Atualmente, Geraldo faz tratamento para se livrar das sequelas da doença. "Tive arritmia, perdi 70% de movimento da perna. Também perdi o movimento do meu pé, mas agora está voltando", diz. "Estou fazendo fisioterapia todo dia, tomando remédios. Mas isso não é nada. Por que? Porque eu poderia não estar aqui", declara. 

Durante o período em que ficou doente, Geraldo conta que recebeu o apoio de vários amigos do meio artístico, como por exemplo Xuxa Meneghel. "Ela me ligou quando eu estava internado, preocupada. Quando ela gosta, ela gosta. É um amor. A Sabrina [Sato] falou comigo. Cesar Filho me trouxe até oxigênio em casa. Tom Cavalcante, a Tici [Pinheiro]...".

A entrevista não fica restrita apenas ao tema Covid-19. Geraldo também faz um balanço de seus mais de 30 anos de carreira e também sobre os anos em que trabalhou no circo e ainda em um IML, na cidade de Limeira. 

Ao ter de deixar o comando do A Noite É Nossa por conta do coronavírus, Geraldo foi substituído por Luiz Bacci. A respeito do colega de emissora, ele é só elogios. "O Bacci é um irmão. Quero agradecer tua hombridade, tua generosidade. Se um dia eu puder devolver o que você fez, pela tua honestidade, pela tua delicadeza comigo, pelo teu gesto... Tomara que um dia eu consiga. Tomara!"

Adriane Galisteu e Sabrina Sato no quadro "Cofre do Rodolfo"

As apresentadoras da Record TV Adriane Galisteu e Sabrina Sato participam do quadro "Cofre do Rodolfo" com a missão de ajudar Joel, um jovem catador de lixo que foi aprovado no curso de medicina de uma universidade federal. Se ambas conseguirem abrir quatro fechaduras, cujas chaves estão escondidas em caixas cheias de bichos, o rapaz levará para casa o prêmio de R$ 50 mil.

MC Livinho encara polêmicas no quadro "Bola Fora"

Romance com Vivi Araújo? Agressão envolvendo um fã durante um show? Desentendimentos com a ex-Panicat Carol Dias? MC Livinho terá de falar sobre todas essas polêmicas no quadro "Bola Fora" para ganhar um prêmio de R$ 50 mil.

A Noite É Nossa é exibido às quartas-feiras, a partir das 22h45, com direção-geral de João Scortecci.


Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!
Publicidade

Veja também

Publicidade