O Planeta TV

Qual a necessidade do beijo gay?

Novelas apelam para a cena em busca de audiência.

Por: Emerson Ghaspar - Contato: [email protected]

E não se falou em outra coisa essa semana do que (a sofrida vitória do Brasil sobre o Chile)  o beijo entre Clara (Giovanna Antonelli) e Marina (Tainá Muller) no capítulo de Em Família. E sinceramente foi uma merda. Viva a diversidade e tudo relacionado a ela, mas usar um beijo para tentar alavancar a audiência de maneira tão desesperada é como o Ratinho fazer seus vexatórios exames de DNA no palco.

Diferente do beijo entre Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) de Amor à Vida, o beijo gay na atual novela das 9 (que ta começando quase as 10 por causa da Copa) sinceramente não teve a mesma repercussão. Apesar de todas as falhas evidentes da trama de Walcyr Carrasco, o beijo foi coerente, foi para mostrar um casal feliz no último capítulo depois de todos os problemas que sofreram. E o beijo de Em Família? Foi só mais um gesto solto entre tantos outros das personagens. Sei que os fãs de Clarina estavam ansiosos por esse momento, mas qual a razão de um beijo numa cena qualquer? Qual a história das personagens? Tinha alguém realmente torcendo por Clara ou Marina? Vamos aos fatos.

Marina e Clara, como já disse em um post anterior, são duas mulheres que se encontram, uma delas é assumida, a outra uma dona de casa com marido e filho que nunca tinha tido interesse em outra mulher, e que se apaixonam. E daí? Qual era o obstáculo que as duas deviam transpor? Tá certo que o dilema maior era o vivido pelo personagem de Giovanna Antonelli, mas fica difícil torcer por um casal que não luta para ficar junto. Tanto é verdade que agora as duas estão juntas e parece ser a coisa mais normal do mundo. E é, mas do jeito que foi colocado não despertou interesse na maioria da população e parece que fomos enrolados até agora para o autor mostrar o que queria.

Numa cena solta, rolou o beijo entre as duas e isso gerou um burburinho, mas parou nisso. Há tempos percebo que o público sente falta de um casal de protagonistas para quem torcer. Sabe aquele casal que queremos ver junto no final? Pois bem, foi isso que aconteceu com Félix e Niko, em sua busca pela felicidade, na redenção de seus pecados e na descoberta da humanidade em cada personagem. Havia alguém para torcer. Mas e Clara e Marina? Um beijo solto.

Muitas reações contrárias aos diversos beijos gays que já foram ao ar (Clara e Rafaela de Mulheres Apaixonadas, Marina e Marcela em Amor e Revolução e Felix e Niko de Amor à Vida) partiram de entidades ligadas a religião. O que para alguns pode ser normal, para outros não, mas o interessante é que a atual novela das 9 usa o beijo gay como forma de levantar audiência e pode ser comparada as antigas cenas de sexo e nu que novelas de outrora usavam como artifício para a trama reagir junto ao público.

É evidente que debater problemas de nosso cotidiano é importante, entre eles a intolerância relativa a orientação sexual de cada um, mas não transformar isso em uma bandeira qualquer. O que o seu filho ou parente vai ser não vem do que ele assiste na TV, por que se for todos seremos mocinhos ingênuos e indefesos. TV não influencia em nada, mas o que se ensina em casa e na rua sim. O beijo gay apesar de parecer como conseqüência do respeito e tolerância pelos homossexuais, nada mais é hoje em dia do que uma simples modinha que parece despertar o interesse dos telespectadores.

Enquanto as pessoas não sentirem química e empatia a ponto de torcer por um personagem, não adianta ter beijo gay ou não. Queremos ver o amor e não qualquer coisa para garantir o primeiro lugar. Quando o beijo gay for de verdade nas novelas e o publico aceitar realmente, ai sim poderemos torcer para os amassos gays, sexos gays e até uma família gay com inúmeros problemas. Ai será tudo normal, não uma causa usada para  garantir pontos, mas quem sabe quando isso vai acontecer. Talvez daqui uns 20, 30 anos, até lá continuaremos assistindo os beijos realmente gays das séries da HBO. Até lá, em quantas novelas terá um falso beijo gay?



Publicidade

Comentários (13) Postar Comentário

Alex comentou:

Como o autor Aguinaldo Silva disse: "90% do público não quer beijo gay". Realmente, o beijo (seja hétero ou homossexual) deve ser realizado e visto com respeito e naturalidade, mas acredito que o público ainda é muito conservador. É bem melhor assistir uma série com temática gay do que aguardar "a grande cena da novela" para se arrepender. Para um beijo entre casais do mesmo sexo funcionar nas telenovelas brasileiras, é necessário acabar com o espanto de assisti-lo.

Lucas comentou:

Que texto mais contraditório, eu hein. No começo o cara diz que é contra o beijo, depois diz que é a favor, ah me poupe. Eu torço por Clarina, mas nunca consegui torcer por Feliko. Um casal forçado, não tiveram uma história desde o começo, enfim, o beijo de Clarina não foi apelo por audiência, pelo contrário, foi uma cena natural, leve, e delicada, não foi cena solta coisa nenhuma, o beijo ocorreu num pedido de casamento oras, tem todo o sentido. Não teria logica se rolasse um abraço após o pedido, ai sim seria sem sentido, mas a cena foi totalmente dentro do contexto, texto muito contraditório este.

Jonatan comentou:

Apesar de eu não gostar de Beijos Gays em novelas,Félix e Niko não eram um casal forçado com vc disse Lucas!
Marina e Clara pra mim são os destaques da novela,mas o casal não colou
Clara uma mulher com um filho e um marido,que por sinal eram muito felizes juntos,Abandona o Lar,por causa de um romance ( que beira a Infantilidade)
Félix e Niko tinham muito a ver, e nenhum casal precisa ter uma história desde o Começo


Mundo das Novelas respondeu:

Eram felizes? Jura? Agora me responda com sinceridade, se ela fosse Feliz com o Cadu, o teria largado?! Me responda! Felix e Niko era o típico casal conto de fadas, odeio casais assim, ah o mocinho bonzinho certinho (Niko), transforma o vilãozinho em um bom moço, báh, sem contar que eram muito melosos.


Layon Maciel da Silva comentou:

Concordo com o que Aguinaldo Silva disse, mas acrescento que a TV aberta é mais complicado mexer com uma coisa dessas porque é um veículo generalista e visto por uma maioria conservadora. Se a maioria do público não quer ver, então não mostre porque estes são os seus maiores e fiéis clientes. Foi até bom ter citado a HBO, pois é um canal a cabo, pago e de público seletivo. Quem quer ver vai lá e paga. É por isso que é corriqueiro ver beijos (e algo mais) em formas segmentadas de entretenimento (teatros, filmes e canais pagos), lá é que tem que quer quer ver e seu público fiel. TV aberta e gratuita é outra coisa e outro tratamento. Se desagradar esses 90% perde-se um público fiel.

Kennedy comentou:

Achei o "beijo" fraquíssimo. E não vejo necessidade de ter que provocar burburinho ou repercussão. Tanto é que a Globo nem questão fez em divulgar tanto assim a cena. E cá entre nós, pelo menos os próximos a mim ninguém comentou a cena. O único ponto positivo da cena foi pela naturalidade. E só.

Freitas comentou:

Sou totalmente contra a este tipo de apologia feita em TV aberta. O que agrega um beijo gay??? Resposta: nada. Infelizmente, a Globo abriu uma guerra contra as nossas famílias. Tenho vários amigos que são gays, portanto, não precisa desse espetáculo todo. Por isso, que a audiência vem caindo em queda livre, apesar de ter 30 pontos de audiência em média, isso não quer dizer absolutamente nada, já que o índice de rejeição da Globo vem crescendo e superou o da Record. Tenho filhos e todos os dias assistimos Chiquititas... A novela dar 10 ponto de audiência com picos as vezes de 12 a 15. Não tem apelo, não tem apologia, é leve... Mas, dentro da minha casa, TODOS OS DIAS, falo contra a GLOBO... Fique tranquila... Mais cedo ou mais tarde a sua audiência despencar...

Diego comentou:

A necessidade do beijo gay é a mesma do beijo hétero. Porque beijo é beijo. Sexo é sexo e gosto é gosto.

Roberta Alcantara comentou:

O papel da globo é acabar com a família Brasileira, com certeza a família marinho não respeita a família dos brasileiros, porque eles nunca foram uma família, por isso eles trabalhão contra a família brasileira, o povo que que devia dar respeito e não ligar sua tv em uma pocaria de emissora dessa com o nível tão baixo como o do panico na tv.

Jorge Guerrero comentou:

Gay quer dar o rabo e se beijar vai fazer isso em casa. Homem com Homem, MUlher com Mulher isso nunca vai ser normal, porque é a lei da natureza. Essa sociedade doente caminha cada vez mais para o abismo. Nenhnuma mulher quando esta gravida olaha para a barriga e diz, meu filho vai ser um viadinho, ele vai dar muito o seu rabinho. Pessoa escolher ser gay pq tem a mente fraca e é corrompida pelos males dessa sociedade doente.

Paulo Pessoa comentou:

DESMORALIZAR A FAMÍLIA BRASILEIRA É O PROPOSITO DA REDE GLOBO, NÃO TEMOS CULPA SE UM DOS FILHOS DO ROBERTO MARINHO É GAY, ISSO PASSA COMO UMA VINGANÇA PARA O POVO BRASILEIROS E OS ATORES DA GLOBO SEREM GAY, CADA UM ESCOLHE O QUE QUER DE SUA VIDA, NÃO PRECISA RIDICULARIZAR O BRASIL

Veja também

Publicidade