O Planeta TV

Tiago Santiago conta detalhes da criação de "Caminhos do Coração"

Tiago Santiago conta detalhes da criação de "Caminhos do Coração"

Com a estréia da novela "Caminhos do Coração", o site "O Planeta TV!" convidou o autor Tiago Santiago para contar um pouco sobre sua novo projeto. Ele conta detalhes de sua criação e sobre o realismo fantástico que introduziu à trama.

Segue abaixo a entrevista exclusiva com o autor:

O Planeta TV! – Bom, em primeiro lugar, Tiago, o site agradece à sua atenção e também por conceder esta entrevista.

Tiago Santiago – É um prazer.

O Planeta TV! – Como surgiu a sinopse de “Caminhos do Coração”? Você se inspirou em séries como Heroes?

Tiago Santiago – Nem sabia da existência de Heroes quando entreguei o argumento à Record, no segundo semestre de 2006. Escrevi um artigo sobre a gênese da novela para o “Jornal do Brasil”. Aproveito a pergunta para transcrevê-lo aqui: De onde veio a idéia para a novela “Caminhos do Coração”? De onde vêm as idéias, de modo geral? Vêm da vida? Vêm do mundo? Esta é a primeira coisa que me veio à cabeça, mas não responde a todo o mistério. Por que escolhemos algumas idéias e não outras, para trabalhar sobre elas? Não vou partir para a digressão filosófica. Vou me concentrar sobre a gênese desta novela, “Caminhos do Coração”, como um estudo de caso.

Comecei a imaginar uma trama policial, cheia de mistério. Quem matou? É a pergunta que se faz desde “Édipo”. Ou ainda antes: desde Caim. E “Hamlet” não deixa de ser uma grande novela policial. A idéia da trama começou assim: uma família envolta em crimes; uma série misteriosa de mortes; suspense; muita emoção; ganchos fortes; folhetim puro. Voltei meus estudos para Agatha Christie, em busca de inspiração. Depois estudei Hitchcock, sempre em busca da trama ideal para uma boa novela. Resolvi trabalhar de novo com o tema do inocente perseguido, lutando contra a injustiça. Este é um traço comum em todas as minhas novelas, até agora. O que me norteava, desde o princípio, era a busca do sucesso, a máxima abrangência de audiência.

Depois pensei que não podia fazer apenas uma novela policial depois de outra. Queria ter algo ainda mais diferente, uma grande novidade. Ia continuar sim com a trama de mistério, mas senti que precisava de mais. Pensei que seria bom ter uma história muito divertida, cheia de humor, enfim uma grande comédia. Dediquei então meus estudos às comédias românticas. Haverá várias delas em “Caminhos do Coração”. Afinal, quem não gosta de humor e leveza?

Porém algo continuava a me instigar, a procurar além, a percorrer diferentes possibilidades. Refleti que tinha trocado de gênero com sucesso antes. Tinha feito uma novela de época, “A Escrava Isaura”; depois a realista, urbana e contemporânea “Prova de Amor”. Não se repetir é ótimo.

Então lembrei do meu amor pelo realismo fantástico, um gênero campeão, nas novelas, na literatura e no cinema. E na mesma hora em que pensei em trabalhar com o gênero, uma palavra misteriosa – como uma inspiração vinda do céu das idéias – soprou em minha mente: “mutantes”.

Lembrei então do que aprendi sobre as criaturas maravilhosas. Elas existem em todas as culturas do planeta. São arquétipos do nosso inconsciente. Têm a ver com o mundo dos sonhos, das fantasias, das lendas, dos mitos. A menina de asas Ângela é descendente direta de Ícaro, no céu da mitologia. O indestrutível já se chamava Aquiles, na “Ilíada”, muito antes de ser Wolverine, de “X-Men” ou Claire, em “Heroes”. Criei um adolescente indestrutível e super-veloz, numa vila caiçara, no litoral de São Paulo. A licantropia renasceu com inocência na forma de um menino-lobo, o Vavá, que mora na favela de Paraisópolis, no Morumbi. Lucas é telepata, e Pitágoras já falava de telepatia, séculos antes de Cristo. Clara tem o sagrado poder de curar. Janete tem a clarividência. Toni é super-ágil, tem um equilíbrio extraordinário. Maria tem super-força, como a mulher brasileira.

Chegaram assim da mitologia estas novas personagens, com poderes especiais tão antigos, na verdade. Para me ajudar a criá-los, lembrei do fascínio que sentia pelos mutantes das histórias em quadrinhos: Hulk, Homem-Aranha, X-Men, o Mosca, o Homem Invisível, todos resultantes de mutações genéticas.

Também fui ajudado pelos exemplos de grandes escritores de criaturas maravilhosas, como Monteiro Lobato e Dias Gomes, para citar só minhas maiores referências brasileiras.

Eu tinha estudado muito sobre o tema da mutação genética para a peça “DNA”, uma produção da atriz Ittala Nandi, encenada por Bibi Ferreira, em 2004, no Teatro João Caetano, no Rio. Naquela peça escrita em parceria com a cientista Leila Oda, aprendi que já há tecnologia hoje para criar mutantes. O DNA recombinante foi descoberto em 1975, ou seja, já ali se tornou possível tirar um gene de uma espécie e inseri-la em outro. Transgênicos são mutantes. A quimera, antigo ser mitológico, meio homem meio animal, tornou-se possível, em nosso tempo. Dêem uma guglada em “quiméricos”, no Reino Unido, e vejam se estou exagerando.

Vi então a esplêndida oportunidade que se abria para a novela. Será uma experiência maravilhosa trabalhar a mitologia antiga através da estética das histórias em quadrinhos numa novela de TV, com todas as discussões éticas e morais que as descobertas científicas recentes geraram.

Foi aí que a mensagem se tornou clara para mim. Por que os heróis e as criaturas maravilhosas vivem através dos séculos, em todas as culturas? Por que os mutantes fazem tanto sucesso? Somos todos heróis, em nossa jornada pela terra, em busca de nossos objetivos, enfrentando dragões chamados obstáculos. Somos todos mutantes, combinações do DNA de nossos pais, transformando-nos continuamente ao longo da vida, de meros embriões à última das velhices. Somos – cada um de nós – especiais, únicos, diferentes de todos os outros, com habilidades específicas e poderes às vezes impensados.

O resto foi só juntar as peças. Divirtam-se. Está estreando “Caminhos do Coração”.

O Planeta TV! – A comparação da trama com a série Heroes não preocupou você?

Tiago Santiago – Na verdade não. Quando soube que o seriado de maior sucesso nos EUA usava o tema dos mutantes, pensei duas coisas: primeiro, que eu estava no caminho certo: segundo, que todo mundo ia achar que eu tinha copiado. Depois de ver “Heroes”, fiquei tranqüilo. A história é bem diferente. Meu ponto de partida – uma cientista que cria mutantes numa clínica no litoral de São Paulo – é original, ainda que os temas da mutação genética e de poderes especiais não sejam. A comparação é inevitável. De qualquer forma, será muito diferente. Estou fazendo novela de 200 capítulos. Já escrevi mais capítulos do que toda a primeira temporada de Heroes, que teve pouco mais de vinte....

O Planeta TV! – Quando está escrevendo uma novela como é a sua rotina?

Tiago Santiago – Acordar, tomar café, ler jornal, escrever, almoçar, escrever, malhar, tomar banho, lanchar, escrever, ver novela, escrever, namorar, escrever, dormir. No dia seguinte, começa tudo de novo.

O Planeta TV! – Você conta com quantos colaboradores para escrever a novela? Como é dividir trabalhos com os parceiros?

Tiago Santiago – Nunca tive tantos colaboradores na equipe como nesta novela. A decisão partiu da necessidade de formar quadros para atender às demandas futuras da Record. São seis: Altenir Silva, Camilo Pellegrini, Gibran Dipp, Maria Claudia Oliveira, Vivian Oliveira e Doc Comparato. Todos têm total liberdade de dar idéias para a trama. De vez em quando, peço que desenvolvam alguma trilha. E com a novela no ar, faço escaletas (resumos) que distribuo para que os colaboradores possam desenvolver diálogos. Todos lêem os capítulos e fazem revisão também. É um luxo e uma honra poder contar com um mestre como o Doc na equipe. Aprendi a escrever roteiros lendo os livros dele.

O Planeta TV! – Você escreveu “Prova de Amor”, a trama de maior sucesso da Record chegando a picos de 29 pontos no Ibope. Você vai substituir “Vidas Opostas” que vem registrando momentos de liderança. Existe alguma pressão ou meta para manter os números da antecessora?

Tiago Santiago – Existe uma vontade muito grande de superar o sucesso de “Prova de Amor”. A cobrança vem de mim mesmo.

O Planeta TV! – A escalação do protagonista foi um pouco complicada até que Leonardo Vieira aceitou fazer o personagem. É verdade que vocês chegaram a pensar em lançar um novo ator (assim como aconteceu em “Vidas Opostas”) para o papel?

Tiago Santiago – Leonardo era nossa primeira opção. Ele relutou em fazer o papel por estar muito envolvido com sua faculdade, mas o destino nos ajudou. Na véspera da Páscoa, ele encontrou sem combinar com o Avancini em Petrópolis, numa pousada, de tarde; e de noite, encontrou comigo, também sem combinar, já no Rio, num shopping. Leonardo entendeu que aquelas coincidências eram na verdade um sinal de que ele devia fazer a novela.

O Planeta TV! – “Caminhos” têm um elenco primoroso. Uma vez você disse que escreve dando destaque para todos os personagens. O mesmo vai acontecer em “Caminhos”?

Tiago Santiago – Sim.

O Planeta TV! – Você não acha que estes destaques ao mesmo tempo, torna a trama chata e cansativa? Ou existe uma fórmula para que isto não aconteça?

Tiago Santiago – Não. Há autores que escrevem muito para alguns atores e quase nada para outros. Tenho um elenco estelar. Preciso dar boas cenas para todos. Acho que diversificar torna mais gostoso assistir a novela.

O Planeta TV! – “Caminhos” será uma novela com realismo fantástico e com muitos efeitos especiais. Um dos temas principais é a história dos mutantes. Conte um pouco sobre esses mutantes, assim como, a criação e os seus poderes.

Tiago Santiago – Já fiz isso um pouco na pergunta sobre a inspiração da novela. Vou falar de quem não é citado lá. Toni (Paulo Nigro) é campeão em artes marciais, tem super-agilidade e super-equilíbrio. Tatiana (Letícia Medina) e o bebê Cris vão conseguir mover objetos com o poder do pensamento (telecinese) e provocam combustão espontânea quando estão nervosos. Janete (Liliana Castro) terá clarividência. Lucas (Jean Fercondini) escuta os pensamentos dos outros. Maria (Bianca Rinaldi) terá super força.

O Planeta TV! – “Caminhos” também contará com cenas de perseguições. O personagem Marcelo (Leonardo Vieira), um policial federal dedicado, que perde sua mulher assassinada, e que fará de tudo para descobrir o assassino. Maria (Bianca Rinaldi) que será acusada por um crime que não cometeu. Enfim, o que o público pode esperar por muita adrenalina?

Tiago Santiago – Com certeza, muita adrenalina, muita emoção!

O Planeta TV! – Romance também é fundamental em uma novela. E em “Caminhos” como vai ser a relação de Maria e Marcelo? Como eles se conhecem? O público pode aguardar muita emoção neste relacionamento?

Tiago Santiago – Eles vão se conhecer durante as investigações de Marcelo. O primeiro encontro deles vai ser no Circo. Marcelo vai se encantar com Maria, ao vê-la voando sobre o picadeiro, no tecido.

O Planeta TV! – Em uma entrevista você disse que “Caminhos” também terá muita comédia. Como você vai abordar a comédia em meios de tanto drama e ação? Pode conta um pouco sobre os personagens cômicos que prometem muitas gargalhadas?

Tiago Santiago – Irma (Patricya Travassos) e Aristóteles (André di Biase) travam uma luta cômica pela herança de Sócrates e pelo controle da mansão no Morumbi. Danilo (Claudio Heinrich) é gay enrustido e arruma uma namorada de fachada, Lúcia (Fernanda Nobre), que se apaixona por Rodrigo (Angelo Paes Leme), que é um namorador compulsivo, que fica também com Célia (Thais Fersoza) e Amália (Mônica Carvalho). Ainda na mansão, o motorista Batista (Taumaturgo Ferreira) vai ser bem engraçado. Glória (Karina Bacchi) vai ser uma modelo míope, que vive trombando nas pessoas e nas coisas, além de não reconhecer quem está ao lado dela. Sua amiga Paola (Natasha Haydt) descobre que se apaixonou pelo seu melhor amigo, Toni ( Paulo Nigro), depois que ele começa a namorar Janete (Liliana Castro). No circo, Ana Luz (Fafá de Belém), Pepe (Perfeito Fortuna) e Gúdi (Toni Garrido) também vão ter muito humor.

O Planeta TV! – É verdade que Karina Bacchi pediu para deixar o elenco da novela? Ou isto não passa de especulações?

Tiago Santiago – Karina Bacchi vai fazer o primeiro mês da novela, numa participação especial. Sua volta depende de como se acertar a sua agenda, nos próximos meses. Se ela quiser voltar, vou escrever mais pra ela. Todo mundo tem dado risadas nos estúdios com as cenas dela.

O Planeta TV! – O público pediu bastante a escalação de Bianca Castanho. Você chegou até confirmar a presença dela, mais depois a emissora acabou escalando-a para outra novela. O que aconteceu com o personagem que você escreveu para atriz? Foi substituída ou personagem que foi escrita especialmente para ela deixou de existir?

Tiago Santiago – Cheguei a pensar que a Bianca Castanho ia fazer a Érica, professora da menina de asas, depois achamos que ela ia ficar muito nova para ser par do Guiga (Eduardo Lago).. Andrea Avancini fará o personagem.

O Planeta TV! – Você vai abordar o tema de homossexualismo na novela. Os personagens de Danilo (Claudio Heinrich) e Bené (Déo Garcez) vão sentir atração um pelo outro. Como você vai tratar este tema ao longo da novela? Você tem toda a liberdade para abordar este assunto?

Tiago Santiago – Hoje em dia se fala “homossexualidade”, e não “homossexualismo”. Nem sei se eles vão sentir atração porque até agora, no capítulo 30, que estou escrevendo, os dois nem se encontraram. Quero ter gays na novela pra dar visibilidade, fazer campanha contra homofobia, mas vou pegar muito leve porque a novela deve ter classificação indicativa livre, quero que passe à tarde de nodo, depois, sem problemas. Sinto que a grande maioria aceita a existência de gays, sem preconceitos. Tenho tido liberdade pra tratar do assunto, sim.

O Planeta TV! – “Caminhos” está prevista para ter quantos capítulos? Você já trabalha com previsão de esticamento, para que a trama não fique prejudicada ao longo de seu caminho?

Tiago Santiago – 207 capítulos, e já estou pensando como vou fazer mais, se vier todo o sucesso que esperamos.

O Planeta TV! – O que você pode adiantar sobre a trilha sonora da novela?

Tiago Santiago – Toni Garrido vai cantar “Sabe Você” na abertura. Serão trinta faixas na trilha, inclusive uma parceria minha com ele, “Grande Amor”. Vamos ter Fafá de Belém, Preta Gil, várias de Milton Nascimento, Capital Inicial, Gonzaguinha, Elba Ramalho, Mamonas Assassinas, Tim Maia

O Planeta TV! – Diante todo esse sucesso que você vem apresentando na Record, você já chegou a ser sondado para voltar a TV Globo?

Tiago Santiago – Conheço muita gente na Globo, onde trabalhei durante vinte anos. Fui abordado duas vezes recentemente por um diretor de lá, que perguntou sobre minha situação e chegou a propor um diálogo futuro, com vistas à minha volta à Globo, depois de “Caminhos do Coração”. Foi só isso que aconteceu. A Globo sabe que tenho contrato longo e ampla liberdade criativa na Record. Não tive novos contatos com esse diretor. E estou absolutamente focado no meu trabalho na Record.

O Planeta TV! – Bom, agradecemos o carinho da sua atenção. Desejamos todo o sucesso para “Caminhos do Coração” e esperamos os objetivos sejam alcançados.

Tiago Santiago – Divirtam-se com “Caminhos do Coração”.

"Caminhos do Coração" é a terceira novela do autor na TV Record. Depois de emplacar sucessos como A Escrava Isaura e Prova de Amor, "Caminhos" promete bater todos os recordes de audiência no horário nobre da emissora. Os primeiros capítulos já conseguiram bater na casa dos 20 pontos.

A novela têm a direção geral de Alexandre Avancini e colaboração de Doc Comparato e outros.

"Caminhos do Coração" é exibida de segunda a sábado às 22h na Record.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também