O Planeta TV

"Tive várias discussões na Globo", diz Alinne Moraes

por jeferson, em 24/05/2008

"Tive várias discussões na Globo", diz Alinne Moraes

Alinne Moraes afirmou que teve muitas discussões na Globo para que a aceitassem no papel de uma vilã. Ela não se conformou ao ler na sinopse de Duas Caras que sua personagem seria mais uma menininha apaixonada e decidiu se rebelar. Para isso, aproveitou a ausência de grandes vilões que existia no início da história de Aguinaldo Silva e transformou sua personagem, a mimada e charmosa Sílvia, em uma malvada capaz de matar criancinhas.

Alinne Moraes não nega que estreou na TV totalmente crua e sem qualquer segurança para atuar. Mas o fato de ter ganhado um papel quase de elenco de apoio em Coração do Estudante trouxe alívio e tempo para começar a estudar.

E foi o que ela fez, tanto que sua participação cresceu consideravelmente até o último capítulo. Na pele da estudante e mãe solteira Rosana, a moça conheceu a fama e garantiu aparições esporádicas em programas da Globo. "Apesar de toda a inexperiência, acho que estreei com o pé direito. Tanto que na minha segunda novela já ganhei muito espaço", lembra, referindo-se à homossexual Clara de Mulheres Apaixonadas.

Apesar de reconhecer o destaque de Clara na trama de Manoel Carlos, Alinne confessa que, na época, sentiu medo de aceitar o convite. Não por receio de ficar marcada, mas por conta do sucesso que conquistou na carreira de modelo, anterior à sua entrada na TV. "Se não fosse conhecida nesse meio, acho que eu poderia passar por uma fase de poucos convites para publicidade", assume.

No final, Alinne se tornou ainda mais famosa por conta da discussão a respeito de um possível beijo entre sua personagem e seu par romântico na história, Rafaela, de Paula Picarelli.

E sua atuação lhe rendeu um papel no ano seguinte em Da Cor do Pecado, disputando o protagonista Paco com a mocinha Preta, de Taís Araújo. "Saí da polêmica da homossexualidade para fazer uma jovem condenada por um tumor na cabeça", recorda.

Já com alguma bagagem na TV, Alinne ganhou a vaga de protagonista de Como uma Onda. Mas, o que para Alinne parecia um momento de virada acabou se tornando uma experiência frustrante. "Foi um passo largo demais", admite.

Depois, marcou presença mais uma vez em uma novela mal-sucedida, Bang Bang, na pele da espevitada Penny Lane. "Acho que a Sílvia é o meu grande momento de virada. Agora estou pronta para trabalhos mais ousados e que exijam ainda mais de mim", gaba-se, valorizando sua atuação em Duas Caras.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também