O Planeta TV

Do céu ao inferno: Bambam se torna líder, mas atitude ao final da prova divide a casa, gera conflitos e muda a cara do jogo

Por: Daniel Sena

Do céu ao inferno: Bambam se torna líder, mas atitude ao final da prova divide a casa, gera conflitos e muda a cara do jogo

Alguns participantes costumam dizer que no BBB se vai do céu ao inferno em 30 segundos. É uma afirmação que confere a medida que o jogo segue. Ontem, finalmente o jogo começou. Todos os jogadores se tocaram que o BBB não é uma casa de férias e a disputa é dura. Vamos dividir o texto em três momentos chaves e entender que o reallity já tem muita gente alçando postos de destaque - o que é muito bom.

O céu
A quinta-feira acordou deixando os participantes muito mais a vontade. Essa fase foi muito interessante, uma vez que acompanhamos os BBB's antes das provas decisivas. Durante pouco mais de duas horas, Anamara, Dhomini, Aline e Aslan - depois entraram Bambam, Andressa e Ivan, conversavam na parte externa da casa. E foi um show de gargalhadas e divertimento certeiro para o público do PPV. Aline e Anamara contavam casos de suas vidas e Dhomini e Aslan faziam pontuações "interessantes". Ali se mostrava uma galera muito mais aberta a contar "os casos" que os outros ouviam atentos.

Na parte da tarde, de novo eles foram protagonistas das ações e evidenciaram o potencial de liderar nos momentos necessários. A tranquilidade reinava, ninguém se preocupava com a prova e tudo caminhou na mais segura paz.

Aslan (o filosofo) tem conhecimento sobre muita coisa e usa sua filosofia para garantir atenção. Soa chato em boa parte do tempo, mas vai fidelizando "amigos" que vão demorar a lhe dar um voto. Aline, rainha absoluta das pérolas (boas e ruins) fala pelos cotovelos, é cheia de gírias, carioca nata e típica do subúrbio. Um tipo que faz diferença ali (e é uma pena que seja o principal alvo desta semana).

Entre o céu e o inferno
Quando Bial pediu que Nasser escolhesse uma pessoa para ser imunizada, o jogo começou. Sem titubear ele indicou Andressa e os dois ficaram de fora da prova do líder. O grupo foi dividido entre veteranos e novatos para a disputa da coroa e Bambam foi consagrado vencedor. Somente ele e Ivan podiam chegar a esse posto, pois cada um era "Capitão" do seu time.

A prova foi interessante e patrocinada por uma marca de sabão. Misturava sorte e agilidade e ao final imunizou toda equipe dos veteranos. André e Aline demoraram muito para cumprir seus objetivos e deram larga vantagem para o time adversário. Bambam, o último a realizar a tarefa da turma antiga caçoou dos oponentes. Andou em câmera lenta, cantou, dançou funk e menosprezou o desempenho alheio. Se tornou líder, mas cavou uma cova - tanto para quem está dentro da casa, quanto para o público.

Bambam perdeu a ingenuidade que o consagrou no BBB1. Ele alega que amadureceu. Tornou-se uma pessoa arrogante e dona da verdade. Sua atitude foi feia e revoltou Anamara e Fani que discutiram bastante com o líder depois. Dhomini e Elieser que abraçaram a causa dele, caminharam juntos para este "inferninho desagradável de prepotência".

O inferno
Acabou a prova e a casa pegou fogo. Cada grupo foi para o seu quarto e nem houve tempo de comemoração. Dhomini, Elieser e Bambam se fecharam num trio que criticava as atitudes de Fani. Emendaram um papo machista e o vencedor do BBB 3 comunicou que não vai mais dar "papo" para a garota de Nova Iguaçu conquistar espaço na edição. Elieser, errando de novo, alegou que eles estavam no lado certo, o lado dos vencedores - do líder.

Anamara foi aplaudida ao entrar no quarto dos novatos e foi esclarecer com Aline algumas pendências da prova. A turma gostou de sua postura e ela magistralmente - como fez na edição que participou onde havia grupos - transita entre as duas equipes sem parecer puxa-saco ou fazendo tipo.

Fani, ao contrário. Parece perdida, quer ser uma referência de ética, mas se perde em seu discurso. Reclama com os meninos por falarem de seu programa erótico, mas dá um banho de sensualidade na festa mostrando os seios para todo o país. Natália - que foi alertada por Bial de seu comportamento, continuou ali invisível, quase alheia a tudo que acontecia.

No quarto dos novatos, muita choradeira. Olhos marejados e o medo da indicação. Ivan (pela primeira vez) fez com todo mundo lhe ouvisse. Tentou levantar o astral dos derrotados e junto com Nasser propôs uma estrategia. Cogitou a possibilidade de decidirem antes quem iria para o paredão. Aslan e Aline discordaram.

O fato é que todos ficaram ali preocupados e se dando conta de que começaram o BBB em desvantagem. Andressa, Aline, Aslan, Nasser e Ivan já ganham voz ali. André, o galã da casa continua como uma "planta". As outras meninas se embelezam, falam, mas ainda não acrescentam nada.

O jogo começou e começou bem. Funcionou a ideia de veteranos x novatos. A dinâmica esta ai e domingo já promete muitas emoções. Até aqui, o BBB13 tem cumprido a promessa de entreter o telespectador.





Comentários (3) Postar Comentário

Eder Luis comentou:

Duvido que Aline tenha esse tanto de gente que o texto diz torcendo por ela. É uma pessoa chata, ignorante... se sair será mto bom

Guilherme comentou:

Gosto da Aline, pelos mesmos motivos do Dani, porque ela é realmente um ponto importante de acréscimo para o jogo. Como disseram em um comentário no último post, “O problema nem é a Aline ir pro paredão é saber que a maioria do publico vai eliminar pra deixar alguma planta no lugar.”, mas enfelizmente, ela tem mesmo grandes chances de sair logo nessa primeira semana. :/

Vinicius comentou:

Achei legal a prova ontem, mas culpo o André pelo fracasso dos novatos. Acho que a Aline vai pro paredão se não ganhar o anjo de alguém. Espero que ela fique. Achei errada a postura do Bambam... Isso demostra que ela tá puro jogador. A Nat tá muito focada nessa edição, eu acho que ela foi aconselhada a mudar a sua imagem, mas será que ela segura isso? Eu ainda a amo!


Daniel Sena respondeu:

Tambem amo a Nat, mas ela esta "apagada" demais e o BBB é um jogo pra se mostrar!!! O André deu azar e não achou a meia... acho que ele tem mais culpa do que a Aline.


Veja também