O Planeta TV

CORDEL ENCANTADO: ÔH NOVELÃO ARRETADO!

Por: Jeferson Cardoso

CORDEL ENCANTADO:  ÔH NOVELÃO ARRETADO!

Há alguns dias perguntei que novela é esta. Tentei, em vão, usar uns adjetivos para responder. A verdade é que impressiona a qualidade deste folhetim arretado.

Pra mim, é a melhor produção da Globo no horário das 18h desde "Mulheres de Areia".

Não serei redundante enaltecendo mais uma vez o talento de Thelma Guedes e Duca Rachid. São duas feras fora do comum. Desta vez irei comentar do elenco estelar, que estão dando o que falar. Com exceção de dois, o elenco está arrasando. Farei um breve comentário daqueles que, na minha modesta opinião, estão surpreendendo.

Bianca Bin e Cauã Reymond: Quando a Globo anunciou que eles seriam os protagonistas fiquei com o pé atrás. Pois bem, a emissora atirou no escuro e acertou em cheio. Açucena e Jesuíno estão em boas mãos. Bianca defende muito bem a sua personagem, que está começando a ficar chata, e Cauã – que não foi muito bem em Passione – melhorou sua performance como ator.

Bruno Gagliasso: a cada personagem, esse ator surpreende. O Timóteo caiu como uma luva nas mãos deste que considero um dos melhores atores de sua geração. Ele surpreende não só na TV como também no Teatro – tive a oportunidade de assistir uma peça dele – e, em breve, chamará a atenção protagonizando o filme sobre a vida do cantor Leonardo. Enfim, Timóteo é o que é porque Bruno consegue defendê-lo muito bem. O que seria de "Cordel" sem as maldades e o amor doentio do Timóteo por Açucena? Merece dois troféus: o de melhor ator e melhor vilão (isto claro, se ninguém superá-lo até o fim do ano).

Nathália Dill: linda e talentosa! Quem não torce para que a Doralice tenha pelo menos uma chance com Jesuíno? A torcida é grande e se deve à interpretação da atriz, que encontrou o tom certo para convencer o público.

Marcos Caruso: depois de passar vexame em "Tempos Modernos", esse grande ator rouba a cena e é um dos personagens destaques de Brogodó. O prefeito Patácio e Dona Ternurinha, defendida brilhantemente por Zezé Polessa, são hilários e garantem boas risadas.

Osmar Prado: o delegado Batoré, pra mim, é o que há de melhor na trama. É um personagem que diverte, emociona e, à vezes, dá vontade de estrangular. Mais completo que isto, impossível! Grande Osmar!!!

João Fernandes: "Eroniiiiiiiiiiildes!", grita o padre Joaquim quando Eronildes/Nidinho apronta mais uma de suas travessuras. Que talento tem este jovem ator. O elenco infantil desta novela, em si, parece que foi selecionado a dedo. Todos estão muito bem. Claro que a interpretação de Matheus Costa (Salim) dispensa comentários. Que talento tem esse Matheus!

Mouhamed Harfouch: é possível um homem amar três mulheres ao mesmo tempo? Sim, é o que diz Farid/Tufik/Said. Pobre libanês, não é? "Meu Bartirinha / Meus filhinhas /Ai que saudade de meus Sherazades, Allah". Hahahahaha! Uma figura!

Destaco ainda: o amor do Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) e Maria Cesária (Lucy Ramos) ; o sofrimento de Antônia (Luiza Valdetaro); o Capitão Herculano (Domingos Montagner) – Rei do Gangaço – que enfrenta todos os desafios pelo amor do filho; e, as maldades de Úrsula (Débora Bloch).

A meu ver, "Cordel" só tem dois erros, que são óbvios. A escalação equivocada de Marcelo Novaes e Luiz Fernando Guimarães. Novaes não convence como o gago Quiquiqui e Guimarães, na pele de Nicolau, não encontrou o caminho da luz. São duas péssimas atuações!

Outro dia me perguntaram com quem Jesuíno deve terminar. Não ficarei em cima do muro. Gosto bastante da Doralice, mas ela chegou tarde demais. Torço para que o filho do cangaceiro tenha um final feliz ao lado da pessoa que ele ama desde a infância, Açucena.

Enfim, é impossível falar de "Cordel Encantado" em poucas linhas. É uma obra prima!

Fico triste quando vejo um novelão como este registrar índices entre 25 e 27 pontos. Sei que nesses últimos tempos muitas coisas mudaram e que a tendência é a TV perca ainda mais público para as novas mídias, mas gostaria de ver "Cordel" com números acima dos 30 pontos.

Amor e revolução

Quando estreou em março, "Amor e Revolução" tinha como meta elevar os índices do horário nobre do SBT. A expectativa era grande. Tiago Santiago, responsável por emplacar vários sucessos na Record, sonhava com os dois dígitos de audiência. Apostou em um tema que a princípio chamou a atenção, mas que não seria suficiente para prender o público por oito meses. A ditadura militar é um tema que cairia muito bem numa minissérie, mas o autor quis arriscar.

O que mais impressionou nos primeiros meses de "Amor e Revolução" foi a qualidade do texto. Não que seja ruim, mas o didatismo incomodou bastante. Tudo bem que o tema é de desconhecimento do público, mas houve abuso.

Há duas semanas estou acompanhando a novela e pude constatar que outros fatores favorecem para o fracasso de audiência. Boa parte do elenco é desconhecido do público e a maioria de interpretação ruim. Nesses dias não consegui identificar quem são os protagonistas. O casal gay interpretado por Luciana Vendramini e Giselle Tigre tem mais destaque que Cláudio Lins e Graziella Schmitt, anunciados como protagonistas.

O texto está menos didático, mas o autor está abusando de cenas teatrais. Como se sabe, a trama tem um grupo de teatro que retrata os momentos de protestos durante a ditadura. Há muitas encenações para explicar o período em que a novela está. Isto poderia ser feito de forma bem resumida.

"Amor e Revolução" não é uma boa novela, talvez pelo fato de Tiago não ter conseguido encontrar o tom certo. Ele quis causar com o tão esperado beijo gay e acreditou que isto fosse alavancar a novela, o que acabou não acontecendo. Uma pena!

Espero que esses erros sirvam de lição para Tiago e que sua próxima novela deixe o didatismo de lado. E entenda também que o horário de novelas no SBT é o das 20h, onde na década de 90 ameaçava o poderoso Jornal Nacional (bons tempos, diga-se de passagem).

O bicho vai pegar?

Gostei da estreia de "A Fazenda". Não foi melhor que o da terceira temporada, mas foi bem apresentada. Deu para conhecer bem os participantes, a maioria são desconhecidos do público. A seleção ficou interessante, vamos ver se renderá aquilo que a Record tanto sonha: preciosos índices de audiência e muito barraco.

Rodrigo Carelli, diretor do reality, aprendeu com os erros e está deixando a edição mais ágil.

Ainda não torço por nenhum participante, mas pude perceber que François Teles, Marlon e Thiago Gagliasso são os favoritos. Das meninas gostei de Bruna Surfistinha e Ana Markun. Como o brasileiro é muito conservador, não sei se aprovarão o perfil ou estilo de vida das garotas.

Dinei, Compadre Washington e João Kleber parecem ser os mais barraqueiros e devem protagonizar algum episódio.

Acho uma bobagem colocar duas fraquíssimas participantes para competir com Monique Evans. Não perco meu tempo votando porque o resultado é óbvio. É bobagem, mas a direção merece os parabéns, uma vez que, seguiram a lógica chamando as primeiras eliminadas das edições anteriores.

Odiei a participação de Monique na edição passada e estava torcendo pelo retorno de Theo Becker. Será que Monique repetirá os seus erros? Ela já sabe como o jogo funciona e que não é tão querida como se imaginava. Com isto, terá que pensar bem antes de agir. Por R$ 2 milhões, em um jogo como este, as pessoas são capazes de tudo. Eles são "artistas", ou seja, atuam (ou pelo menos tentam) para conseguir manipular o público ou até mesmo atingir a ferida do próximo para que ele possa mostrar as suas garras. É um jogo onde a falsidade se destaca.

Não entendo porque as pessoas ainda implicam com Britto Jr. Não é melhor nem pior que Pedro Bial porque cada um tem seu estilo, mas melhorou bastante em relação à primeira temporada. E, cá entre nós, é fácil falar, difícil é fazer. Admiro o esforço do jornalista/apresentador que, mesmo irritando algumas vezes, conseguiu impor um estilo próprio e vem desempenhando muito bem sua função, que é o de apresentar.

É isto, vamos acompanhar os próximos capítulos.





Comentários (51) Postar Comentário

Douglas comentou:

Realmente Cordel é uma das melhores novelas já produzidas, e não é a toa que retrata bem o cenário nordestino, a simplicidade, vilanias e amores do sertão.
Uma pena que não acompanho, mas as cenas que vejo no Youtube são ótimas, emociona, contagia, alegra, merece o sucesso de audiência em todo o país.

Não assisti a estréia de A Fazenda, o horário não é muito bom e já cansei desses realitys, é coisa para se assistir 1 vez no mês, quando não se tem nada melhor, ou ver alguma cena polêmica no Youtube.. :flora:

Layon comentou:

CORDEL ENCANTADO - Vi a melhora do horário das 18 horas. A :globo1: acertou a mão depois do 'fracassasso' (neologismo) "Eterna Magia" (que contaminou de desgosto o horário até o fim de "Negócio da China" - 2007/2009).

O caminho é esse, novelas leves e histórias epopéticas.

AMOR E REVOLUÇÃO - Disse tudo jef, "resumidou!" :feliz1:

A FAZENDA 4 - Não assisto este lixo! Respeito de coração a preferência dos outros, mas prefiro a VERDADEIRA SÁTIRA DO REALITY: "XURUPITA'S FARM" (que espero anciosamente ser feita pelo "Pânico na TV")

[[ALIÁS]] Jef, estou cada vez menos gostando do "Pânico na TV" desde que começaram com as suas "guerrinhas civis entre eles". Isto está chato e pode derrubar o programa em menos de cinco anos.

Em 2016, o Pânico na TV estará firme? #Será? :proibido1:


Jeferson Cardoso respondeu:

Layon, há um ano não sei o que é Pânico na TV!. É tudo armado neste programa, mas tem umas coisas legais, tipo o Jô Suado. Abs.


Gabriel Gomes comentou:

Oi Jéfferson,estão dizendo que O Clone foi esticada de novo,agora ela deve terminar no dia 09/09,é verdade??

Deste geito Mulheres de Areia só deve começar no dia 12/09


Jeferson Cardoso respondeu:

Não estou sabendo disto. Vou verificar. Abs.


Denis Ferreira comentou:

Olá Jeff!
Bom, contrariando tudo e todos, eu não gosto de Cordel Encantado, acho chatíssima! As autoras são boas e acho O Profeta e Cama de Gato superiores ao "conto de fadas noredestino". Assisti apenas a primeira semana do folhetim e não gostei, e uma das coisas que mais me irritam é a fotografia da novela, parece que é da cor do sertão (?!?), não saberei explicar melhor, espero que entenda.

"Love & Revolution" hehe
Sou fã de Tiago Santiago! Acompanho as tramas dele desde A Escrava Isaura (apesar que sou birrento para assistir Record), gosto da forma poliana como ele escreve,penso que é isso mesmo, os que são de boa vontade devem usar as armas que dispõem para propagar o bem e o amor. Mas concordo com você que as aulas de história da novela são enfadonhas e em relação ao núcleo do teatro, que atuação é aquela do Cacá Rosset? constrangedora.
Mas há também boas atuações no folhetim, eu destaco a sumida Nicole Puzzi, e a sempre boa e mal aproveitada Glauce Graeib. Continuo acompanhando a trama e à tarde não perco Uma Rosa com Amor.

A Fazenda
Assisti à estreia e pretendo acompanhar nos dias de formação de roça e eliminações devido a presença da Bruna S., assim como você, temo que o falso moralismo do público brasileiro elimine a ex garota de programa do reality antes que ela possa mostrar sua personalidade. Também gosto da Anna Markun desde os tempos que ela se transfomava em cobra. Não gostei de nenhum dos participantes masculinos: Dinei e Cumpadre Washington, aff, ninguém merece ver dois brucutus daqueles na telinha, vamo combinar...
E vamos concordar tembém que este é o elenco mais desprovido de beleza de todas as edições, salvo os modelos Ticiane e François.

Abraço e até mais...

laercio paixão comentou:

pois é ha axatos um ano eu começaria a ler a coluna quentes e curtas e logo passei a ser fã desse pelo trabalho, que tenho certeza que esta em boas mãos, :vibracao1: adimiro essa coluna porque respeita os profissionais citados, diferente de outros jornalistas de portais que vejo por ai, e continuarei ligado na coluna sempre alias ja sou fã de carteirinha :festa1:
Cordel encantado é clássico essa novela, o que mais adoro na trama são os romances e o papeis de humor que alias estão em boas mãos, Zezé polessa, Marcos Caruzo que estão dando um show.:feliz1:
:sbt1: Quanto a novelinha do tiaguinho gente o que é aquilo?
assitir aquela novelinha é um tedio total...
as interpretações são pessimas e o firugino então? o que falar daquelas roupas?? eu sei que a novela passa em outra época mas aqueles figurinos são cafonas demais :odio31:
Essa #Fazenda promete demais, gostei do elenco são pessoas que tem a personalidade muito forte e vem confusão na certa por ai...
Na estreia a :record1: fez uma jogada de mestre começando, a fazenda 10 minutos mais cedo... :vibracao1: foi fundamental para a audiencia principalmente no Rio.
Jeff concordo quando citou o Britto, acho que ele esta muito melhor hoje no comando da atração, não espelhando em ninguem sendo apenas ele, mais leve mais solto tudo sai com mais facilidade!! :bemvindo1:


Jeferson Cardoso respondeu:

Laercio, muito obrigado. Pois é, e tem gente que acha que estou comparando Britto com Bial. Pode isto? Hahahahahaha.


Adalberto Thiago comentou:

CORDEL ENCANTADO- Essa trama representa o que a Globo tem de melhor em sua programação: novelas. É incrível o nível de qualidade que "Cordel Encantado", se o nível de qualidade não chega a 100 % está perto disso.
A história em si, é muito bem conduzida pelas autoras e em nenhum momento vemos enrolações ou tramas didáticas pelo contrário a trama é ágil e profunda na medida certa. Unir o cenário do sertão nordestino e seus personagens - cangaçeiros- com o cenário de um monarquia europeia foi o maior trunfo da Thelma e da Duca, criatividade exacerbada.
A direção do Ricardo e da Amora é perfeita. Cuidado estético com cada cena, cenários lindos, imagens perfeitas e quando vemos a novela a impressão que se tem é que estamos vendo um filme americano. Em tempo: acho que em inclusive o brilhantismo das cenas supera vários importantes filmes.
E o elenco: MEU DEUS! Temos um elenco brilhante na qual a Globo conseguiu unir os melhores da antiga e da nova geração. Da turma do Osmar Prado até a turma do pequeno Matheus Costa todos estão dando um show. Destaque é claro para o Osmar, Marcos Caruso, Zezé Polessa, Bruno Gagliasso, Debora Bloch, Carmo Dalla Vechia, Lucy Ramos, Nathália Dill... E quem diria até Bianca Bin e Cauã Reymond- que eu nunca gostei como ator- estão super bem. Essa dupla está com uma química perfeita e o romantismo de Jesuíno e Açucena é leve e super gostoso de assistir.
Destaques ruins no elenco só mesmo o Luiz Fernando Guimarães e o Marcelo Novaes como você bem salientou Jefferson. O Luiz enquanto humorista é hilário, mas enquanto ator de novelas é uma negação... e o Marcelo está super artificial e caricato como gago, muitas de suas cenas chegam a ser constrangedoras e olha que ele manda muito bem no humor idem o Timóteo de "Chocolate com Pimenta".

Hoje iriei dedicar minhas palavras apenas a " Cordel Encantado", afinal, em um mesmo comentário falar de "Cordel" e " A Fazenda" é muita injustiça com o trabalho da Duca e da Thelma não é? :zuando31: E ainda tem " Amor e Revolução" não é? JESUS! Essa não merece nem mesmo ser comentada, em poucas palavras resumo o meu pensamento perante essa trama: é PÉSSIMA! Péssima da qualidade do elenco até o texto do Tiago Santiago.

Por fim Jefferson: O que acha da declaração do Gilberto Braga, que afirmou em uma entrevista que "Insensato Coração" é sua melhor novela, inclusive melhor que " Vale Tudo"? Eu particularmente ri em tom de ironia com tal declaração do autor, mas você o que acha?
Um autor que em seu rico currículo tem " Celebridade", " Vale Tudo", " A Escrava Isaura", " Paraíso Tropical", " Força de um Desejo", solta essa declaração que " Insensato" é a sua melhor trama? CHOCADO!

E para não perder o costume :tchauGrazi:


Jeferson Cardoso respondeu:

Comentarei sobre o que Gilberto disse no próximo post! Que coisa!!!!


Diogo comentou:

Até que fim, JEFF, falou da minha musa: Nathália DILL!!!!!!!!!!!

Sabe pq eu gosto tanto dela?, pois praticamente todas às vezes que aprece alguma coisa dele na mídia, 99,99% é pra falar de seus grandes trabalhos, desde malhação, uma atriz super jovem que se destaca pelo suas atuações e não pela a sua vida pessoal!
Mas, não querendo ser injusto, Cordel encantado é perfeita! "Eroniiiiiiiiiiildes!"- huashuashuas

raafel comentou:

Jura que vc quer que O astro dê mais que 20 pts às quartas depois do futebol??
Que a minissérie vai perder audiência isso tá na cara, mas especialmente nas quartas e sextas não se pode esperar muita coisa do produto.


Jeferson Cardoso respondeu:

Não quero nada, quem deve querer é a Globo! Por que está afirmando isto? Porque entrou no "desce"? Não tenho culpa se a audiência... Abs.


rafael comentou:

Elenco fraquíssimo, não é? Sim, com certeza! Quatro deles pra mim são anônimos e nunca sequer ouvi falar. A princípio, é difícil torcer por um deles. Espero que eles consigam prender a atenção do público, uma vez que, Britto Jr., como apresentador, IRRITA BASTANTE.

Não entendo porque as pessoas ainda implicam com Britto Jr. Não é melhor nem pior que Pedro Bial porque cada um tem seu estilo, mas melhorou bastante em relação à primeira temporada. E, cá entre nós, é fácil falar, difícil é fazer. Admiro o esforço do jornalista/apresentador que, mesmo IRRITANDO ALGUMAS VEZES, conseguiu impor um estilo próprio e vem desempenhando muito bem sua função, que é o de apresentar.
----------
Comparar bial com esse aí já é demais. Há um abismo de diferença!!


Jeferson Cardoso respondeu:

Quem fez comparação?


Douglas comentou:

Você falou tudo sobre Cordel, é a melhor produção da globo desde Mulheres de Areia e na minha opinião a melhor novela do ano, concordo com vc em relação a interpretação de Marcelo mas discordo sobre Luis Fernando Guimarães. As pessoas quando se acostumam a ver um ator fazer somente um tipo de personagem estranham ao ver este ator fazer outro estilo, gente o personagem de Luis Fernando é um vilão e não comediante. Tem suas doses cômicas, mas ainda assim um vilão, ao seu estilo Luis Fernando Guimarães vai dando um bom tom ao personagem sendo braço direito da vilã maior, Úrsula. Agora quem eu to achando péssimo nessa novela é o Tony Tornado, esse personagem realmente não tem nada a ver com ele, o ator está extremamente forçado nesse papel.

Abraço a todos!

Veja também