O Planeta TV

"Amor Eterno Amor": precisa de ritmo; vilã se destaca em chamadas de "Avenida Brasil"

Por: Jeferson Cardoso

"Amor Eterno Amor": precisa de ritmo; vilã se destaca em chamadas de "Avenida Brasil"

A nova novela das seis, "Amor Eterno Amor", é boa, mas ainda não empolga. Os primeiros capítulos, com a apresentação dos personagens, normalmente, são chatos. Estou gostando da trama de Elizabeth Jhin, o enredo é bom, no entanto, o ritmo é lento.

A duração dos capítulos de uma novela das seis é menor, o que possibilita uma escrita mais enxuta e ágil. Com uma abordagem óbvia e, podemos dizer até repetitiva, a autora, por enquanto, esquece-se dos vilões e, principalmente, dos ganchos finais dos capítulos. A novela, por enquanto, não desperta o interesse do telespectador. Só espero que a trama ganhe ritmo porque este, a meu ver, é o seu único problema.

A novela mal começou, é verdade, mas nada aconteceu nesses cinco capítulos iniciais, o que dá a sensação de frustração. Sou um telespectador chato, não gosto de ficar sentando diante à TV para ver personagens tricotando ou jogando conversa fora.

Detestei o visual de Ana Lúcia Torres e Cássia Kiss. As perucas usadas por elas são fakes e vergonhosas. Por outro lado, adorei a pequena Clara (Klara Castanho); Miriam (interpretada pela estreante Letícia Persiles); e Valéria (Andrea Horta). E, claro, meus queridos, do núcleo cômico encabeçado por Carmem (Vera Mancini) e Zé da Carmem (Pedro Paulo Rangel).

Audiência: "Amor Eterno Amor" recebeu o horário com 22 pontos (média de sua antecessora, "A Vida da Gente"). Até sexta-feira (09/03), a trama acumula uma média de 21 pontos. É um fiasco! No entanto, é preciso levar em consideração que os capítulos iniciais podem sofrer rejeição. E que, para uma melhor análise, será preciso – no mínimo – umas três semanas.

Para ser sincero, diante do foi apresentado, esses 21 pontos é mais do que merecido!

Continuarei acompanhando "Amor Eterno Amor" na expectativa de vem coisa boa por aí. Fernando, personagem de Carmo Dalla Vecchi, promete ser um dos grandes destaques já que demonstra ter um amor doentio por Miriam, que logo mais irá se apaixonar por Carlos.

Fina Estampa perde o fôlego

Desde que boa parte do segredo de Tereza Cristina foi revelado, "Fina Estampa" perdeu o fôlego. Há mais ou menos um mês, Aguinaldo Silva resolveu apostar no núcleo Esther, Bia e Danielle, mas esqueceu dos demais. O ritmo da novela foi quebrado a partir do momento que o autor deixou de explorar todos os núcleos ao mesmo tempo.

Acredito que Aguinaldo Silva se precipitou na antecipação do segredo de Tereza Cristina. Ele, a meu ver, deveria ter esperado "os últimos capítulos" para que a trama não perdesse o gás. É claro que isto não justifica, uma vez que, o autor poderia ter outros meios para manter a atenção do público. Para piorar a situação, Aguinaldo já revelou a segunda parte do segredo da vilã. Quem acompanha a novela sabe que Tia Íris é a mãe de Tereza Cristina.

"Fina Estampa" foge à regra e entra na reta final sem grandes acontecimentos. A maioria dos personagens está sem função, e outros já tiveram suas histórias resolvidas como, por exemplo, o relacionamento de Antenor e Patrícia, bem como, Amália e Rafael. É uma pena.

Infelizmente, Lília Cabral e Dalton Vigh não tiveram química, o que deve ter prejudicado a história de Griselda e René. Eu, particularmente, gosto do casal. Talvez o fato de aproximado Griselda primeiro de Guaracy prejudicou a aceitação do casal protagonista. A verdade mesmo é que o autor não criou situações para que o público torcesse (de verdade) por Griselda e René. Aguinaldo Silva errou na condução de sua protagonista, principalmente na segunda parte. A heroína ficou muito em função de seus filhos. Após brilhar na primeira fase da novela, a personagem de Lília Cabral, depois que ganhou na loteria, ficou chata. A transformação e o questionamento de personalidade de Griselda ficaram a ver navios.

Também não gostei do rumo dado à Tereza Cristina. Devido à química entre Christiane Torloni e Marcelo Serrado, a vilã se tornou boba. Tereza Cristina e Crô Valério são, com certeza, os melhores personagens da novela. Só que esperava por uma vilã que chegasse ao nível de Nazaré Tedesco. Tereza Cristina tinha personalidade para isto, mas...

Gosto demais de "Fina Estampa", que pra mim, apesar de certos exageros, é a melhor novela das nove desde "A Favorita". Não é por que sou fã do autor, mas porque gosto de tramas com tons surrealistas e cômicas.

Vamos aguardar o desfecho de "Fina Estampa". O Mago promete um furacão na Barra da Tijuca. Tereza Cristina e Pereirinha sumirão em meio a uma tempestade. Será que eles morrem? Quem viver verá!

Falando em Aguinaldo Silva, ele é o convidado do programa "Roda Viva" da TV Cultura desta segunda (12/03). Não percam a sabatina com o MAGO! Rsrsrsrs.

As chamadas de Avenida Brasil

"Tenho é pena de você", diz Carminha à Nina, antes de abandoná-la em um lixão.

Nina é a mocinha de "Avenida Brasil", que irá agir como vilã: "Ela sofreu nas mãos da madrasta, mas conseguiu sobreviver ao medo, a maldade e a solidão. Uma menina que cresceu junto com o seu desejo de fazer justiça e agora está de volta para acertar contas".

Quem conhece o estilo das novelas de João Emanuel Carneiro sabe que suas vilãs são macabras. Carminha vem para superar as maldades de Flora. Adriana Esteves, certamente, irá arrasar.

Diante das chamadas, percebe-se que os protagonistas da novela serão Adriana Esteves, Murilo Benício, Débora Falabella e Cauã Reymond. Um quarteto fantástico!!!

"Até onde você iria por justiça?". Vem novelão por aí!

Vidas Opostas x Avenida Brasil

A Record, que se fez de morta durante a exibição de Fina Estampa, resolveu "atacar" a Globo com a reprise de "Vidas Opostas". A partir do dia 28 (numa quarta-feira), uma das melhores novelas já produzidas pela emissora, será reexibida às 21h30 batendo de frente com "Avenida Brasil".

No quesito audiência, confesso, tenho medo! O sucesso da reprise da Record, claro, depende de uma rejeição de "Avenida Brasil". Se a nova novela das nove prender o público em seus dois primeiros capítulos dificilmente a Record conseguirá dois dígitos com "Vidas Opostas".

A Record anuncia "Vidas Opostas" como "exibição especial". Para bom entendedor, meia palavra basta. Se não der audiência, a novela será picotada. Não sabemos qual é a expectativa da emissora, mas não devem ser os cinco pontos alcançados pelas reprises de CSI. Tem gente apostando em dois dígitos, o que não é impossível.

"Vidas Opostas" é um novelão, mas assistirei à inédita "Avenida Brasil".

Vale a Pena Ver de Novo

A re-reprise de "Mulheres de Areia" chegou ao fim com o dever cumprido. A trama, sem nenhuma divulgação, conseguia ser a maior audiência das tardes da Globo, superando "Malhação" (que tem uma mega campanha). Na média geral, o folhetim cravou 16 pontos, índice inferior ao de "O Clone", mas considerado bom.

A partir de segunda (12), o público poderá acompanhar (mais uma vez) a inesquecível "Chocolate com Pimenta" (adoro essa novela!). Será essa maravilhosa novela de Walcyr Carrasco colocará o "Vale a Pena Ver de Novo" na casa dos 20 pontos? Tem todo o potencial para isto!

Vidas em Jogo

Os fás desta novela preparem o coração. Na próxima semana, Rita, a mocinha, vai se revelar responsável pelo sequestro de Patrícia. No começo da novela, a atriz Julianne Trevisol havia adiantado que a sua personagem "não é uma simples e batalhadora mocinha".

"A Rita guarda muitos segredos, isso será revelado mais para frente, só posso revelar que ela tem um caso secreto com o Cleber (Sandro Rocha)", disse a atriz ainda em junho passado. Misericórdia!

Rebelde

"Rebelde", a novela que NÃO é mania nacional, chega a sua segunda temporada. A trama teen da Record, que já passou por diversos horários de exibição até ver sua audiência cair pela metade, terá algumas mudanças. Uma das mudanças é a entrada de dois personagens: os gêmeos Lucy (Ully Lages) e Miguel Zimer (Thiago Amaral). Nascidos em uma família tradicional de Nova Orleans, nos Estados Unidos, eles chamarão a atenção de todos no colégio pela sua aparência deslumbrante. Os irmãos serão os grandes vilões da trama, mas tentarão passar a imagem de bonzinhos. Além disso, eles fazem parte de um grupo no qual fazem de conta que são vampiros. A brincadeira é séria a ponto de vestirem capas.

A nova temporada de "Rebelde" deve ficar no ar até outubro, mas em se tratando da Record pode ser estendida até março. Boa sorte!

Rei Davi

Estou adorando a minissérie da Record. Mesmo com contratempos, a produção é impecável. Os capítulos são surpreendentes e prendem o telespectador do começo ao fim. Até então, é a grande surpresa do ano.

A série policial "Fora de Controle", de Marcílio Moraes e Gustavo Reis, também promete!

Por hoje é só! Agora é com vocês, não deixem de comentar!

Abraços.





Comentários (99) Postar Comentário

Jonas Carolindo comentou:

No geral estou gostando de Amor Eterno Amor!
Estou louco para rever Chocolate com Pimenta, ainda bem que será frio aqui no Sul, poderei tomar chocolate quente vendo a novela.
Gostei das chamadas de Avenida Brasil, espero que a Camila Morgado tenha ganho um bom papel.

Laura comentou:

Em 45 segundos de chamada de "Avenida Brasil", já deu pra sentir toda a força e maldade de carminha. Tereza Cristina já é passado!

Isabela Andrade comentou:

Amor Eterno Amor relamente está bem lenta. Para substituir A Vida da Gente deveria começar de maneira ágil para ter um diferencial. Cássia Kiss por enqunto é o melhor da novela na minha opnião.
Com relação à Fina Estampa faltam casais romanticos para torcermos. Renê é o mocinho mais sem sal que já vi. Griselda ganhou a unica função de sofrer pelos desastres dos filhos. Teresa Cristina de vilã passou a personagem cômica ao meu ver. Junto com Crô é responsável pelas melhores cenas, porem, naos pelas vilanias e sim pelo lado cômico. O que me prende realmente é o núcleo de Esther Bia e Danielle. Sou fã das novelas de Aguinaldo. Amo A Indomada, Tieta e Pedra sobre Pedra, mas Fina Estampa não me agradou. Gosto também de Teodora porém acho que merecia mais espaço na trama.
Essa é apenas uma opniao pessoal.


Jeferson Cardoso respondeu:

Isabela, acrescentaria na sua lista Duas Caras, que teve uma sinopse e um enredo bem mais interessante.


Marcos Almeida comentou:

Adorei as chamadas de Avenida Brasil. Adriana Esteves Divará nesta novela. Vem um Novelão por aí.

em Relação a Chocolate com Pimenta, acho que a novela vai render bons índices.

e vc Jéfferson, concorda comigo?

Chocolate vai render bons Índices??


Jeferson Cardoso respondeu:

Tem chances.


Adryan comentou:

Jeff, Iris é a mae de Tereza Cristina? :nossa1: Estão divulgando que a vilã não é filha dela, mas fruto do relacionamento do seu marido com a sua irmã. Ou seja, Teresa Cristina tem sangue azul! rs


Jeferson Cardoso respondeu:

Sim, na novela isto ficou mais ou menos explicado, uma semana após a revelação da primeira parte do segredo de TC.


michael souza comentou:

:chora1: infelizmente amor eterno amor é só mais uma novela dessas bem cansativas que se propõe a discutir uma serie de coisas e no final das contas além de não discutirem nada desperdiçam boas oportunidades de fazer novela de verdade. a globo só vai se dar conta disso quando o ibope das 6 despencar por completo.

Alex comentou:

Pelos seus comentarios, se ve bem que voce pertence a classe D ou E.
Voce acha que uma novela so se faz a partir dos viloes, de banalidade.
As ultimas novelas das seis passam uma mensagem, enquanto a do seu Mago sao uma porcaria, so apelacao.
Voce e aquele Mauricio Stycer do Uol podem se dar as maos, sao dois que nao entendem nada de nada.

Salazar comentou:

Rebelde vai bem, so em SP onde o povo gosta da Globo porque não tem dinheiro pra comprar pilha pro controle remoto, ou enfiou o dito cujo em algum kugar e la ficou desde 26 de junho


Jeferson Cardoso respondeu:

Ia bem no DF, RJ e outras capitais. Depois da dança de horários.... sem comentários.


Pedro comentou:

Amor Eterno Amor é maravilhoso, promete ser uma grande história. Adorei a forma como os núcleos estão sendo apresentados. Lembrou-me um pouco o início de O Clone, parecendo mais um filme, sem colocar um monte de núcleos e desenvolver várias tramas paralelas que não dão em nada.

Aconteceu no primeiro capítulo de Amor Eterno Amor o que não aconteceu em toda A Vida da Gente. Mostraram-nos praticamente toda a trajetória do protagonista e suas motivações e objetivos, assim como de outros personagens principais. Acho que a autora desacelerou o ritmo pra não retratar os personagens e ambientes de forma superficial, criando conflitos em cada núcleos antes de os interligar. Exemplo, a tentativa da carismática Valéria de casar-se com Carlos, a busca de Verbena pelo filho desaparecido, antes de morrer.

Em quantas novelas antigas o casal protagonista só se encontrava mais pra frente? Sem falar nas inúmeras fazes, passagens de tempo, o que foi resumido apenas no primeiro episódio.

Phelipe comentou:

Vidas em Jogo é uma novela surpreendente. Essa está no meu top 10 de novelas favoritas.

Veja também